Eleições Sind-UTE Uberlândia: por que sou chapa 1? Um pouco de discussão política!

Sou Gílber Martins Duarte, militante socialista livre, e como nasci no seio da classe trabalhadora, a classe que vive de salário, travo a luta histórica que nossa classe precisa travar contra o capitalismo, contra o sistema, contra os opressores, e contra os governos de plantão, que, apesar de belos discursos no momento das eleições, sempre fazem a classe trabalhadora pagar o pato pelas crises do capital, tivemos o recente exemplo de Pimentel e Temer, e agora Zema e Bolsonaro, que querem impor o fim da aposentadoria dos trabalhadores, ao mesmo tempo em que atacam a escola pública, achatam os salários, aumentam o índice de desemprego do povo trabalhador.

Não quero aqui simplesmente mostrar os méritos da Chapa 1, que é composta de companheiros e companheiras que, historicamente, sempre estiveram nas lutas travadas em Minas Gerais. Enquanto classe, é preciso reconhecer os méritos da direção do sindicato que não fugiu à luta e chamou todos os enfrentamentos do último período, não importando qual fosse o governo de plantão, lutamos contra as enrolações de Pimentel, derrotamos a Reforma da Previdência de Temer e estamos na luta contra os ataques brutais do governo Bolsonaro, bem como pressionando o governo Zema por abertura de diálogo com a nossa classe. Não se trata de uma luta fácil, mas não existe luta fácil, porque se fosse fácil, o nome disso não seria luta.

A Chapa 1 apresenta o nome de um professor jovem para coordenar o sindicato, o  Prof. Guilherme, colocando a confiança de que a história do nosso sindicato deve ser feita renovando os quadros dirigentes de nossa entidade. Além disso, a Chapa 1 não abre mão dos quadros históricos que dirigiram nossa entidade, unindo a força do jovem e do novo, aliada à experiência dos lutadores mais antigos, não digo velhos, porque o velho não tem mais força para lutar, então, digamos, a Chapa 1 une os jovens e os experientes.

Uma crítica à oposição

Como toda disputa em que há mais de uma chapa concorrente, surge a divisão de opiniões, e muita confusão no seio da nossa categoria. Não quero aqui fazer a polêmica pessoal, com os nossos opositores, mas, sim, política. Infelizmente, a oposição não quis compor uma chapa ÚNICA, para enfrentar os ataques de Zema e de Bolsonaro, o que seria o correto, pois ninguém vencerá esse enfrentamento sozinho. Portanto, críticas pontuais, mesmo que a oposição as tenha, não justifica fazer racha político. Eu mesmo discordei de pontos da maioria da direção do sindicato, na última gestão que está se encerrando, como, por exemplo, a proposta equivocada de fazer greve pelo pagamento no quinto dia útil, depois da categoria de luta estar já esfolada nas escolas, no ano passado, repondo uma greve que já tinha durado 45 dias. Essas divergências, contudo, são críticas pontuais e, como socialista livre, jamais deixarei de fazê-las, inclusive publicamente, como sempre faço.

Não justifica, porém, partir de discordâncias pontuais para politicamente promover a desunião do nosso sindicato. Em Uberlândia, situação e oposição estiveram juntas fazendo as mesmas lutas, jamais houve um programa político diferente nas assembleias do sindicato. Por que, então, um setor resolveu fazer oposição, se concordam nas bandeiras de luta? A resposta é simples: apenas uma disputa de aparelho.

Setores mais carreiristas do PT, apoiados, infelizmente, por setores do PSOL, que não conseguiram se eleger para deputados estaduais ou federais na última eleição, resolveram disputar o aparelho do Sind-UTE Uberlândia, porque acreditam que, assim, estarão melhor colocados em disputas eleitorais futuras. Isso é um grande erro desses setores oposicionistas. Não sou contra os grupos se candidatarem a cargos políticos. O que acho tremendamente equivocado é esses setores promoverem divisionismo em uma categoria de trabalhadores simplesmente para colocarem seus projetos carreiristas acima da luta de classes. Portanto, esse discurso de Mudança de Verdade é apenas cortina de fumaça para esconder os grupos políticos que estão por trás da dita “oposição” e que se recusaram UNIR os lutadores para fortalecer a direção do sindicato. Ao contrário, preferem o DIVISIONISMO, desde que seus projetos políticos-pessoais estejam em primeiro lugar.

Sou socialista livre, estou na Chapa 1 simplesmente para fortalecer e dar continuidade à luta histórica dos trabalhadores e trabalhadoras em educação, luta que travo desde quando ingressei na Rede Estadual de Minas Gerais, em 2002. Deixo o convite para que reflitam e, em nome da construção histórica da nossa luta sindical, VOTEM NA CHAPA 1.

Por: Gílber Martins Duarte – Militante SOCIALISTA LIVRE – Doutor em Análise do Discurso/UFU – Professor da Rede Estadual de Minas Gerais – EDITOR dos BLOGs: https://professorgilber.wordpress.com/  e www.socialistalivre.wordpress.com

Sobre socialistalivre

Esse Blog está a serviço da Luta pelo Socialismo. Defendemos a plena liberdade do ser humano, mas somos radicalmente contra a liberdade de explorar, como a burguesia faz, e contra a liberdade de oprimir como os machistas fazem, os racistas fazem, os homofóbicos fazem, os praticantes de bullying fazem, os preconceituosos fazem, os possessivos fazem e os autoritários de plantão fazem. Assim, defendemos que cada corpo-consciência deve ter liberdade de ser o que ESCOLHE SER, desde que esta liberdade não oprima e explore os outros! Defendemos a plena liberdade de postura crítica e a plena democracia operária, todos devem ter o direito de expressar o que pensam! Defendemos a Revolução Socialista e a necessidade de libertação da classe trabalhadora do jugo do capitalismo. No entanto,somos contra comandos de hierarquias políticas ou de figuras públicas mais poderosas no seio dos lutadores que travam a batalha pelo socialismo. Defendemos que cada militante deve ousar pensar por si mesmo, cada militante deve ter o direito de concordar, mas também de discordar daquilo que julga equivocado, por isso nos definimos como Socialistas Livres e esse Blog está a serviço dos que desejam militar de acordo com essa concepção. Convidamos a todos a conhecerem nosso jeito diferente de entender e de praticar a política socialista, com liberdade, democracia operária, direito de crítica e respeito ao diferente. Saudações Socialistas Livres.
Galeria | Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s