PERIGO: a aprovação automática vai destruir a escola pública com a conivência tanto da esquerda, quanto da direita!

O direito à escola pública foi um direito democrático conquistado na Revolução Francesa, em que os trabalhadores exigiram, em um processo revolucionário, que os filhos da classe operária também pudessem ter acesso ao conhecimento, e não somente os filhos dos ricos. De lá para cá, qualquer país, que se intitule democrático, tem sua escola pública, boa ou ruim, mas a tem. Qual objetivo de existir a escola pública? Permitir que os filhos da classe trabalhadora tenham acesso à produção do conhecimento e não sejam classes intelectualmente inferiores às classes dominantes economicamente.

O que tem acontecido com a escola pública brasileira, levando em conta que tivemos gestões governamentais tanto de esquerda, quanto de direita nos últimos anos, nas mais diversas esferas, sejam municipais, estaduais ou federais? Uma total complacência com a aprovação automática dos alunos. Aos governos de direita, interessa a aprovação automática para se desobrigarem de gastar com os alunos, filhos da classe trabalhadora, que não aprendem ou que se recusam a aprender. Já os governos ditos de esquerda surfam na permissividade, no paternalismo ingênuo que se desobriga de educar os filhos dos trabalhadores em nome de uma inclusão assistencialista que deturpa o papel da escola e faz parecer que a escola é simples local de oferecer comida, convívio social e refúgio das agruras da vida.

Tanto a direita, quanto a esquerda vão assassinar a escola pública. A escola pública pode ser lugar de convívio social, lugar de merenda escolar (muitos alunos só comem na escola, sabemos), lugar de creche infanto-juvenil (local em que pais e mães trabalhadoras deixam seus filhos para irem trabalhar). Tudo bem. Ninguém é contra esse papel social que a escola pública cumpre na vida da classe trabalhadora. Porém, e destaquemos esse porém, não podemos permitir que a escola pública seja descaracterizada em seu papel de realmente permitir a produção do conhecimento. A aprovação automática ou mesmo a chamada progressão continuada em que o aluno muda de série, mesmo não tendo passado em três matérias, ou a chamada defasagem idade-série, em que o estudante é empurrado para séries posteriores sem nenhum pré-requisito, ou mesmo o diploma simplista de EJAs, em que se “cursam” três anos em seis meses, com total aval do estado, são um monte de hipocrisias que oferecem diplomas para os filhos da classe trabalhadora sem que estes saibam sequer o mínimo do conhecimento lógico-formal-científico-cultural.

São diversas as formas de aprovação automática, que governos de direita e de esquerda criaram, que cumprem apenas um papel: PERMISSIVIDADE IMBECILIZADORA, fim da escola pública. A quem interessa a imbecilização social? A quem interessa a imbecilização crítica? A quem interessa uma imensa classe trabalhadora cada vez mais massificada, cujos filhos vão para escola apenas para passar tempo, sendo aprovados de qualquer forma, fingindo que são escolarizados, com diplomas ocos que não os capacitam para nada?

Enquanto professor da educação básica, acho que temos de nos rebelar coletivamente contra todo e qualquer tipo de aprovação automática, essa política está matando a escola pública brasileira. Essa política, implantada por governos de esquerda e de direita, foi uma grande balela na nossa educação pública. Hoje os frutos estão sendo colhidos, estudantes e pais cada vez descomprometidos com a aprendizagem, pois sabem que receberão um diploma fajuto qualquer, sem precisar se esforçar, sem precisar estudar, sem precisar se dedicar à árdua tarefa de adquirir/construir saberes.

Ora, se a pessoa não tem competência para ser cozinheiro, não deve ter diploma de cozinheiro, simples assim. Portanto, se o aluno de 8º ANO não domina o conteúdo de 8º ANO, não tem de progredir de série em hipótese alguma, muito menos ir para EJAs pegar diplomas de terceira categoria. Estamos imbecilizando nosso povo. Estamos imbecilizando os filhos da classe trabalhadora. Estamos imbecilizando a humanidade. Não é difícil prever o futuro de uma sociedade que não educa seu povo: chama-se barbárie. Na prática, toda forma de aprovação automática é um crime. É uma validação grotesca da imbecilização social.

Por: Gílber Martins Duarte – Militante SOCIALISTA LIVRE – Doutor em Análise do Discurso/UFU – Professor da Rede Estadual de Minas Gerais – Diretor do Sind-UTE Subsede Uberlândia – EDITOR dos BLOGs: https://professorgilber.wordpress.com/  e www.socialistalivre.wordpress.com

Sobre socialistalivre

Esse Blog está a serviço da Luta pelo Socialismo. Defendemos a plena liberdade do ser humano, mas somos radicalmente contra a liberdade de explorar, como a burguesia faz, e contra a liberdade de oprimir como os machistas fazem, os racistas fazem, os homofóbicos fazem, os praticantes de bullying fazem, os preconceituosos fazem, os possessivos fazem e os autoritários de plantão fazem. Assim, defendemos que cada corpo-consciência deve ter liberdade de ser o que ESCOLHE SER, desde que esta liberdade não oprima e explore os outros! Defendemos a plena liberdade de postura crítica e a plena democracia operária, todos devem ter o direito de expressar o que pensam! Defendemos a Revolução Socialista e a necessidade de libertação da classe trabalhadora do jugo do capitalismo. No entanto,somos contra comandos de hierarquias políticas ou de figuras públicas mais poderosas no seio dos lutadores que travam a batalha pelo socialismo. Defendemos que cada militante deve ousar pensar por si mesmo, cada militante deve ter o direito de concordar, mas também de discordar daquilo que julga equivocado, por isso nos definimos como Socialistas Livres e esse Blog está a serviço dos que desejam militar de acordo com essa concepção. Convidamos a todos a conhecerem nosso jeito diferente de entender e de praticar a política socialista, com liberdade, democracia operária, direito de crítica e respeito ao diferente. Saudações Socialistas Livres.
Galeria | Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para PERIGO: a aprovação automática vai destruir a escola pública com a conivência tanto da esquerda, quanto da direita!

  1. Rejane Sousa disse:

    Seu texto é muito esclarecedor, perfeito.
    Estou totalmente de acordo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s