Heliene Rosa – SECRETÁRIA do COPREMU – explica luta dos professores de Uberlândia pelo Plano de Carreira

O Blog www.socialistalivre.wordpress.com  conversou com Heliene Rosa – SECRETÁRIA do COPREMU/ Mestre em Linguística / Professora de Língua Portuguesa e Literatura no município de Uberlândia desde o ano de 2003, atuando em dois cargos efetivos: E. M. Profa. Olga d’el Fávero e E. M. Profa. Stella Saraiva Peano (Caic Laranjeiras e Caic Guarani). Nessa entrevista, ela fala sobre a luta dos educadores uberlandenses pela aprovação do PLANO DE CARREIRA da categoria. A expectativa da categoria é grande no interior das escolas e todos aguardam que esse PLANO se torne realidade e que contemple as demandas. Desde já, agradecemos a presteza da Professora Heliene Rosa por explicar como anda essa luta.

SOCIALISTA LIVRE: Professora Heliene Rosa, muito obrigado pela entrevista. Vamos ao tema. Como está, atualmente, a luta pela aprovação do Plano de Carreira dos professores uberlandenses? Vai sair? Quando?

HELIENE ROSA: Nós do COPREMU acompanhamos de perto o processo de construção do Plano de Carreira, pois muitos membros representam professores na MPN – Mesa Permanente de Negociação com o Governo. Foi um período difícil, de muita discussão, muitas expectativas e muitas idas e vindas. Já sabíamos, desde o início, que não seria possível atingir 100% das expectativas, nem da satisfação dos servidores com o plano. Mas nunca desistimos da luta: sempre apresentando as nossas reais necessidades e esperanças para a mesa do governo. Agora queremos que seja votado na Câmara, para que se torne lei. Sabemos que não é tudo aquilo que esperávamos, mas acreditamos que há um início de valorização da categoria, de uma forma ampla. O prefeito se comprometeu a enviar o plano para votação no início desse mês de agosto. Há um prazo de um mês para que seja votado e depois, há um período de 60 a 90 dias para que os enquadramentos sejam feitos. Assim, a previsão para usufruir dos benefícios do plano é o mês de janeiro de 2015.

SOCIALISTA LIVRE: Que papel o COPREMU tem cumprido nessa luta pela aprovação do Novo Plano de Carreira na Rede Municipal de Uberlândia?

HELIENE ROSA: O COPREMU construiu uma proposta com as principais sugestões para o governo de temas relevantes para os profissionais da Educação em nosso município. Essa proposta visava não apenas ao Plano de Carreira, mas também evidenciar problemas e sugerir caminhos para resolver conflitos e dificuldades no ambiente de trabalho, nas escolas, bem como valorizar os salários da categoria. E, como já dissemos, acompanhamos todo o processo, na MPN. Ainda esperamos ter questões dessa proposta atendidas pelo governo, pois há um compromisso da Secretária de Administração, Senhora Lílian, em rever o nosso estatuto e o atual processo de avaliação de desempenho dos servidores, com o auxílio da MPN.

SOCIALISTA LIVRE: Como você avalia a atuação do Prefeito Gilmar Machado em prol da implementação do novo Plano de Carreira?

HELIENE ROSA: O prefeito teve papel muito importante nesse Plano, que foi compromisso dele com os servidores durante a campanha. A criação de uma Mesa de Negociação deu abertura para que nós, servidores, participássemos, apresentando as nossas contribuições. O que não esperávamos e que nos deixou bastante frustrados foi o desfecho do projeto. De acordo com as nossas expectativas, seríamos melhor valorizados enquanto servidores públicos municipais, principalmente, nós, professores, que vivenciamos uma desvalorização histórica. Acreditávamos que seria a nossa vez de ter melhorias salariais importantes. Entretanto, reconhecemos que houve empenho por parte do governo. Embora não tenhamos ficado plenamente satisfeitos. Sabemos que há restrições orçamentárias e de ordem legal: vejam o caso dos nossos colegas educadores infantis. Parabenizo aos educadores pela luta e acho que não devem se vitimizar nesse momento, pois as promessas que a lei não permitiu cumprir, podem se transformar em moeda de troca com governo. E, se o prefeito alega não ter orçamento, dá para pensar em negociar outros benefícios, como a questão da carga horária, por exemplo. Esse é um momento muito rico em possibilidades, pois o prefeito está aberto às negociações. Independente até desse movimento de paralisação.

SOCIALISTA LIVRE: Em sua visão, o atual Plano de Carreira representa um avanço em relação à Forma de Remuneração atualmente paga? Por quê? Em que sentido?

HELIENE ROSA: A desumana desvalorização dos nossos salários, sobretudo dos professores, ocorreu por falta de um plano que garantisse crescimento na carreira e valorização da profissão docente. Nesse sentido, temos a convicção de que o novo plano se oferece como uma alternativa. Por outro lado, nós, professores, fomos beneficiados com a implantação do Piso Nacional para jornada de 20 horas/semanais. Isso é um avanço e valoriza os professores ingressantes no município. Já para os colegas mais antigos, os benefícios são menores e isso tem sido fonte de insatisfação por parte de muitos professores, que após anos e anos de dedicação ao serviço público municipal, sentem-se preteridos e não contemplados pelo plano. Isso é um problema.

SOCIALISTA LIVRE: Ouvimos boatos de professores da Rede Municipal de Uberlândia, criticando o Plano de Carreira em discussão, dizendo que ele seria opcional em relação ao sistema antigo de remuneração, com pouco a acrescentar. É verdade isso? Por que ele seria opcional? Esclareça esse ponto para os leitores.

HELIENE ROSA: As críticas acontecem por duas razões: há ainda muitas pessoas que não compreenderam bem o plano. Tanto o governo, quanto nós, representantes, temos o dever de melhorar a comunicação e informar melhor o conjunto dos servidores sobre as mudanças com esse novo plano. O outro motivo, já falamos. Ele realmente não atende 100% das expectativas e necessidades dos servidores. Sobre ser opcional: no ato do enquadramento, os servidores poderão optar pela adesão, caso não façam essa opção permanecerão no plano vigente (Lei 347), recebendo todos os benefícios e vantagens que já percebiam antes, e tendo correção anual da remuneração pelos índices inflacionários. De forma que, quem não se sente contemplado com esse novo plano, pode permanecer como está.

SOCIALISTA LIVRE: Algum esclarecimento a mais que você gostaria de prestar aos Professores da Prefeitura Municipal de Uberlândia, em relação ao Plano de Carreira?

HELIENE ROSA: Esse plano é o início de um processo de valorização da nossa categoria, devemos lutar por ele. E , principalmente, temos que continuar lutando por salários decentes, dignos da nossa formação e do nosso esforço. Os próximos anos serão promissores para nós. Projetos prevendo a nossa valorização e a melhoria das nossas condições de trabalho foram votados em nosso favor: Plano Nacional de Educação, 10% do PIB e Porcentagem dos royalties do petróleo, entre outros. De forma que, nos próximos anos, haverá recursos para melhorar as escolas públicas e os nossos salários. Por essa razão, devemos priorizar a eleição dos nossos representantes, colocar professores na Assembleia Legislativa e na Câmara dos Deputados será fundamental para garantir o aporte desses recursos nos próximos anos. Temos que ser estratégicos, sem mágoas e sem ressentimentos. Caso contrário, corremos o risco de ficar sem esses benefícios e não teremos sequer de quem cobrar.

SOCIALISTA LIVRE: Que mensagem o COPREMU deixaria à categoria que aguarda ansiosamente a aprovação do Plano de Carreira?

HELIENE ROSA: Conclamamos todos para lutar pela nossa valorização. Mesmo que tenhamos opiniões divergentes, se houver respeito e, acima de tudo, vontade de construir um tempo melhor para a Educação em nossa cidade, seremos vitoriosos. Afinal de contas: Só a luta muda a vida! Como diz sempre um amigo, grande professor, lutador incansável e defensor das causas do bem!

Para esta e outras discussões, acessem nosso Blog: www.socialistalivre.wordpress.com

cropped-w10003247_235356923332503_1987199304_n.jpg

Anúncios

Sobre socialistalivre

Esse Blog está a serviço da Luta pelo Socialismo. Defendemos a plena liberdade do ser humano, mas somos radicalmente contra a liberdade de explorar, como a burguesia faz, e contra a liberdade de oprimir como os machistas fazem, os racistas fazem, os homofóbicos fazem, os praticantes de bullying fazem, os preconceituosos fazem, os possessivos fazem e os autoritários de plantão fazem. Assim, defendemos que cada corpo-consciência deve ter liberdade de ser o que ESCOLHE SER, desde que esta liberdade não oprima e explore os outros! Defendemos a plena liberdade de postura crítica e a plena democracia operária, todos devem ter o direito de expressar o que pensam! Defendemos a Revolução Socialista e a necessidade de libertação da classe trabalhadora do jugo do capitalismo. No entanto,somos contra comandos de hierarquias políticas ou de figuras públicas mais poderosas no seio dos lutadores que travam a batalha pelo socialismo. Defendemos que cada militante deve ousar pensar por si mesmo, cada militante deve ter o direito de concordar, mas também de discordar daquilo que julga equivocado, por isso nos definimos como Socialistas Livres e esse Blog está a serviço dos que desejam militar de acordo com essa concepção. Convidamos a todos a conhecerem nosso jeito diferente de entender e de praticar a política socialista, com liberdade, democracia operária, direito de crítica e respeito ao diferente. Saudações Socialistas Livres.
Galeria | Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s