Mais pressão da direita, mais capitulação do governo!

As propostas apresentadas pelo presidente do Senado são parte das medidas de ajuste exigidas pela direita e que o governo insiste em ceder.

Na semana que antecedeu os atos da direita golpista, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), apresentou ao governo, junto com outros senadores, um conjunto de medidas “anti-crise” que está sendo chamada de “agenda Brasil”.

Os primeiros a “abençoarem” a proposta de Calheiros foram justamente os ministros neoliberais do governo, Joaquim Levy, da fazenda, e Nelson Barbosa, do Planejamento. Dilma Rousseff também elogiou a iniciativa do presidente do Senado para a “saída para a crise”.

Vários setores da burguesia trataram de elogiar a proposta. A Folha de S. Paulo e o Globo defenderam que as medidas dariam um “fôlego” para o governo.

A imprensa ligada ao PT, como é tradicional, caiu de cabeça na propaganda da burguesia, defendendo a tese de que os golpistas haviam recuado.

O significado da política apresentado por Renan Calheiros, no entanto, é outro. Essencialmente, as medidas da “agenda Brasil” são iniciativas para ampliar a política de austeridade exigida pelo imperialismo.

Os elogios do governo e de parte do PT revelam a insistência da cúpula do partido em se apoiar na conciliação com os elementos da direita. Enquanto cede às pressões da burguesia, na esperança de se livrar do golpe, o PT se vê obrigado a atacar os trabalhadores e ao mesmo tempo ser atacado pela direita por tomar medidas que são exigidas por ela mesma.

Os pontos da “Agenda Brasil” são parte de um programa de ajustes da direita, que no final das contas o único resultado será o maior enfraquecimento do governo. Se em um primeiro momento a burguesia procura apresentar a iniciativa do presidente do Senado como um “bom caminho” para superar a crise, dando a ideia de que as articulações golpistas foram paralisadas, em pouco tempo a direita já estará novamente em ataque aberto, inclusive usando a “agenda Brasil” como munição.

A insistência do PT nessa política conciliadora e capituladora é o que aprofunda as tendências golpistas. O que o governo não entende – e nesse sentido, a esquerda pequeno-burguesa centrista se aproxima do PT em sua avaliação – é que o golpe é uma política geral traçada pelo imperialismo. Não só no Brasil, independente se será vitoriosa ou não. Por mais que o PT procure ceder, conciliar e até certo ponto implantar a política da direita, o imperialismo não vai recuar em sua política golpista. É necessário, para a direita, que um partido “puro sangue” domine o governo para colocar em prática planos muito mais duros.

A única saída para o PT é largar, ainda que parcialmente a sua política de conciliação, e se apoiar nas massas trabalhadoras. Essa seria a única força contra o golpe, o problema que está colocado, no entanto, é que é necessário sair da política de paralisia e despertar os trabalhadores.

A maioria dos pontos da “agenda Brasil” não diz nada claramente, mas deixa claro que se trata de medidas de ajuste. Por exemplo, um dos pontos trata sobre a terceirização: “regulamentar o ambiente institucional dos trabalhadores terceirizados melhorando a segurança jurídica face ao passivo trabalhista potencial existente e a necessidade de regras claras para o setor.” Aparentemente, não se trata de uma lei de terceirização tão brutal quanto a aprovada pela Câmara dos Deputados em abril. Mas generalidade como é apresentado o tema pode evoluir para o ataque aos direitos trabalhistas. E é o caminho normal em um congresso dominado pela direita.

Vários dos pontos favorecem os investimentos privados nos setores da economia. Também se cogita a diminuição da idade mínima para a aposentadoria, a cobrança de taxas para a utilização do INSS.

O fator fundamental da “agenda Brasil” é que se trata de mais uma chantagem da direita contra o governo do PT. Em troca do apoio do governo para sua “agenda”, Renan promete fidelidade. E o governo petista acredita. E o golpe continua.

Escrito por PCO: http://www.pco.org.br/nacional/mais-pressao-da-direita-mais-capitulacao-do-governo/soby,o.html

Socialistas Livres II

Anúncios

Sobre socialistalivre

Esse Blog está a serviço da Luta pelo Socialismo. Defendemos a plena liberdade do ser humano, mas somos radicalmente contra a liberdade de explorar, como a burguesia faz, e contra a liberdade de oprimir como os machistas fazem, os racistas fazem, os homofóbicos fazem, os praticantes de bullying fazem, os preconceituosos fazem, os possessivos fazem e os autoritários de plantão fazem. Assim, defendemos que cada corpo-consciência deve ter liberdade de ser o que ESCOLHE SER, desde que esta liberdade não oprima e explore os outros! Defendemos a plena liberdade de postura crítica e a plena democracia operária, todos devem ter o direito de expressar o que pensam! Defendemos a Revolução Socialista e a necessidade de libertação da classe trabalhadora do jugo do capitalismo. No entanto,somos contra comandos de hierarquias políticas ou de figuras públicas mais poderosas no seio dos lutadores que travam a batalha pelo socialismo. Defendemos que cada militante deve ousar pensar por si mesmo, cada militante deve ter o direito de concordar, mas também de discordar daquilo que julga equivocado, por isso nos definimos como Socialistas Livres e esse Blog está a serviço dos que desejam militar de acordo com essa concepção. Convidamos a todos a conhecerem nosso jeito diferente de entender e de praticar a política socialista, com liberdade, democracia operária, direito de crítica e respeito ao diferente. Saudações Socialistas Livres.
Galeria | Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s