Estudantes do Bairro Morada Nova, em Uberlândia, não podem estudar no próprio BAIRRO! ABSURDO!

As leis educacionais do PSDB e do PT, infelizmente, não levam em conta a realidade dos filhos da classe trabalhadora e só servem para dificultar suas vidas. Estudantes do Bairro Morada Nova, segundo resolução do Governo de Minas Gerais (PSDB), baseada em orientação do MEC do Governo Federal (PT), foram hoje avisados de que ficarão sem direito de estudar, no Ensino Médio, no próprio bairro.

Como é um bairro de periferia, ou seja, de pessoas de uma zona semiurbana, na ótica dos políticos de plantão, eles “não merecem” uma escola de Ensino Médio no próprio bairro, tanto que até hoje essa escola não existe ali. Por reivindicação dos próprios moradores, a Superintendência Regional de Ensino em acordo com a Prefeitura Municipal de Uberlândia prometeram um anexo noturno para os estudantes de Ensino Médio do Bairro Morada Nova.

Hoje, porém, 10-04-2014, esses jovens receberam a notícia de que os menores de 16 anos que não possuem carteira assinada ou que não estão nos projetos exploradores legalizados chamados de MENOR APRENDIZ e “assemelhados” não podem estudar no Anexo Escolar Noturno ali criado para amenizar a falta de escola no Bairro.

Perguntas que o PSDB e o PT precisam responder para os moradores do Bairro Morada Nova: Por que essa dificuldade para estudar no noturno, em Minas Gerais? Por que os estudantes do Bairro Morada Nova não tem escola de Ensino Médio no próprio bairro? Por que projetos exploradores como “MENOR APRENDIZ” – que pagam uma miséria de R$ 200,00 por mês, por uma jornada diária de quatro horas, durante dois anos, para o jovem ser explorado nas empresas, fazendo trabalho de adultos, com a desculpa de que estão “aprendendo”, é uma falácia para ser legitimado como “legalização trabalhista dos menores”, como instituiu o MEC?

Respondendo às perguntas que o PSDB e o PT não vão responder: Resposta 1: Em Minas Gerais, o governo do PSDB fecha o noturno para economizar gastos para a campanha política dos inimigos número UM da educação pública, Aécio Neves e Anastasia. Os estudantes que fiquem sem escola, é isso que eles pensam. Resposta 2: Os estudantes do Bairro Morada Nova não tem escola no próprio bairro, porque é um bairro de periferia e pessoas da periferia são tratadas como ninguém nesse sistema capitalista em que só a classe rica tem direitos a boas escolas, boas casas, bons carros. Os filhos dos trabalhadores das periferias que fiquem sem escolas e sem nada. Resposta 3:  O PT e o PSDB não vão jamais dizer que a “legalidade” de projetos como MENOR APRENDIZ, além de servir para explorar o trabalho dos jovens dentro da “lei”, em favor do lucro das empresas, só serve ainda para dificultar a vida dos outros filhos de trabalhadores que não conseguem vínculo em trabalhos considerados “formais”, como diaristas, por exemplo, com ganhos maiores, mesmo que informais. Esses jovens sem legalização alguma são prejudicados duas vezes: além de também serem explorados pelos capitalistas sem vínculo formal ainda perdem o direito de estudar à noite, porque não conseguem certificado de trabalho comprovado. Em Minas Gerais, estudantes sem comprovação “formal” de trabalho nem podem constar no sistema de matrícula noturno. UM ABSURDO. Qual o problema? Ao invés de o PSDB e o PT punirem as empresas que exploram os jovens sem “contrato legalizado”, preferem punir os jovens que não estão nesses “empregos formais”, tirando-os da escola noturna, ou obrigando-os a estudar de manhã, sem uma bolsa estudo para que possam permanecer na escola. Tudo para economizar gastos e legalizar a situação dos empresários exploradores. Pior, com a desculpa de que estão pensando nos jovens.

No caso dos estudantes do Bairro Morada Nova a situação é ainda mais grave. O PSDB e o PT Uberlandense, na época das eleições municipais, prometeram para o povo do Bairro Morada Nova que os filhos da classe trabalhadora daquele bairro poderiam estudar em um Anexo Escolar Noturno que ali seria instalado, ANEXO, este, oferecido pela E.E. Teotônio Vilela. Dou aula em duas turmas desse Anexo. Tudo parecia estar atendendo à comunidade, mas agora, eleitos os vereadores, eleitos os políticos que criaram falsas expectativas no povo, uma parte dos estudantes recebe notícia da Superintendência Regional de Ensino de Uberlândia que estão proibidos de estudar no Anexo da E.E.Teotônio Vilela que foi aberto no Bairro para atender aos alunos do Ensino Médio.

Então, outras perguntas precisam ser feitas: se os estudantes não podem estudar à noite, nesse Anexo Escolar, no próprio bairro, como vão estudar de manhã, no próprio bairro, se no Bairro Morada Nova não tem escola de Ensino Médio? Vale lembrar que o Bairro Morada Nova é praticamente um bairro rural, totalmente afastado da cidade. Outro detalhe. Se muitos desses estudantes trabalham como diaristas durante o dia e não tem o vínculo empregatício exigido pelos projetos de “MENOR APRENDIZ” que legaliza a exploração de menores, com a desculpa de que estão sendo preparados para o trabalho, então os menores do Bairro Morada Nova vão ficar sem escola? Explorados sem vínculo “formal” e ainda por cima sem escola? É isso?

Para os governantes é simples: não tem escola no bairro? Virem-se ou fiquem sem escola. Não tem vínculo com os projetos do Governo Federal e Estadual? Simples, fiquem sem escola ou sem trabalho. Estudar à noite ou de manhã teria de ser uma opção do próprio estudante. É DEVER do Estado oferecer escola pública para todos, no horário que quiserem, seja manhã, tarde ou noite. Nada de forçar jovens a virarem escravos menores aprendizes nas empresas amigas do PSDB e do PT, proibindo-os de estudar à noite por conta desses projetos falaciosos.

PSDB e PT: “fala sério”! Que os estudantes do Bairro Morada Nova tenham direito de estudar no próprio bairro, seja de manhã, tarde ou à noite, dependendo da opção de cada um. Para isso, exigimos a manutenção do Anexo Teotônio Vilela no Bairro Morada Nova até a construção, o mais rápido possível, de uma Escola Estadual de Ensino Médio no Bairro. Ou as pessoas do Bairro Morada Nova não vão ter direito a uma escola de Ensino Médio? Será que o PSDB e o PT entendem o motivo por que “Na Copa PRECISA ter Luta”? Porque brincam com a cara do povo! Simples assim!

Por: Gílber Martins Duarte – Militante Socialista Livre do CSL/CAEP – Sind-UTE/Uberlândia/MG – Doutor em Análise do Discurso/UFU – Professor da Rede Estadual de Minas Gerais – Membro MEOB – CSP-CONLUTAS.

Acessem nosso Blog: www.socialistalivre.wordpress.com

cropped-w10003247_235356923332503_1987199304_n.jpg

Anúncios

Sobre socialistalivre

Esse Blog está a serviço da Luta pelo Socialismo. Defendemos a plena liberdade do ser humano, mas somos radicalmente contra a liberdade de explorar, como a burguesia faz, e contra a liberdade de oprimir como os machistas fazem, os racistas fazem, os homofóbicos fazem, os praticantes de bullying fazem, os preconceituosos fazem, os possessivos fazem e os autoritários de plantão fazem. Assim, defendemos que cada corpo-consciência deve ter liberdade de ser o que ESCOLHE SER, desde que esta liberdade não oprima e explore os outros! Defendemos a plena liberdade de postura crítica e a plena democracia operária, todos devem ter o direito de expressar o que pensam! Defendemos a Revolução Socialista e a necessidade de libertação da classe trabalhadora do jugo do capitalismo. No entanto,somos contra comandos de hierarquias políticas ou de figuras públicas mais poderosas no seio dos lutadores que travam a batalha pelo socialismo. Defendemos que cada militante deve ousar pensar por si mesmo, cada militante deve ter o direito de concordar, mas também de discordar daquilo que julga equivocado, por isso nos definimos como Socialistas Livres e esse Blog está a serviço dos que desejam militar de acordo com essa concepção. Convidamos a todos a conhecerem nosso jeito diferente de entender e de praticar a política socialista, com liberdade, democracia operária, direito de crítica e respeito ao diferente. Saudações Socialistas Livres.
Galeria | Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

14 respostas para Estudantes do Bairro Morada Nova, em Uberlândia, não podem estudar no próprio BAIRRO! ABSURDO!

  1. Finalmente concordo com você. “Quando PSDB e PT andam juntos!” Acrescento e seus comparsas aliados.
    Mais uma vez o ESTADO né Gílber? Situações como essa independe de ideologia políticas, é o Estado opressor, seja ele Burgues ou Socialista.
    Quando comento a questão da dissolução do estado, há duas objeções que inevitavelmente surgem.
    A primeira objeção é aquela que diz que uma sociedade livre e sem estado só seria possível se absolutamente todas as pessoas fossem perfeitamente boas e racionais. Em outras palavras, isso significa que os cidadãos de hoje devem ser submetidos a um estado centralizador e detentor do monopólio da violência porque existem pessoas ruins no mundo.
    O primeiro e mais óbvio problema com este argumento é que, se existem pessoas ruins na sociedade, então inevitavelmente também haverá pessoas ruins dentro do estado — e, consequentemente, tais pessoas serão ainda mais perigosas.
    Em um arranjo sem estado, os cidadãos são capazes de se proteger de indivíduos malvados; porém, se estes indivíduos malvados agora estiverem no controle de um aparato estatal agressivo, detentor do monopólio da violência, armado até os dentes e com um grande poderio policial e militar, tais cidadãos não terão a mais mínima chance.
    Logo, o argumento de que precisamos do estado porque existem pessoas malvadas é inerentemente falacioso. É justamente por existirem pessoas malvadas que o estado tem necessariamente de ser desmantelado, uma vez que tais pessoas malvadas serão tentadas a utilizar o poder do estado para alcançar seus próprios objetivos — e, ao contrário dos ladrões e assaltantes comuns, pessoas malvadas no comando de um aparato estatal usufruirão do poderio policial e militar para impor seus caprichos sobre uma população indefesa e compulsoriamente desarmada.
    Por fim, qual é a evidência que sustenta o raciocínio de que poderes descentralizados e concorrentes promovem a paz? Em outras palavras, existe algum fato que podemos usar para sustentar a ideia de que um equilíbrio de poder é a única chance que o indivíduo tem para a liberdade?
    O crime organizado não é um bom exemplo, pois quadrilhas regularmente corrompem, manipulam e utilizam o poder da polícia estatal para impingir suas próprias regras. Logo, máfias e outras quadrilhas organizadas não podem ser consideradas um arranjo que opera em um estado natural, pois elas próprias fazem uso do aparato estatal que detém o monopólio da violência.
    Um exemplo mais útil seria o fato de que nenhum líder político jamais declarou guerra a outro líder político que possuísse armas nucleares. No passado, quando havia líderes que se sentiam imunes a retaliações, eles estavam mais do que dispostos a matar sua própria população ao enviá-las a guerras. Atualmente, dado que eles próprios estão sujeitos a uma aniquilação nuclear, tais líderes só têm coragem de atacar países que não têm como contra-atacar.
    Eis aí uma lição instrutiva sobre por que líderes políticos se esforçam para desarmar sua população e torná-la dependente do governo. E eis aí um bom exemplo de como o temor de represálias — o qual é inerente a um sistema equilibrado de poderes descentralizados e concorrenciais — é único método comprovado de assegurar e manter a liberdade individual.
    Temer fantasmas imaginários e se entregar à falsa sensação de proteção fornecida pela opressão estatal irá apenas garantir a destruição de todas aquelas liberdades que fazem com que a vida valha a pena ser vivida. Socialismo Livre é Estado.
    Portanto pensa, logo você concluí! 🙂

    • Em seu texto, Gladimir, tem uma coisa que concordo. Desarmar os milhões de indivíduos e deixar apenas o aparato policial repressivo e os bandidos armados é um jeito de controlar ideologicamente as pessoas. Claro, estando desarmadas e apenas o aparato policial estatal armado, a classe dirigente do Estado exerce uma ditadura sobre o povo, não importa a classe dirigente desse ESTADO. No capitalismo, a classe dirigente do Estado é a burguesia com sua infinita sede de lucro e mais-valia. O que discordo é o seguinte: não tem como criar um governo sem exploração e sem opressão, sem colocar uma classe de socialistas livres como dirigentes do mundo, impedindo que criminosos e exploradores tornem a regra. Essa contradição não se resolve no terreno da luta individual, mas no terreno da luta de classes. Como você renega o marxismo, Gladimir, você não pode compreender que o povo bom e honesto e trabalhador, com armas nas mãos, sem explorar ninguém, é quem deveria constituir o novo Estado. E esse Estado seria o Estado Socialista Livres, Estado em que a exploração e a opressão não teriam lugar. Você, na verdade, acredita na CONCORRÊNCIA como a reguladora de poder. Mas a CONCORRÊNCIA não regula poder, ao contrário, a CONCORRÊNCIA é a rivalidade mater que gera todos os poderes e aberrações existentes. Há que se apostar em outra lógica, e essa lógica parte da garantia de igualdade de direitos, com igualdade de deveres, com igualdade de oportunidade econômica, com princípios de LIBERDADE intransponíveis, organizados e válidos para o mundo todo. Para haver plena liberdade, não pode haver exploração e opressão, o que o capitalismo e o socialismo stalinista fazem e fizeram. Há que haver o Socialismo Livre, único jeito de garantir a LIBERDADE, exterminando a exploração e a opressão.

      • Bom dia Professor Gílber!
        Você concordando comigo, fiquei emocionado, mais emocionado fiquei por perceber que o amigo não é adepto a teoria de Gramsci que desenvolveu técnicas para que a esquerda pudesse conquistar o poder. Gramsci em suas técnicas não abandona as tradicionais táticas de terrorismo empregadas pela esquerda, tais como: sequestro de empresários, assassinato de políticos e altos funcionários públicos e destruição do patrimônio público. Introduziu uma nova e sofisticada técnica para conquistar o poder. Essa técnica é a lavagem cerebral. Portanto meu amigo Gílber você não é de todo o mal. Tem cura ainda dessa sua febre marxista 🙂
        O socialismo livre ainda não criado tem muita especulação teórica, análises hipotéticas, assunções de premissas fantasiosas. Pouco senso de realidade. Ele peca no estatismo. Agora se você mudar o discurso, deixar de lado o linguajar marxista, falar em um sistema de cooperativismo e acreditar que sempre vai existir pessoas imorais e más em qualquer ideologia e menos estado, com certeza serei seu aliado. O estado é composto por pessoas que através de violência roubam o fruto do trabalho do povo; Não existe uma pessoa moral no estado, pois todas são sustentadas por esse sistema de coerção.
        Intenções não importam… se eu roubar o trabalho de uma pessoa, ficar com 50% pra mim, e dar os outros 50% para um menino de rua eu não estou fazendo o bem, eu sou apenas um ladrão como qualquer outro.
        O problema aqui é caracterizar o que é mau e o que é bom. Mau para mim é aquele que deixa todo o seu trabalho para um funcionário de igual salário. No Estado existem muitos. O Estado nunca foi representado com a mesma proporção bom-mau da população, questão de atratividade pela segurança contra demissão e noção de não haver punição correspondente.
        Gílber as pessoas simplesmente são emotivas demais. O conjunto da população sempre prefere uma boa história dramática a uma sólida explicação científica, e, portanto, nada disso importa.
        Mesmo que todos os seres humanos achassem algo lógico ainda assim escolheriam o ilógico.
        Socorro Gílber! Mais ESTADO com “Socialismo Livre, único jeito de garantir a LIBERDADE, exterminando a exploração e a opressão”???? Se você refletir racionalmente, ao invés de usar as emoções como fez em sua resposta, verá contradição em suas palavras acima.
        Você vive em um mundo imaginário binário. Vem pra realidade GÍLBER, vem! risos…. 😉

      • Antes que algum extremista venha me julgar, evidentemente que não sou ingenuo em acreditar que o professor Gílber concorda com minha linha de pensamento. “Gladimir, você não pode compreender que o povo bom e honesto e trabalhador, com armas nas mãos, sem explorar ninguém, é quem deveria constituir o novo Estado.” A linguagem aqui é ambígua, pois a colocação dele é, quem tem direito de estar armado é só uma classe social, evidentemente a classe da revolução socialista. Esse meu amigo é incorrigível, astuto e inteligente.
        Logo, o resto das elucubrações do Gílber simplesmente não se sustenta, são totalmente desconectado da realidade observada.
        É, realmente, vindo do que deturpa completamente o que eu havia dito, e que não consegue encadear um raciocínio claro, de fato qualquer coisa que eu disser parecerá contraditória.
        Aliás, o maior mistério para mim, no que tange ao povo brasileiro, é como eles aceitam passivamente pagar impostos do estado em troca dos serviços que recebem. Pior ainda: não obstante os serviços latrinários, a maioria jura que tudo seria ainda pior se não houvesse impostos (o que significa que haveria um imediato aumento médio de 40% na renda de cada cidadão, que agora poderia manter a integralidade de sua renda), de modo que cada um fosse livre para buscar no livre mercado os serviços básicos.
        Isso, pra mim, é algo esotérico.

      • Negrinha disse:

        Depois da pressão de telespectadores, Paulo Eduardo Martins volta à bancada do Jornal da Massa (SBT-PR), sendo elegante até demais, com o partido chamado ironicamente de “Socialismo e Liberdade”.
        SOCIALISMO E LIBERDADE SÃO INCOMPATÍVEIS. Vejam https://www.facebook.com/PauloEduardoOficial

    • Rodolfo Aurich Balzer disse:

      O pacto e o beijo no anus de satã…
      Eis o porque que o Gílber deleta vídeos de documentários, tudo o que se inicia com socialismo termina nisso, ele quer esconder tudo isso, vejam e tirem suas conclusões:https://www.youtube.com/watch?v=I2DgqB_yNIk

      • Os direitosos não tem imaginação mesmo, tudo para eles é confabulação marxista. Assistiram muito He-Man e Caverna do Dragão na infância, risos. Simplesmente esse site, desde o início, tem a opção pela LINGUAGEM ESCRITA e os antimarxistas são tão autoritários que se acham no direito de dizer como os Socialistas Livres vão construir seu BLOG. A ditadura já acabou, Rodolfo, nós definimos nossa linha editorial, não você. Esperneie e solte a imaginação, se te faz bem, mas a verdade é outra. Ah, e crie um BLOG para você divulgar seus vídeos de direita. Em nosso país tem liberdade de imprensa! A época da ditadura militar já ficou nas trevas, ainda bem!

      • Rodolfo Aurich Balzer disse:

        Quando um idiota feito o Gílber descobre que você é “de direita”, ele não precisa mais ler uma só linha do que você escreve. Dessa premissa ele deduz por automatismo todas as suas idéias e está habilitado até a publicar uma tese universitária a respeito. assistam até o fim essa palestra de quem se trata esse
        Gílber ele é citado: https://www.youtube.com/watch?v=rCjG4zRZvec&feature=em-subs_digest

      • Mais uma vez xingando? Exercitando sua intelectualidade, Rodolfo?

      • Rodolfo Aurich Balzer disse:
      • Aviso aos leitores-comentadores, não postamos vídeos nesse espaço.

  2. Rodolfo Aurich Balzer disse:

    “Qual educação? Palestra no Fórum da Liberdade” e mais vídeos. EIS A LIBERDADE DOS SOCIALISTAS LIVRES: https://www.youtube.com/watch?v=rCjG4zRZvec&feature=em-subs_digest

  3. Professora Magda Wernersbach Ziemann disse:

    Os Socialistas Livres e mais precisamente o “famigerado” Gílber, tem um discurso-padrão com um vocabulário fixo e um receituário de frases feitas que ela repete inalteravelmente há meses. Quando ouve que alguém “é de direita”, ela não precisa prestar atenção ao que o sujeito tem a dizer. Ela apenas inverte o seu próprio discurso e acredita mesmo que conhece profundamente o pensamento do cidadão. Então basta chamar uma coisa de “avanço” e a outra de “retrocesso”, e pronto: está feito o serviço, cumprida a alta missão do intelectual dos Socialistas Livres.

  4. Professor Paulo Ricardo disse:

    É possível aprender comigo e, em vez de virar direitista, aprimorar o pensamento de esquerda? É. Mas para isso o aluno precisaria ser um esquerdista sensato, e, nas presentes condições, isso é impossível. Há décadas o esquerdismo fez uma opção preferencial pelo absurdo, e desistir dela seria desistir de si mesmo. Ser esquerdista, hoje, é querer ao mesmo tempo a revolução islâmica e a liberação sexual, a extinção do capitalismo e a abertura do comércio entre os EUA e Cuba, a abolição das identidades sexuais e a livre escolha entre as identidades abolidas, o fim da moral religiosa e a vitória da ortodoxia russa. O duguinismo é a síntese de todas as impossibilidades, daí o seu atrativo universal: ele pode prometer tudo, porque não tem a menor intenção de cumprir nada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s