529 mil tiram ZERO na redação do ENEM/2014: uma catástrofe cultural-educacional brasileira!

O resultado do ENEM/2014, divulgado ontem, 13-01-2015, no que se refere à prova de redação, é a prova de que uma catástrofe cultural está em andamento em nosso país. Tão trágica quanto desabamentos de encostas em épocas de chuvas em regiões serranas, tão trágica quanto a falta de água nos grandes centros, tão trágica quanto incêndios em boates, é esta NOTA ZERO em redação. Porém, ainda mais trágico, é saber que esse escândalo cultural-educacional sequer merece uma comoção nacional em torno do problema.

Para se chegar à façanha de meio milhão de ZEROS em produção escrita, em terra brasilis, só com um nível muito baixo de formação política e formação crítica de nossos jovens secundaristas. Ou seja, a incapacidade intelectual de se construir uma reflexão crítica, via linguagem, em torno de uma situação problema concreta. É o que a prova de redação do ENEM cobra para não se receber um ZERO.

Além disso, para se explicar o resultado catastrófico que os jovens tiveram no ENEM em relação à redação, é preciso constatar que a cultura da leitura cotidiana, a cultura da reflexão acerca das diversas práticas sociais, a cultura do debate crítico estão cada vez mais precárias nas escolas de nosso país. Uma perguntinha curiosa: em um país em que o povo, de um modo geral, não lê e é levado a acreditar nas supostas verdades que se lhe conta, como esperar que os jovens escrevam criticamente sobres as práticas sociais que lhes são dadas a pensar? Difícil.

Enquanto isso, no mesmo dia em que foi anunciada essa catástrofe cultural-educacional brasileira, o ministro da economia, Joaquim Levy, nomeado por Dilma Rousseff, e aliado da política econômica da classe dominante, falou que a prioridade do país é criar uma POUPANÇA no tesouro nacional. Poupança para quê? Simples. Poupança para ajudar os banqueiros internacionais, enquanto meio milhão de jovens brasileiros termina o ensino médio semianalfabeto? É ou não é trágico?

Ora, refletir, pensar, ler, debater, tem sido práticas de minorias mesmo no interior das escolas, o que se dirá na sociedade. Somam-se a isso as políticas governamentais de aprovação automática nas escolas públicas (Minas Gerais, meu estado, que o diga nos últimos doze anos), ou seja, a aprovação automática faz com que estudantes semianalfabetos tenham diploma de segundo grau sem qualquer preparação para responder positivamente aos desafios do Exame Nacional do Ensino Médio. Estamos ou não estamos diante de uma tragédia cultural-educacional em andamento?

Para concluir essas mal traçadas linhas, fico aqui pensando: em um país em que, em 2014, 50 milhões de brasileiros votaram em Aécio Neves (PSDB), pensando que este representaria “MUDANÇA”, será que os jovens brasileiros de fato estavam expostos a uma conjuntura de favorecimento ao pensamento crítico? No mínimo estavam expostos a uma grande mentira histórica tida como verdadeira.

Fico então aqui a ruminar, como uma vaca, esse triste fato que a seguir anuncio: “é útil à burguesia e seus aliados o analfabetismo político e cultural das novas gerações”. Alguém duvida? Meio milhão de ZERO em redação é pouca coisa? Pior que haverá quem o diga que isso é “normal”. INFELIZMENTE.

Por: Gílber Martins Duarte – Militante SOCIALISTA LIVRE – Sind-UTE/Uberlândia/MG – Doutor em Análise do Discurso/UFU – Professor da Rede Estadual de Minas Gerais – Membro MEOB – CSP-CONLUTAS – EDITOR DO BLOG http://www.socialistalivre.wordpress.com.

Acessem nosso Blog: www.socialistalivre.wordpress.com

Socialistas Livres II

Anúncios

Sobre socialistalivre

Esse Blog está a serviço da Luta pelo Socialismo. Defendemos a plena liberdade do ser humano, mas somos radicalmente contra a liberdade de explorar, como a burguesia faz, e contra a liberdade de oprimir como os machistas fazem, os racistas fazem, os homofóbicos fazem, os praticantes de bullying fazem, os preconceituosos fazem, os possessivos fazem e os autoritários de plantão fazem. Assim, defendemos que cada corpo-consciência deve ter liberdade de ser o que ESCOLHE SER, desde que esta liberdade não oprima e explore os outros! Defendemos a plena liberdade de postura crítica e a plena democracia operária, todos devem ter o direito de expressar o que pensam! Defendemos a Revolução Socialista e a necessidade de libertação da classe trabalhadora do jugo do capitalismo. No entanto,somos contra comandos de hierarquias políticas ou de figuras públicas mais poderosas no seio dos lutadores que travam a batalha pelo socialismo. Defendemos que cada militante deve ousar pensar por si mesmo, cada militante deve ter o direito de concordar, mas também de discordar daquilo que julga equivocado, por isso nos definimos como Socialistas Livres e esse Blog está a serviço dos que desejam militar de acordo com essa concepção. Convidamos a todos a conhecerem nosso jeito diferente de entender e de praticar a política socialista, com liberdade, democracia operária, direito de crítica e respeito ao diferente. Saudações Socialistas Livres.
Galeria | Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado . Guardar link permanente.

Uma resposta para 529 mil tiram ZERO na redação do ENEM/2014: uma catástrofe cultural-educacional brasileira!

  1. Peroni disse:

    Quem está do lado do juiz Sérgio Moro está a favor do fim da corrupção e da impunidade. Nós somos Sérgio Moro, e você?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s