Companheir@s da direção do Sind-UTE, “cala a boca” é método ou é autoritarismo?

Alguns membros da direção do Sind-UTE Uberlândia, diretoria da qual faço parte, em uma reunião ampliada pública hoje, convocada nas redes sociais para participação de quem quisesse, usaram suas falas para criticar, uns com respeito, outros nem tanto (houve quem me chamou de canalha, fratricida, houve quem me chamou de aliado do Zema e outras coisitas mais), mas usaram a fala na reunião PÚBLICA para criticar o fato de eu ter externado minha POSIÇÃO PÚBLICA nas redes sociais sobre a necessidade de suspender a greve. Disseram que isso não é método, enquanto faziam uso do mesmo método para me criticar publicamente. Enfim… Não sabem o que fazem.

De minha parte, só ressaltar que não me abato com críticas públicas (crítica é próprio de seres pensantes, é bom que existam) ou com adjetivações nervosas de quem não tem argumento político (entendo que uns não têm estrutura emocional para lidar com quem pensa diferente). Então, vamos aprofundar o que interessa, vamos às concepções, vamos esclarecer as coisas. Ora bolas, a grande pergunta é: qual é o método que alguém deve usar para dizer o que pensa, quando discorda de uma orientação política? No caso, qual é o método a ser usado, quando a direção do Sind-UTE usa uma decisão de dois meses atrás para impor PUBLICAMENTE, em todos os seus discursos, uma greve que já morreu?

Na prática, a direção do Sind-UTE está fazendo isso, está usando uma Assembleia Estadual de dois meses atrás para impor sua política PÚBLICA, deixando a base refém dessa política equivocada. Quem não concorda com a greve não tem poder nenhum de decisão, não tem espaço de decisão e se falar publicamente contra a continuidade da greve é traidor, é pelego, etc. Tem de ficar refém da direção do sindicato. E ainda sendo chamado de pelego, de governista, porque não concorda com essa direção e sua política autoritária. É um crime à honra dos lutadores o que a direção do sindicato está fazendo ou permitindo que se faça. Não me calo perante esse autoritarismo político da direção do Sind-UTE, como não me curvei a nenhum “cala a boca” até hoje, ao longo da minha luta política. Cala a boca já morreu, liberdade de expressão é uma conquista da democracia. Podem usar o adjetivo que quiserem para atacarem minhas posições políticas, isso só mostra que há uma grande intolerância na esquerda para lidar com os divergentes. Cala a boca para mim não é método democrático, quem gosta de calar a boca de quem pensa diferente é certo Presidente da República que dirige a nação: do lado de cá o método é o mesmo? A direção do Sind-UTE compartilha do mesmo método? Vai deixar a vanguarda REFÉM de uma decisão tomada há dois meses atrás até quando? E os lutadores ainda têm de ficar calados? Se algum lutador for contra será taxado de não lutador!? Não pode dizer publicamente que isso está errado, tem de se submeter e obedecer, não é?

Aviso aos navegantes, a maioria da categoria de Uberlândia já entendeu que essa imposição política da diretoria estadual e da diretoria local do sindicato de manter a greve é descabida e já voltou a trabalhar.Sabemos que as condições de teletrabalho são excludentes e anos-luz de ser ideal, em se tratando da realidade da escola pública, mas infelizmente, a greve não tem mais condições de acontecer nessa conjuntura e a liminar que o sindicato reivindica não garante segurança jurídica para os trabalhadores e trabalhadoras em educação.

Resumindo, não me calarei jamais perante políticas que, ao meu ver, estão equivocadas, doa a quem doer. Apoiarei as bandeiras do Sind-UTE que eu julgar corretas, como sempre fiz, mas não contem com minha submissão política a equívocos de dirigentes, seja este quem for. Cala a boca é método? Sim. É método. Mas um método do autoritarismo, não é um método da democracia.

Por: Gílber Martins Duarte – Militante SOCIALISTA LIVRE – Doutor em Análise do Discurso/UFU – Professor da Rede Estadual de Minas Gerais – Diretor do Sind-UTE Subsede Uberlândia – EDITOR dos BLOGs: https://professorgilber.wordpress.com/

Sobre socialistalivre

Esse Blog está a serviço da Luta pelo Socialismo. Defendemos a plena liberdade do ser humano, mas somos radicalmente contra a liberdade de explorar, como a burguesia faz, e contra a liberdade de oprimir como os machistas fazem, os racistas fazem, os homofóbicos fazem, os praticantes de bullying fazem, os preconceituosos fazem, os possessivos fazem e os autoritários de plantão fazem. Assim, defendemos que cada corpo-consciência deve ter liberdade de ser o que ESCOLHE SER, desde que esta liberdade não oprima e explore os outros! Defendemos a plena liberdade de postura crítica e a plena democracia operária, todos devem ter o direito de expressar o que pensam! Defendemos a Revolução Socialista e a necessidade de libertação da classe trabalhadora do jugo do capitalismo. No entanto,somos contra comandos de hierarquias políticas ou de figuras públicas mais poderosas no seio dos lutadores que travam a batalha pelo socialismo. Defendemos que cada militante deve ousar pensar por si mesmo, cada militante deve ter o direito de concordar, mas também de discordar daquilo que julga equivocado, por isso nos definimos como Socialistas Livres e esse Blog está a serviço dos que desejam militar de acordo com essa concepção. Convidamos a todos a conhecerem nosso jeito diferente de entender e de praticar a política socialista, com liberdade, democracia operária, direito de crítica e respeito ao diferente. Saudações Socialistas Livres.
Galeria | Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s