ENTREVISTA com Ricardo Takayuki (PSOL): candidato a Deputado Estadual por Minas Gerais

Nossa posição, nas eleições (2014), é de apoiar criticamente os candidatos da esquerda socialista nos marcos do PCB, PCO, PSOL e PSTU. Nesse sentido, vamos entrevistar alguns candidatos desses partidos como forma de destacar-apoiar esses lutadores socialistas-marxistas da classe trabalhadora que, propositalmente e infelizmente, são apagados pela grande IMPRENSA BURGUESA.

Socialista Livre: Candidato Ricardo Takayuki , muito obrigado por nos conceder essa entrevista. Pediríamos que você explicasse para os leitores do Blog www.socialistalivre.wordpress.com quais foram os principais motivos que o levaram a se candidatar a Deputado Estadual pelo PSOL em Minas Gerais?

Ricardo Takayuki (PSOL): Olá, primeiramente agradeço pela oportunidade de conceder essa entrevista para o Blog de vocês.

Sobre os motivos que me levaram a participar como candidato a Deputado Estadual pelo PSOL em Minas Gerais; posso destacar primeiramente que não é uma opção individual de minha parte. A candidatura a Deputado Estadual no qual eu represento, é fruto de uma proposição coletiva de militantes do PSOL, somada ao apoio e incentivo de diversas pessoas na região que não são militantes do partido, que constroem uma candidatura popular e coletiva. Eu apenas represento nesse momento esse processo coletivo.

O segundo aspecto motivador para o lançamento da candidatura popular e coletiva na qual eu represento se deve ao fato de entendermos que durante o processo eleitoral, a população está mais atenta ao debate político referente ao futuro de nosso estado e de nosso país. Por entender que existe essa situação, achamos que é necessário participar desse processo eleitoral visando ampliar a nossa disputa de hegemonia apresentando um Programa Político alternativo, caracterizado por uma lógica anticapitalista, apontando caminhos para construirmos um sistema político-econômico, educacional, de saúde, tributário, com valores diferentes, que não tenha como função a valorização do lucro e da reprodução do capital.

Ou seja, apresentamos nesse processo eleitoral um programa que visa modificar a estrutura política, econômica e social por contemplar a efetivação de direitos sociais e humanos, que permita a sobrevivência e o desenvolvimento saudável da sociedade. Esses elementos não podem ser garantidos pelo sistema capitalista e muito menos pelos governantes que não se dispõe a superar essa lógica sistêmica.

O terceiro aspecto que destaco, é que a nossa candidatura coletiva e popular na qual eu represento, participa desse processo eleitoral entendendo que as eleições se configuram como um processo importante de disputa política, mas que ela em si não mudará a vida dos trabalhadores e trabalhadoras que vivem em nosso estado e em nosso país; e fazemos questão de deixar isso claro.

A vitória de nossa candidatura nessa eleição, ou a vitória do Fidélis para o Governo de Minas Gerais ou da Luciana Genro para Governo Federal, provocará muitas mudanças em nossas vidas, teremos inúmeros avanços políticos. Mas temos clareza que a transformação de nossa sociedade, a superação da lógica capitalista por uma lógica que valorize de fato o livre desenvolvimento da sociedade humana em todos os aspectos, não pode ser alcançada apenas com o voto, e com vitórias eleitorais.

Para efetivarmos uma transformação, é necessário que os trabalhadoras e as trabalhadores estejam auto-organizadas/os para construir outro tipo de Estado, com outra estrutura, para que de fato o Estado possa existir de forma que atenda os interesses comuns da população, e distribua as riquezas superando o espectro da gritante desigualdade social que caracteriza o nosso país. Nós temos a clareza de que não é possível promover todas as mudanças necessárias dentro da burocracia e dos trâmites do Estado capitalista. Assim, procuramos fazer esse debate com a população durante o processo eleitoral.

Um dos pontos importantes do processo eleitoral é o fato de ampliarmos o alcance do debate sobre as lutas que a classe trabalhadora organizada (ou não) faz no dia a dia. Durante o processo eleitoral temos um espaço privilegiado para divulgar a luta que existe contra o machismo que existe hoje em nossa sociedade, a luta contra a homofobia e o racismo; a luta em defesa de uma Educação Pública, gratuita e com qualidade defendida pelos Educadores das redes municipais, estaduais e federal de ensino; a luta em defesa da saúde e mesmo a luta básica pela efetivação dos direitos humanos que são negados pela lógica do sistema capitalista.

Se eu for eleito nesse processo eleitoral, o nosso mandato será popular e coletivo, e estará durante todo o período a disposição para divulgar e fortalecer as lutas que os trabalhadores e trabalhadoras organizam nas cidades de nosso estado.

Socialista Livre: Ricardo Takayuki, sabemos que, no mundo capitalista, há um forte aparato financeiro envolvido nas eleições, para qualquer que seja o cargo. Sabemos também que isso dificulta muito a eleição das candidaturas da esquerda socialista. Como você planeja conseguir uma boa votação nesse contexto das eleições burguesas?

Ricardo Takayuki (PSOL): Realmente, o processo eleitoral brasileiro é caracterizado pelo investimento de bilhões de reais por parte das frações do capital (industrial, empresarial, financeira, latifundiária/agronegócio) às candidaturas que se localizam dentro da perspectiva da manutenção da ordem vigente que provoca graves problemas sociais.

A nossa candidatura popular e coletiva não se localiza nesse campo descrito acima, pois não aceitamos doações de empresas privadas e de nenhuma outra fração do capital; a nossa campanha é autofinanciada pelos apoiadores e apoiadoras da candidatura. Nesse sentido, a nossa campanha não consegue ter o mesmo alcance que essas outras candidaturas que recebem financiamento milionário. Porém, mesmo não tendo esse alcance, a nossa candidatura popular e coletiva preserva a nossa independência de classe, e esse é um dos nossos diferenciais.

Nesse cenário, o nosso planejamento para conseguir uma boa votação, se foca na proposta de realizarmos a campanha no corpo a corpo com setores da classe trabalhadora, que nos últimos anos protagonizaram importantes lutas em prol de uma sociedade justa e igualitária. Assim, realizaremos a campanha junto com os educadores e educadoras da Rede Estadual de Ensino de Minas Gerais que nos últimos anos tanto lutou contra as políticas de sucateamento da Educação Pública promovida pelo PSDB em Minas Gerais, conversaremos com os estudantes da UFU que nos últimos anos também lutaram contra o projeto educacional com teor mercadológico imposto pelo Governo do PT às Universidades Públicas, divulgaremos a nossa candidatura aos trabalhadores e trabalhadoras de Uberlândia que lutaram pelo direito a moradia. Ou seja, a nossa campanha será nas ruas dialogando com a juventude, com os trabalhadores e trabalhadoras de algumas cidades de nosso estado (nós realizaremos atividades em Araguari, Ituiutaba, Uberaba e Uberlândia).

Socialista Livre: Quais os principais problemas de gestão política que você detecta em Minas Gerais e que você está colocando em discussão nessas eleições?

Ricardo Takayuki (PSOL): O nosso principal debate nesse processo eleitoral é a construção de um mandato popular! Porque nesse debate conseguimos explorar os diversos problemas que existem em Minas Gerais, e conseguimos dialogar com a população sobre os limites da estrutura e da realidade política de nosso estado e de nosso país.

Porém, nós nos esforçamos para analisar criticamente diversos aspectos da realidade política de Minas Gerais, para que possamos realizar o debate durante esse processo eleitoral. Entre esses, destacaria primeiramente a política econômica adotada pelo Governo do PSDB em Minas Gerais, que em 16 anos destinou bilhões de reais para o pagamento dos serviços da dívida interna de nosso estado (dívida essa que não foi contraída pela população que vive em Minas), e que mesmo assim fez com que os gastos públicos com essa dívida tivessem um aumento de 260%, ao passo que em 2013 foram destinados mais de 70 bilhões de reais do orçamento público de Minas para pagar os serviços dessa dívida. O resultado dessa política, é que pagando essa dívida que já foi paga e que não foi contraída por nós, sobra menos recursos para o investimento público na saúde e educação públicas, em infraestrutura, no esporte, lazer e cultura.

Outro aspecto que destacamos se refere ao contínuo processo de mercantilização promovido pela Secretaria de Educação de Minas Gerais durante os últimos anos, o que provocou uma intensificação da precarização das condições de trabalho (intensificação do ritmo de trabalho e defasagem salarial) dos educadores da Rede Estadual de Ensino, a redução da destinação de verbas públicas para o investimento em infraestrutura das Escolas Públicas, e o estabelecimento de metas com uma lógica mercantilizada a ser alcançada por cada escola que compromete a qualidade da educação pública, bem como a distribuição de verbas para a Escola, de forma que as Escolas que não atingem essas metas impostas recebem uma quantidade menor de verbas. Além disso, o Sind-UTE apresentou um levantamento de dados que demonstram que o Governo do PSDB nos últimos oito anos não investiu sequer o mínimo estipulado pela Constituição Federal, que é 25% dos recursos do estado. O mesmo aspecto está presente na área da saúde, em que o Governo de Minas não investiu nos últimos anos o mínimo percentual estipulado pela Constituição Federal (12% dos recursos do estado).

Não podemos deixar de falar sobre a postura truculenta do Governo de Minas com o Movimento Sindical, que não respeita o direito de greve dos trabalhadores e trabalhadoras, e que publicou um decreto 46226/2013 que regulamenta a utilização do correio eletrônico nas repartições, colocando as mensagens sindicais no mesmo patamar de material de natureza racista, profana, obscena, difamatória, intimidadora, etc. E não podemos esquecer que o Governo de Minas retrocedeu significativamente (dentro de suas competências) na promoção e efetivação de um processo de reforma agrária em Minas Gerias, ao passo que o Instituto de Terras de Minas Gerais e a Secretaria Extraordinária de Regularização Fundiária foram absorvidos pela Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, e que as terras de competência do estado de Minas Gerais não foram destinadas para a Reforma Agrária.

Enfim, esses são alguns (de diversos) aspectos que destacamos para demonstrar que as gestões do PSDB em Minas Gerais privilegiaram poucos e pequenos setores políticos, econômicos e sociais de nosso estado, em detrimento dos interesses da população mineira.

Socialista Livre: O que de mais urgente precisa mudar em Minas e como fazer isso?

Ricardo Takayuki (PSOL): Em minha opinião, o que de mais urgente precisamos mudar em Minas, é a imediata realização por parte do próximo governo de Minas Gerais, da auditoria da Dívida Pública de Minas Gerias que consome mais de R$70 bilhões do orçamento público de nosso estado, prejudicando a efetivação de uma política que fortaleça os serviços públicos e a garantia dos direitos sociais para a população que vive em Minas. Ao leitor e a leitora desse Blog, eu lembro mais uma vez que essa Dívida não foi contraída por nós, trabalhadores e trabalhadoras que vivem em Minas Gerais, e que o pagamento dos serviços dessa dívida beneficia poucos e bilionários credores que enriquecem às custas dos recursos do estado destinados para o pagamento dos juros dessa dívida.

Com a realização dessa auditoria, é urgente a suspensão de tudo que já foi pago (e que equivocadamente o estado de Minas continua a pagar). Em minha avaliação, a auditoria vai demonstrar que quase 100% da dívida já foram pagos diversas vezes, e que, portanto não precisamos continuar destinando recursos públicos para pagar essa dívida. Agora precisamos utilizar os recursos públicos do estado de Minas para pagar a histórica dívida que esse estado possui com a população que vive em Minas Gerais.

Se formos vitoriosos nessas eleições, o nosso mandato popular e coletivo vai desenvolver essa luta dentro e fora da Assembleia Legislativa do Estado de Minas.

Socialista Livre: Em sua avaliação, qual a importância para a classe trabalhadora de se elegerem candidatos da esquerda socialista?

Ricardo Takayuki (PSOL): A importância é enorme, pois um candidato da esquerda socialista dentro da Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais realizará o debate que deve ser feito (e que nesses últimos anos não foi realizado por nenhum Deputado Estadual), apontando os limites e a lógica do sistema político e econômico que provoca graves problemas no país e nas cidades mineiras; bem como demonstrando a vinculação dos governos e políticos com os interesses dos poucos que se beneficiam com o sistema atual. Além disso, um candidato da esquerda socialista poderá ser um porta-voz das lutas populares, sindicais e estudantis dentro da Assembleia Legislativa do Estado de Minas, ampliando a divulgação dessas lutas populares nos espaços da mídia. Nesse sentido, toda a estrutura do mandato do parlamentar da esquerda socialista estará à disposição para o apoio aos movimentos sindicais, populares e estudantis que desenvolvem lutas nas cidades de Minas Gerais.

Nesse sentido, um parlamentar da esquerda socialista em Minas Gerais fortalecerá a disputa hegemônica pela construção de uma sociedade com uma lógica organizativa antagônica a proposta imposta pelo sistema capitalista.

Socialista Livre: Por que o PSOL?

Ricardo Takayuki (PSOL): Porque é um partido que tem a capacidade de no futuro breve agrupar diversos e importantes setores da classe trabalhadora organizada ou não, porque é um partido que tem a perspectiva de ser de massas, com a concepção de construir um socialismo com liberdade. Entendo que o PSOL também é um partido em construção, que pode no futuro ser mais um dos inúmeros instrumentos de organização dos trabalhadores e trabalhadoras no processo de transformação social de nosso país.

O PSOL como todos os partidos da esquerda socialista brasileira, tem aspectos positivos e negativos; e até o momento eu entendo que é possível me organizar no PSOL para lutar pela transformação social, política, econômica e cultural em nosso país.

Socialista Livre: Em sua argumentação, por que os eleitores deveriam votar em sua candidatura a Deputado Estadual?

Ricardo Takayuki (PSOL): Bom, em primeiro lugar, a candidatura na qual eu represento se localiza no campo da esquerda anticapitalista. Em segundo lugar, ressalto que essa candidatura não é minha apenas, mas sim de todo um grupo de homens e mulheres (jovens estudantes, professores, técnicos administrativos em educação, profissionais liberais…) que constroem coletivamente a nossa candidatura. A nossa candidatura é coletiva e popular, de forma que a sua construção é horizontal e à esquerda, não recebendo nenhum apoio financeiro oriundo de qualquer empresa privada, ou de qualquer setor do agronegócio ou de qualquer representante do capital. A nossa candidatura é autônoma, auto-financiada, e, portanto, independente politicamente e com condições de construir os enfrentamentos necessários contra os poucos e milionários setores que dominam politicamente e economicamente o nosso estado. Nós não recebemos nada, nem um real, para participarmos dessa campanha, são os nossos ideais que nos motivam a estar nas ruas e nesse processo eleitoral.

Socialista Livre: Qual o número de sua candidatura, para que os eleitores possam votar em você?

Ricardo Takayuki (PSOL): O meu número é 50000.

Socialista Livre: Como as pessoas podem se integrar e apoiar à sua campanha?

Ricardo Takayuki (PSOL): Antes de qualquer coisa, gostaria de expressar que a nossa candidatura está aberta ao diálogo. Para apoiar a nossa candidatura popular e coletiva, sugerimos que todos e todas curtam a nossa página no Facebook, e compartilhem diariamente textos que postamos semanalmente nessa página. E caso tenham disposição em construir a nossa candidatura coletiva e popular no dia a dia, basta nos enviarmos uma mensagem em nossa página no Facebook, informando o contato, para que possamos retornar a ligação e/ou mensagem, informando sobre os horários das reuniões da candidatura, os horários e locais das nossas panfletagens. Além disso, como já dissemos, nós optamos sempre por não receber apoio de empresas ou de qualquer outro setor do capital; mas as contribuições financeiras dos apoiadores e apoiadoras (mesmo que as contribuições simbólicas) são bem vindas e fortalecem a nossa proposta e concepção de autonomia financeira/independência política.

Caso não tenham acesso ao Facebook, e queiram saber mais informações sobre as propostas, atividades da campanha, datas de reuniões, podem entrar em contato com a Flávia pelo número de telefone (34) 9266-7929, com a Mayara (34) 9242-5658 ou com o Mário Júnior pelo número de telefone (34) 9133-7367.

No mais, agradeço mais uma vez ao Blog Socialistas Livres por conceder esse espaço para divulgar as ideias da candidatura popular e coletiva que represento, e aproveito para expressar que a nossa candidatura está à disposição para atuar em unidade com os Socialistas Livres durante e após esse processo eleitoral, nas diversas lutas que serão construídas nesse futuro breve.

Saudações socialistas a todos e todas,

Ricardo Takayuki – 50000

Candidato a Deputado Estadual pelo PSOL

 Para esta e outras discussões, acessem nosso Blog:  www.socialistalivre.wordpress.com

Socialistas Livres II

Anúncios

Sobre socialistalivre

Esse Blog está a serviço da Luta pelo Socialismo. Defendemos a plena liberdade do ser humano, mas somos radicalmente contra a liberdade de explorar, como a burguesia faz, e contra a liberdade de oprimir como os machistas fazem, os racistas fazem, os homofóbicos fazem, os praticantes de bullying fazem, os preconceituosos fazem, os possessivos fazem e os autoritários de plantão fazem. Assim, defendemos que cada corpo-consciência deve ter liberdade de ser o que ESCOLHE SER, desde que esta liberdade não oprima e explore os outros! Defendemos a plena liberdade de postura crítica e a plena democracia operária, todos devem ter o direito de expressar o que pensam! Defendemos a Revolução Socialista e a necessidade de libertação da classe trabalhadora do jugo do capitalismo. No entanto,somos contra comandos de hierarquias políticas ou de figuras públicas mais poderosas no seio dos lutadores que travam a batalha pelo socialismo. Defendemos que cada militante deve ousar pensar por si mesmo, cada militante deve ter o direito de concordar, mas também de discordar daquilo que julga equivocado, por isso nos definimos como Socialistas Livres e esse Blog está a serviço dos que desejam militar de acordo com essa concepção. Convidamos a todos a conhecerem nosso jeito diferente de entender e de praticar a política socialista, com liberdade, democracia operária, direito de crítica e respeito ao diferente. Saudações Socialistas Livres.
Galeria | Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , , . Guardar link permanente.

37 respostas para ENTREVISTA com Ricardo Takayuki (PSOL): candidato a Deputado Estadual por Minas Gerais

  1. Frederico Baggio disse:

    COMUNISMO
    Fazendo o mundo um lugar pior desde 1848.
    Mais de 120 milhões de mortos.

  2. Dirceu Capelli disse:

    Quando você acha que já viu tudo. Sempre pode piorar.A novilíngua do Orwell em ação.

    http://lucianoayan.com/2014/08/12/comicaum-istuda-cimplifica-a-lingua-portugeza/

    • Professor Paulo Ricardo disse:

      O termo ‘novilíngua” para se referir aos usos da língua como arma de manipulação. A manipulação e a manutenção de uma linguagem “informativa” era useira e vezeira do malabarismo terminológico como ferramenta de qualificação de aliados e adversários do regime totalitário comandado pelo “Grande Irmão”, que posterior e ironicamente serviu de inspiração ao programa chamado Big Brother.
      Não é de se estranhar tal proposta, uma vez que provavelmente a minoria no senado sabe o mínimo de Língua Portuguesa. Lamentável.

  3. Bixo disse:

    ELA JÁ ESTÁ DEPONDO DA COMISSÃO DE ÉTICA DA CÂMARA, SEGUNDO BANDNEWS FM.
    “O Congresso Nacional deverá ter uma quarta-feira agitada. A contadora Meire Bonfim Poza, que trabalhava para o doleiro Alberto Youssef, cabeça de um grupo acusado de lavar 10 bilhões de reais de dinheiro desviado de obras públicas e destinada a enriquecer políticos corruptos – e corromper outros – será ouvida, às 10 horas, no Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara. “Só vou falar sobre o que posso provar. E posso provar muita coisa”, afirmou Meire Poza ao site de VEJA nesta terça. (…)”
    http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/so-vou-falar-sobre-o-que-posso-provar-e-posso-provar-muita-coisa-diz-contadora-de-youssef

  4. Carla Lombardi disse:

    Lula lança site e diz que ninguém lembra de obras do governo FH
    Página “O Brasil da Mudança” reúne projetos e programas dos 12 anos de governo more: http://oglobo.globo.com/brasil/lula-lanca-site-diz-que-ninguem-lembra-de-obras-do-governo-fh-13580032#ixzz3AE0Q1Dfl.
    Não é possível agüentar as imbecilidade deste verme!!!

  5. Bixo disse:

    Dias antes, Campos havia declarado: “Vocês ficariam enojados se soubessem o que aconteceu com a Petrobrás”
    ACORDA BRASIL!!!

  6. Bixo disse:

    Eduardo Campos morreu no mesmo dia do avô Miguel Arraes
    Candidato do PSB à Presidência morreu em queda de jato particular.
    Arraes morreu de infecção generalizada em 13 de agosto de 2005.
    Muito triste isso…
    LUTO !

  7. Adolino disse:

    Dilma e Cia PTralha Ltda. devem estar festejando a morte de Eduardo Campos.
    Hoje à noite a cúpula deve se reunir com Lula para mais comemorações. Fidel já deve ter ligado também, dando os parabéns por mais uma conquista petista.

    • Sargento Gílber de Souza Mattos disse:

      As esperanças no Brasil sempre morrem em acidentes aéreos ou doenças repentinas. Coincidência ou não, era o candidato com mais condições de crescer nas pesquisas e com menor índice de rejeição. Lamentável.

  8. Julia disse:

    Eduardo Campos 13 letras
    Hoje é dia 13
    DDD de Santos é 13, seu avô morreu no dia 13, adversário da Dilma é 13
    Curioso isso !!!
    Peninha !!! Lamentável !!!

  9. Bixo disse:

    Alguns especialistas já estão se manifestando a respeito do acidente. O avião apresentava chamas no ar, o que é muito estranho para aquele tipo de aeronave.
    Mais estranho ainda é a Dilma ter sancionado uma lei – aprovada em maio, sancionada na sexta e publicada no D.O.U ontem -, tornando sigilosa a investigação de acidentes aéreos no Brasil.
    Muito rápida na aprovação de uma lei deveras estranha…

  10. Monsenhor Friedrich disse:

    LUTO !!! Mas após o LUTO vamos NOS UNIR BRASIL!!!
    Eduardo Campos interceda a Deus para nos LIVRAR deste terrorismo Petista !!!

  11. Urioto disse:

    Pensando, pensando e pensando aqui.
    Essa morte do candidato do Partido SOCIALISTA Brasileiro, vai favorecer somente os corru-PT-os. Já que quase todos do PSB eram crias do PT…
    MAL SINAL, acho que ele que morre e nós é que iremos viver mais 4 anos no inferno PTralha…
    Estamos FU… e mal pagos.

  12. Italo disse:

    Eduardo Campos – 13 letras;
    Hoje é dia 13;
    DDD da cidade de Santos é 13;
    PT é nº 13;
    Ou seja:
    MACUMBA DAS FORTES DE DILMÃO, ISSO SIM…
    Abutres ,Michel Temer e Mercapedante vão fazer o quê em Santos??Fora PTralhas.

  13. Violeta Jalfim disse:

    É verdade que a Dilma sancionou uma lei que proíbe divulgações de acidentes aéreos? É verdade isso, alguém sabe
    http://noticias.terra.com.br/brasil/apuracao-de-acidentes-aereos-se-torna-sigilosa-com-nova-lei,2419b716ed5e5410VgnVCM3000009af154d0RCRD.html

  14. Judite disse:

    SERA QUE ESSE AVIÃO NÃO FOI DERRUBADO? LEMBRAM DA QUEDA DO HELICÓPTERO ONDE ESTAVA (estava?) ULISSES GUIMARÃES?

  15. Almir Szmik disse:

    “TEORIA DA CONSPIRAÇÃO”
    SERÁ QUE HOUVE FALHA MECÂNICA ?????

  16. Lilica disse:

    A aeronave que caiu em Santos pertence à AF Andrade Empreendimentos, que tem sede em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo. Segundo o site da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), onde consta o nome da empresa, o estado do Registro Aeronáutico Brasilero (RAB) é de “arrendamento operacional”. O Certificado de Aeronavegabilidade (CA), documento que comprova as boas condições do veículo, do jato tem validade até 22 de fevereiro de 2017. Nenhum avião pode voar sem esse documento.

  17. Frederico Baggio disse:

    Os marxistas só mentem , dizem que querem igualdades sociais , mas idolatram um assassino assumido o tchê . E tem gente que acredita nessa conversinha de igualdade social , comunista gosta é de escravizar .

  18. Romeu Tuma disse:

    Depois de tanta desgraça feita no Brasil pelo PT, uma cacetada dessas é muito triste, mas tem que servir de combustível para nos mobilizamos e definitivamente partirmos conscientes para mudar esse país!
    Vamos enterrar com honra nossos mortos, e expulsar os malandros “vivos” do poder!
    “Verás que um filho teu não foge à luta”

  19. Romeu Tuma disse:

    JÁ ESTÁ CORRENDO CÉLERE NA INTERNET A VERSÃO DE AÇÃO TERRORISTA PETRALHA

  20. Rodolfo Aurich Balzer disse:

    E a caixa preta ainda não foi encontrada, segundo os bombeiros que estão atendendo à ocorrência da queda do jatinho do Eduardo Campos.
    Como assim? Se a aeronave tivesse caído no mar, vá lá, mas no solo?
    Quando um repórter perguntou sobre a caixa preta ao comandante do Corpo de Bombeiros, ele desviou o assunto.
    Já está valendo, mesmo, a lei que impede transparência em se tratando de acidentes aéreos. Duvido que algum dia vão revelar a verdade. No mínimo, vão manipular dados para esconder mais sujeira.

  21. Evellyn disse:

    BRASIL EM LUTO Duas VEZES NO DIA DE HOJE !!!
    Ricardo Lewandowski é eleito presidente do STF. http://uol.com/bcdRdB

  22. Evellyn disse:

    A CASA DO “pt”, PRAGAS PODRES COMUNISTAS MENTIROSAS, #CHEGA DE VER DIA A DIA O NOSSO POVO MORRENDO, SEM SAÚDE, SEM EDUCAÇÃO, SEM SEGURANÇA, o “pt”,”pc do b”, “psol”,”pmdb”, comunistas PODRES e outros partidos traíras vendidos covardes, não enganam mais ninguem com suas roubalheiras abominaveis, o “pt” e aliados corruptos com suas quadrilhas estão sempre com novos GOLPES E MAIS MENTIRAS, as máscaras de todos cairam, dilmaladra e luladrão e suas quadrilhas, são ladrões comunistas, só penssam em $$$$$ e poder, NOSSAS, “FFAA” NÃO FAZEM NADA, PORQUE ???, ESSES MONSTROS ASSASSINOS ESTÃO USURPANDO DO PODER COM IDEOLOGIAS PODRES USANDO O POVO CONTRA O PRÓPRIO POVO !!!, assistam os videos, reflitam e tirem suas próprias conclusões…
    http://www.youtube.com/watch?v=mOHePUWF7f4&feature=share
    http://www.youtube.com/watch?v=XT_Vtl2zSGU&feature=youtu.be
    http://www.youtube.com/watch?v=IE0f0eBkWU8
    http://www.youtube.com/watch?v=cAouftCcpcs
    http://www.youtube.com/watch?v=f3vMMbffS2w&feature=youtu.be
    http://www.youtube.com/watch?v=KNAhAQI6S8I
    http://www.youtube.com/watch?v=I2DgqB_yNIk
    http://www.youtube.com/watch?v=dvRxAYSzSTk&feature=youtu.be
    http://www.youtube.com/watch?v=-W1gaFFbmOA
    http://www.youtube.com/watch?v=I0Aq5SQrIEg
    http://www.youtube.com/watch?v=lrpU8Qpqwl4
    http://www.youtube.com/watch?v=jItbur01ovk
    http://www.youtube.com/watch?v=d5dGaNyVn30
    http://www.youtube.com/watch?v=OjDU5LN4iig
    http://www.youtube.com/watch?v=Cm2U6nB-6aQ
    http://www.youtube.com/watch?v=6rCmyBoujBM&feature=youtu.be
    http://www.youtube.com/watch?v=Z7VRDm-IJAQ#t=44

  23. Lamento a atitude dos que usam o momento triste da morte de alguém, para fazer politicagem, inclusive atacando a Presidente e Candidata Dilma, ou quem quer que seja. Ass: Gílber Martins Duarte – Socialista Livre

  24. Ricardo da Mata disse:

    Gílber, esta entrevista foi ótima. Você faz um trabalho muito importante e deveria ter um lugar na imprensa.

    • Ricardo da Mata, na imprensa capitalista não há espaço para a crítica dos SOCIALISTAS LIVRES, lá é lugar de babar ovo para a burguesia e de cortar a liberdade de expressão e a liberdade de crítica do povo trabalhador. Na nossa imprensa SOCIALISTA LIVRE, nossa crítica desconstrói as mentiras do capitalismo e dá espaço para todos comentarem, sem censura política. Ass: Gílber Martins Duarte

    • Vallore disse:

      Fala sério o do Mato. Qual é a maneira mais prática desse Gílber como um jornalista se suicidar? – Saltando de cima do próprio ego!

    • Julio Cesar Moura disse:

      Vai lá Gílber. Entrevista a Dilma Marxista e faça as perguntas abaixo:

      1) Onde foi parar o dinheiro do assalto que seu grupo terrorista Var-Palmares praticou no cofre da residência da amante do Adhemar de Barros?

      2) A senhora confirma que lutou e pegou em armas para implantar no Brasil uma ditadura comunista neocubana? Ainda pretende fazê-lo?
      2) Quem matou o soldado do exército Mário Kozel Filho durante a ditadura?

      3) Quem matou Celso Daniel e as 7 testemunhas-chave do caso?

      4) Em que circunstâncias Rosimery Noronha foi nomeada secretária do gabinete da presidência da República em SP? Por que ela transitava com tanta facilidade nas esferas superiores de poder?

      5) Como a senhora explica, como Presidente do Conselho de Administracão da Petrobrás e Ministra-Chefe da Casa Civil e Minas e Energia, as desastrosas e criminosas compra bilionária da sucata da Refinaria de Pasadena e construção hiperfaturada da de Abreu e Lima?
      6) A senhora é a favor do aborto? E da liberação do consumo de maconha?

      7) Como a senhora explica a elevação monstruosa da dívida pública em seu governo (e o do presidente Lulla) que saltou de 800 bilhões no fim do governo FHC para 2,4 trilhões no seu governo?

      8) Como a senhora explica as falências da Petrobrás e da Eletrobrás? E a necessidade de 39 ministérios e 55.000 aspones e apaniguados espalhados pelo governo federal?

      9) A senhora admite que lançou o país numa crise sem precedentes de Estagflação?

      10) Por que enviar bilhões de dólares dos cofres públicos brasileiros para países vermelhos governados por déspotas comunistas sanguinários e assassinos?

      11) Para onde ou para quem vai a diferença de salário pago aos profissionais de saúde cubanos de quase 7.000,00 todos os meses? Para o governo de Cuba? A senhora considera esses profissionais como médicos? Sem fazerem o revalida? Tendo feito um curso de menos de 4 anos de duração?

      12) Com sinceridade, a senhora realmente acredita que apresente preparo intelectual, cognitivo e técnico para ser presidente de um país complexo como o Brasil?

  25. Pingback: Vote nos candidatos da esquerda socialista: PCB, PCO, PSOL, PSTU | www.socialistalivre.wordpress.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s