O SOCIALISMO

O socialismo é uma proposta política que tem por objetivo a superação do capitalismo por uma nova ordem econômica e social. A proposta socialista é representada por duas grandes correntes: o socialismo evolucionário ou gradualista e o socialismo revolucionário que defende a tese de uma ruptura radical, isto é, que vá à raiz da questão.

O desejo, o sentimento de igualdade social, justiça, paz, harmonia e amor são próprios da imensa maioria dos seres humanos. Esses sentimentos socialistas terminam sendo projetados para um almejado mundo celestial. Seriam exceções os poucos tresloucados que rejeitariam o projeto de um almejado mundo paradisíaco. Poucos também, seriam os que não teriam o desejo socialista. Somente os que usufruem de vastos privilégios e de prestígio por conta de uma impiedosa desigualdade, é que rejeitam a ideia do socialismo pelo fato de desfrutar uma vida faustosa pretendendo apenas querer a sua perpetuação.

É bom deixar claro que o sentimento igualitarista é tão antigo, quão antigo é o sistema de desigualdade. Mas, somente com o surgimento do capitalismo no século XVII, é que se inicia um verdadeiro movimento socialista que ganha impulso após a revolução francesa de 1789, quando a nascente classe operária passa a se mobilizar em defesa dos seus interesses, opondo-se aos interesses da burguesia vitoriosa.

Junto a esse vigoroso movimento operário e popular na França, surgem alguns intelectuais que tentam formular o ideário socialista produzindo uma vasta literatura a respeito. Porém, como ainda estavam engatinhando, esses primeiros socialistas tropeçavam em suas dificuldades para captar as verdadeiras causas das desigualdades. Em razão dessas limitações, sonhos, ilusões, e ingenuidades. Foram eles, assim, chamados de socialistas utópicos, sonhadores e idealistas.

Somente na década de 1840, no século XIX, é que o socialismo ganhou respaldo científico, quando dois intelectuais alemães, Karl Marx e Freidrich Engels, apoiados em rupturas fundamentais com a filosofia clássica, a economia e a utopia política, foram capazes de emprestar ao socialismo fundamentos científicos.

O socialismo com esses fundamentos prontificou-se a perceber com todo vigor, as ilusões, as ingenuidades e o romantismo dos seus antecessores. Procurou deixar claro, a inviabilidade total de se chegar à igualdade social a partir de uma sequência gradual e crescente de conquistas, ou melhor, a impossibilidade de um socialismo evolucionário. Em outras palavras, os socialistas revolucionários refutavam, por improcedente, o caminho pacífico para o socialismo, para o “milagre” da emancipação humana.

O socialismo científico deixou bem patente que, no que pesem os nossos escrúpulos e melindres, é impossível fazer-se uma omelete sem quebrar ovos. Isso quer dizer: o socialismo não tem outra via para se realizar que não seja a da ruptura radical com o velho sistema. Essa verdade independe do grau maior ou menor de nossas sensibilidades, dos nossos desejos ou opiniões.

Esse novo pensar repele o caminho evolucionário e propõe como única saída a revolução, a transformação, a mudança qualitativa da sociedade.

A história do socialismo, no entanto, teve um trajeto profundamente trágico. O fato de a primeira revolução proletária vitoriosa ter acontecido na Rússia tzarista, o que quer dizer, na periferia do capitalismo e não nos países mais desenvolvidos da Europa Ocidental, levou a que toda a caminhada redundasse em episódios profundamente trágicos.

Em nome do socialismo foram implantados estados policiais de caráter totalitário que impuseram a intolerância e a crueldade na repressão aos dissidentes. Esse fato serviu para afastar grandes contingentes de pessoas. Elas, com razão, desaprovaram os modelos de governos que se diziam socialistas. Podemos até traçar um paralelo entre os descaminhos do socialismo e os descaminhos da fé cristã. Quantos hediondos crimes foram e são cometidos em nome do socialismo? Quantos crimes hediondos foram e são cometidos em nome de Cristo ou sob a bandeira do cristianismo?

Durantes muitos anos, os partidos “comunistas” diziam existirem dois mundos: um mundo capitalista decadente, de um lado; um mundo socialista ascendente, do outro. Tratava-se de um discurso completamente falso; não existiam dois mundos, pois o mundo continuava se regendo pelas leis do grande capital. Esse discurso, portanto, era uma completa fraude, um engano, uma mentira que levou milhões de seres humanos à morte, à tortura, ao exílio, ao massacre e a tantos e incontáveis sofrimentos, isso para não se dizer o pior: ontem estávamos politicamente em situação melhor do que hoje, pois nunca o capitalismo gozou de uma dominação de tamanho quilate.

Com o desabar do muro de Berlin, esses senhores “comunistas” e “socialistas” ficaram sem discurso e passou a reinar a hegemonia capitalista em escala nunca dantes experimentada, pois quase não existem movimentos anticapitalistas em atividade ao redor do mundo. É verdade que se aguçam as contradições do próprio sistema. Aqui é a crise econômica, financeira e social Norte Americana. Ali é a crise quase insustentável da Irlanda. Mais adiante vemos ruir a estrutura econômica e financeira da Grécia. Tudo leva a crê que virão Portugal e Espanha, entrar nessa roda viva de crises e rupturas. Devemos entender, no entanto que seria uma péssima saída tentar assistir através dos aparelhos de televisão à derrocada desse regime. Ele não cairá só, por conta de suas próprias contradições. Ao cair, desde que o socialismo não tenha força política para deitá-lo ao chão, ele haverá de arrastar toda a humanidade em sua própria queda. Hoje, quem faz oposição? O fascismo autocrático e teocrático do Irã? Ou o fascismo do mesmo perfil levado a cabo pelo Talibã? Ou serão os fundamentalistas de extrema direita, sejam teocrático ou não?

Da nosso parte parece-nos ilusório, coisa de criança, insistir no velho discurso de que as forças do socialismo estão avançando. Diz-se que é o socialismo do século XXI, comandado por um despreparado Coronel das forças armadas venezuelana. Diz-se que é o um respeitável líder do sindicato de cocaleiros da Bolívia. Dizem que é o prolífico ex-bispo do Paraguai, Fernando Lugo. Em outro momento se afirma que será Rafael Correa que traz no seu currículo o fato inegavelmente “revolucionário” de ser casado com uma militante do Partido dos Trabalhadores do Brasil. E não falta quem diga que o lulismo ao empreender uma grande obra social, haverá de dar a sua contribuição a esse projeto fantasmagórico do caminho gradualista para o socialismo.

Sim. É uma lástima que o socialismo, com quase duzentos anos de luta, tenha sofrido um processo tão agudo de regressão mental. O que se teria a fazer era colocar no lixo da história os emporcalhados entulhos do stalinismo e deixar bem claro que, mesmo importantes, não são as revoluções na periferia do capitalismo que haverão de demolir o monstro. É preciso ver que a revolução socialista haverá de passar por Nova Iorque, a Torre Eiffel de Paris, as largas avenidas de Roma e as sombras da torre do Big Beng. Queira-se ou não, esse será o único caminho para o socialismo.

Com muita freqüência a burguesia tem utilizado o episódio da queda do muro de Berlin para dizer: vejam aí, o socialismo mostrou-se inviável. Esses senhores, usando de toda má fé, encondem o fato de que um projeto, por não se realizar, não implica em que cheguemos à conclusão de que ele é inviável. À guisa de exemplo, basta lembrarmos que, quando um grupo de homens afirmou ser possível construir uma máquina de voar, foi levado ao extremo ridículo, pois essa tese desmentia a lógica comum, a mediocridade. Porém, os homens envolvidos no projeto de fazer uma máquina de voar sabiam perfeitamente que ela era exequível, não apenas por sua vontade, mas pela possibilidade real de sua realização. Para desapontamento dos incrédulos, o projeto de construir uma máquina de voar tornou-se máquina de voar, é cientificamente provada a possibilidade de construção de uma sociedade onde não existam classes e camadas sociais e reinem a justiça e a paz. Não se trata de uma questão de se acreditar ou não. Houve até quem proclamasse o fim da história, e uma legião imensa de pessoas passou a acreditar que a experiência socialista provou-se totalmente inexequível, impraticável. O socialismo, ou o desastre total, são os únicos caminhos que nos restam. É incontestável que a vida socioeconômica das grandes massas, no sistema capitalista, produz situações de desespero e, por conseguinte, a busca de fugas. Uma considerável legião de pessoas refugia-se nas inúmeras seitas religiosas que se expandem em escala vertiginosa, deixando claro que, “templo” é fuga, ou melhor, “templo” é dinheiro.

Outras pessoas se afogam na droga (lícita) do alcoolismo e um grande número se imola nas drogas ilícitas e devastadoras, enquanto uma parte mergulha na alienação ou na amargura pura e simples que descamba para o epidêmico surto de tristeza e depressão.

O socialismo não é um desejo, não é um sonho como procuram dizer. O socialismo é antes de tudo, uma necessidade premente para a salvação da humanidade. Vivemos um dilema: ou a humanidade destrói o capitalismo ou o capitalismo destrói a humanidade. Não consideramos justo, não consideramos sensato, assistir pelos diversos canais de televisão, (como se isso fosse possível) à caminhada da sociedade para a sua destruição.

É necessário que nos ergamos , é necessário que lutemos, é necessário que não nos rendemos, é necessário que não pratiquemos o derrotismo dizendo: “é assim mesmo, não tem jeito não”.

Devemos repelir, pois é completamente enganoso, imaginar que escaparemos desse determinismo histórico por via de iniciativas pessoais isoladas, pois a verdade é que, ou escaparemos todos (sociedade) ou não escapará ninguém, e não podemos rejeitar essa verdade por razão de seu caráter evidentemente apocalíptico.

Por: Gilvan Rocha, escritor socialista, articulista, Presidente do CAEP – Centro de Atividades e Estudos Políticos e membro do CSL-CAEP.

Acessem nosso Blog:  www.socialistalivre.wordpress.com

Acessem nosso Blog: www.gilvanrocha.blogspot.com.br

cropped-w10003247_235356923332503_1987199304_n.jpg

Anúncios

Sobre socialistalivre

Esse Blog está a serviço da Luta pelo Socialismo. Defendemos a plena liberdade do ser humano, mas somos radicalmente contra a liberdade de explorar, como a burguesia faz, e contra a liberdade de oprimir como os machistas fazem, os racistas fazem, os homofóbicos fazem, os praticantes de bullying fazem, os preconceituosos fazem, os possessivos fazem e os autoritários de plantão fazem. Assim, defendemos que cada corpo-consciência deve ter liberdade de ser o que ESCOLHE SER, desde que esta liberdade não oprima e explore os outros! Defendemos a plena liberdade de postura crítica e a plena democracia operária, todos devem ter o direito de expressar o que pensam! Defendemos a Revolução Socialista e a necessidade de libertação da classe trabalhadora do jugo do capitalismo. No entanto,somos contra comandos de hierarquias políticas ou de figuras públicas mais poderosas no seio dos lutadores que travam a batalha pelo socialismo. Defendemos que cada militante deve ousar pensar por si mesmo, cada militante deve ter o direito de concordar, mas também de discordar daquilo que julga equivocado, por isso nos definimos como Socialistas Livres e esse Blog está a serviço dos que desejam militar de acordo com essa concepção. Convidamos a todos a conhecerem nosso jeito diferente de entender e de praticar a política socialista, com liberdade, democracia operária, direito de crítica e respeito ao diferente. Saudações Socialistas Livres.
Galeria | Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado . Guardar link permanente.

42 respostas para O SOCIALISMO

  1. Geraldo Almendra disse:

    Vejam essa campanha que esta rolando na Europa:

    De novo mais socialismo e intervencionismo pra solucionar os males do socialismo e intervencionismo. Quanta baboseira.

    Um colega inglês meu postou no face dizendo que essa proposta não era pra ser confundida com minimum wage. Pior ainda, porque os caras são tao atrevidos que nem mais é preciso trabalhar para receber.

    Sugiro que escrevam sobre esse projeto aparentemente isento mas com fumaça vermelha por trás.

  2. Virginia disse:

    As “concessões” feitas pelo governo do PT são um bom exemplo de “socialismo gerido pela iniciativa privada”.

  3. Negrinha disse:

    a liberdade é mais importante que a democracia, da mesma forma que o capitalismo liberal é mais justo para a sociedade que qualquer tipo de tentativa governamental para diminuir as desigualdades. Como Friedman escreveu, existe capitalismo sem liberdade, mas não existe liberdade sem capitalismo.

    • Friedman parodiou Rosa Luxemburgo e parodiou mal. Disse Rosa Luxemburgo: “Existe liberdade sem o socialismo, mas não existe socialismo sem a liberdade”. Essa é essência do Socialismo Livres, bem diferente dessa frase burguesa liberal aqui parodiada da grande revolucionária socialista livre, Rosa Luxemburgo!

      • Negrinha disse:

        A pior ditadura é aquela que vem disfarçada de democracia.
        Quem defende estatismo e a criação do socialismo livre em cima do marxismo, também mente em falar em democracia e liberdade e não merece o nosso respeito. Estado não passa de um grande aparelho repressor. Quem defende doutrina que preconiza a intervenção do Estado nos domínios econômico e social não tem moral para chamar os outros de ditadores. Vc não passa de um falastrão.

      • Claro que os liberais burgueses são contra a intervenção do Estado na economia. Eles querem megas propriedades individuais nas mãos de poucas famílias, enquanto do outro lado ficam bilhões de seres humanos na miséria. É compreensível que a ideologia dos burgueses seja contra o socialismo livre! Somos contra os seus privilégios econômicos em detrimento da maioria da população trabalhadora!

      • Negrinha disse:

        Quando houver mais liberdade no futuro, as pessoas olharão para nossa época e ficarão surpresas em imaginar como vivíamos em escravidão.

        No Brasil, o governo socialista subdivide os dominados em dois grupos: os pagadores de imposto de renda e os recebedores de bolsa-família.

        Os críticos da religião apontam para o apoio que os líderes religiosos deram para os governantes nos séculos passados e até a Segunda Guerra, mas não percebem que hoje os “intelectuais” substituíram os sacerdotes nesta função.

        A democracia só pode funcionar bem se houver isonomia e liberalismo. As leis de limitação de poderes só funcionam bem se as pessoas vigiarem seu cumprimento. Por isso o Socialismo Livre não passa de falácia marxista.

      • Beatriz disse:

        A duras penas estou aprendendo que não podemos abrir mão da nossa liberdade em prol da regulamentação de nossas vidas, algo que acaba sempre coroando de louros as minorias compostas por agentes do mal disfarçados em agentes do bem.

        Chega de condicionamento de socialistas livre!

      • Beatriz disse:

        Esse Gílber é patético transformam a crítica em vitimização e se coloca como o salvador da classe oprimida com uma ideologia marxista opressora.

      • “Existe liberdade sem o socialismo, mas não existe socialismo sem a liberdade”

        Assim é fácil: coloca-se uma ideia em prática. Quando ela previsivelmente fracassa, recorre-se ao tipicamente surrado argumento de que, na realidade, a prática não tinha nada a ver com a ideia que a originou.

        De fato, é impossível perder qualquer debate agindo assim.

        Sobre Marx “abominar o estatismo”, vale uma observação que eu já escrevi aqui repetidas vezes:

        A teoria defendida por Marx era sem pé nem cabeça. Ele dizia que, para abolir o estado, era necessário antes maximizá-lo. A ideia era que, quando tudo fosse do estado, não haveria mais um estado como entidade distinta da sociedade; se tudo se tornasse propriedade do estado, então não haveria mais um estado propriamente dito, pois sociedade e estado teriam virado a mesma coisa, uma só entidade – e, assim, todos estariam livres do estado.

        Um raciocínio maravilhoso! Ou seja: se algum indivíduo dominar completamente tudo o que pertence a você, dominando inclusive seu corpo e seus pensamentos, então você estará completamente livre, pois não mais terá qualquer noção de liberdade – afinal, é exatamente a ausência de qualquer noção de liberdade que o fará se sentir livre.

        Essa era a tese de Marx.

        Gílber, seu comentário foi um dos melhores da história deste site. Não me lembro de nenhum outro que tenha se contraditado de forma tão espetacular e involuntariamente cômica.

        Forte abraço, comente mais vezes e deixa de brigar com os burgueses. Risos… 😉

  4. Negrinha disse:

    A anti-liberdade fica mesmo com os socialistas livres. Enorme taxação, regulamentação do mercado, legislação atropelando direitos de propriedade privada, policiamento de pensamento e expressão, proibição de tudo o que o socialista livre não gosta, programas gigantes e centralizados de governos para resolver tudo o que acham um problema, etc.

  5. Padre Miguel Fernandez Cunha disse:

    O libertarianismo expande suas conclusões na área econômica de modo a abarcar as teorias jurídicas, filosóficas e morais de modo a torná-las simplesmente desncessárias. Bastaria seguir os princípios de liberdade econômica em todas as demais áreas. O problema dessa expansão indevida estaria no fato de que a economia e a liberdade dependem de valores morais, jurídicos, filosóficos como,por exemplo, defendem os religiosos, com maior ou menor eficácia. Por exemplo, uma sociedade com valores morais pode ser livre ao ponto de um mercado não precisar de caixa ou de seguranças, o sujeito pega as mercadorias e as paga sem necessidade de observação. Isso é liberdade, isso é economia, isso é maximização dos potenciais humanos. Essa estrutural civilizacional (muitas vezes construída pelas religiões) é muito mais livre do que qualquer sistema onde exista uma demanda por caixas, por seguranças, por câmeras de segurança. Defender a liberdade humana sem determinações morais, simplesmete porque a questão moral está fora do âmbito da economia, não significa que a economia possa extrapolar este âmbito e impor um sistema jurídico, filosófico sem valores morais desvalorizando o pensamento conservador e religioso.

  6. Beatriz disse:

    Muitos buscam com tanto ardor determinado objetivo que se esquecem dos derradeiros motivos pelos quais esse objetivo deve ser buscado. Queremos liberdade DE restrições indevidas, mas também devemos buscar a liberdade PARA uma vida de realização e contribuição.

  7. Um texto no mínimo instigante.

    Conforme explicitado no texto, o socialista humanitário é o tipo preferencial, mais humano, agradável e gentil aos sentimentos e intelecto alheio. O socialista brutalista seria o tipo indesejável de socialista, um fardo ao avanço das ideias socialistas.

    Primeiramente descarto a hipótese de que a diferença entre o brutalista e humanitário seja a retórica. O humanitário pode argumentar, conforme o texto, que o objetivo é ” essencialmente benevolente, e o meio pelo qual ele é alcançado valoriza a paz social, a liberdade de associação, as trocas voluntárias e mutuamente benéficas, o desenvolvimento orgânico de instituições, e a beleza da vida.”. Em suma: mares de flores e purpurina.

    O socialista humanista, ao atribuir significado distinto para a palavra “propriedade”, ou apenas ao omitir seu significado, é um marxista astuto na dialética. Assim, o socialista humanista não passaria de um charlatão, e isso, por si só, já configura como argumento para repudiar o socialismo como doutrina digna de ser chamada “humana”.

    Mas não pensem que o meu objetivo é defender os brutalistas. Eu concordo totalmente com o autor que a retórica brutalista, árida igual ao deserto, não desperta a paixão humana, além dos demais brutalistas [vazios de compaixão].

    Então, concluo, se de um lado o socialismo humanista não seria mais que um charlatão e o socialismo brutalista não mais que um pregador de uma doutrina esteticamente árida (vazia de vida), não seria o socialismo uma utopia, composta somente por iludidos e bárbaros?

    • Frederico Baggio disse:

      Gladimir, os socialistas livres, quer nazis, quer comunistas usam o anti-semitismo estatal como a arma para desviar atenções dos cidadãos, oferecendo um alvo fácil de ódio de classe ou de raça. Neste momento a propaganda anti-ucraniana já está seguindo a deixa nazi-comunista, acusando a liderança ucraniana de “esconder as suas origens judaicas”. http://ucrania-mozambique.blogspot.com/2014/04/fascistas-ucranianos-que-afinal-sao.html

    • Professora Magda Wernersbach Ziemann disse:

      Materialismo histórico dialético é o tipo de concepção estatista pseudo-científica que, levada à sua conclusão lógica, leva aos horrores de Auschwitz.

    • kiko disse:

      No dia em que os jornalistas deveriam ser homenageados nós temos mais a protestar em defesa da liberdade de imprensa que compactuar com a hipocrisia de se dizer que ainda existe democracia suficiente para um jornalista ser independente.Amigos façam uma homenagem à Raquel Sheherazade na publicação da deputada Jandira Ferghali,a hipócrita fez uma homenagem aos jornalistas, eu já deixei o meu lá.As homenagens à Raquel estão bombando! Kkkkk

      Alô, jornalistas, aquele abraço! Profissionais que pregam a imparcialidade, respeitam os direitos humanos e promovem a verdade e ética são pilastras fundamentais de nossa democracia. 7 de Abril, dia de todos aqueles que ajudam a tornar o nosso Mundo um lugar mais bacana!

  8. Olmira Piana S disse:

    O que estamos vivenciando é a aplicação do método bolchevista mafioso, assimilado e impulsionado pela doutrina gramsciana (Antonio Gramsci, ideólogo e militante comunista italiano) em que prevalece a lei do silencio– Omertá, cujo chefe máximo (capo dei tutti i capi – chefe dos chefes) nada sabe, nada ouve e nada fala (que comprometa a organização)
    Sua fase mais avançada, na depredação dos bens e serviços públicos, se dá quando se apropria do Estado. …

  9. Wilson disse:

    O Socialismo comunista vai sendo derrubado na América do Sul e no mundo. Enquanto isso no Brasil!!! Ou seria dos bananas e idiotas úteis??
    COMERAM TANTA BOSTA CAGADA PELAS BUNDAS VERMELHAS DOS COMUNISTAS QUE SEUS CÉREBROS DE MINHOCAS APODRECERAM. A GERAÇÃO COMUNISTA FORMADA POR 99,9 DE AMEBAS BOÇAIS ALIENADAS, NÃO SABEM ESCREVER, MULTIPLICAR, NÃO SABEM FALAR EM PÚBLICO, NÃO SABEM SE COMPORTAR, NÃO SABEM RACIOCINAR E NÃO TEM EDUCAÇÃO, NEM MORAL E NEM DIGNIDADE. ESTÁ AÍ O RESULTADO DE 29 DE ESQUERDA NO BRASIL. SÓ ELES, AS AMEBAS ACREDITAM EM SALVAÇÃO SEM TRABALHO, EDUCAÇÃO E PATRIOTISMO.

  10. Wilson disse:

    A ESCASSEZ DE ALIMENTOS NA VENEZUELA. MISÉRIA E FILAS NO ESTILO CUBA PARA DISTRIBUIÇÃO DE RAÇÕES RACIONADAS PELO GOVERNO. ISSO É SOCIALISMO…

  11. Wilson disse:

    Esses socialistas livres só podem ter pacto com o demônio pra investir tanto na destruição da sociedade.

  12. Pior são os comunistas, eles comem criancinhas. Pior: comem vivas e vão fritando parte a parte e temperando aos poucos. Eles são maus mesmo, né? Ass: Mauro Nunes.

  13. Maria Justina disse:

    Para você realmente entender o que é socialismo hoje às 22 horas a deputada venezuelana cassada María Corina Machado estará no programa Roda Viva da Rede Cultura, onde contará toda situação repressiva e ditatorial socialista na Venezuela. Não percam mais esta oportunidade de assistir alguém que sofre as consequências na pele desmascarar esta ideologia socialista fracassada, defendida vergonhosamente pelo governo brasileiro e todos os partidos de esquerda que o apoiam, e inclusive hostilizaram a deputada em audiência pública dia 02/04 na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado brasileiro. http://www.maxpressnet.com.br/Conteudo/1,663722,Maria_Corina_Machado_que_teve_seu_mandato_cassado_estara_no_centro_do_programa_da_proxima_segunda-feira_7_4_as_22h_na_TV,663722,1.htm e http://notalatina.blogspot.com.br/2014/04/maria-corina-machado-no-senado_1766.html

    • Wilson disse:

      Certeza que vão fazer de tudo pra desmoralizar a entrevistada, usando perguntas ridículas, como fizeram com o lobão. Gravem esta entrevista , e Publiquem no Face …. !!!

  14. Nikolaievitch Smirnov Sokolov Morozov Popov disse:

    Revolta, indignação, sentimento de fracasso, esperança, muitos sentimentos reunidos neste vídeo, símbolo dos mesmos anseios que compartilhamos.

  15. Capitão Pacheco disse:

    Comunista no litoral norte de SP – PREGA 1º REVOLUÇÃO!!
    O perigo próximo – VEJA que em Porto Alegre na calada da noite estão trocando as placas de Ruas e colando em postes as figuras revolucionarias comunistas – ACORDA BRASIL! JÁ ESTÃO AQUI !!https://www.youtube.com/watch?v=F68lLQUoRi0

  16. Olavo Cavazzola disse:

    Sem dúvida, existe um cordão umbilical entre o MPL e os TERRORISTAS/MERCENÁRIOS que depredaram São Paulo ontem.
    Deduzo que a guerrilha urbana organizada (que atende pela sigla de MPL), planejou os ataques e cada fase do “inter criminis”, enquanto, através de um “acordo de confiança” feito anteriormente com a PM, a ludibriava em sua boa fé, fingindo que fumava o cachimbo da paz.
    A ação consistia em manter a PM acompanhando de longe o que “prometia documentalmente” ser uma “passeata” ordeira (como se algo que venha dessa gentalha, possa ser ordeiro), com intuito de induzir a erro de julgamento o comando da PM (ingenuidade que não se admite), enquanto os mercenários destruíam os “símbolos do capitalismo”, como: bancos e agências de carros de luxo.
    Resta averiguar de quem é a culpa, pois, o comandante da PM, insiste em inocentar o secretário de segurança, que obviamente, inocentará o governador.
    Ocorre que qualquer um que tenha mais de dois neurônios, sabe que NADA acontece na PM, sem o prévio conhecimento e consentimento (nem que seja, tácito) dos superiores hierárquicos.
    Fico me perguntando…e se alguém tivesse morrido? Se pessoas inocentes tivessem sido mortalmente feridas? Quem seria responsabilizado?
    Por que será que isso me faz lembrar do caso Carandiru, no qual, “manda chuva” nenhum foi responsabilizado e só os peixes pequenos sofreram as consequências?

  17. Professor João disse:

    O legado duradouro fica ou já está em algumas contas bancárias fora do Brasil. Pão, Circo e Fidel; Outubro está próximo!
    Tomara que a justiça seja feita com os brasileiros honestos e trabalhadores !!!
    Que a seleção milionária perca e acabe este circo!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s