50 anos da ditadura militar: um aniversário a não ser comemorado!

Há exatos 50 anos, no dia 31 de março de 1964, o Brasil viveu um tenebroso capítulo de sua História política, quando a classe burguesa dominante, para conter as mobilizações e reivindicações populares existentes na época, fez uso da força repressiva do Estado Burguês e colocou os Generais do Exército, então funcionários de confiança da burguesia brasileira, para governar, tocando o terror e reprimindo todo tipo de contestação política que viesse da classe trabalhadora.

O Presidente João Goulart, eleito nas urnas como Vice-presidente de Jânio Quadros, depois de ter assumido o cargo de Presidente do país, após a renúncia de Jânio Quadros, foi deposto, em 1964, da forma mais infame e antidemocrática possível. Jornais, rádios, sindicatos, mandatos parlamentares, se possuíssem algum vínculo com a luta do povo, eram cassados, expulsos, presos, fechados, proibidos de se expressar. O governo da ditadura militar pautou-se pelo discurso único e pela política única da classe burguesa dominante. Foi estuprada a liberdade de expressão, foi assassinada a liberdade de crítica, foi morta a liberdade de opinião e de organização política, e, no lugar, vigorou por 25 anos a LEI DA MORDAÇA.

Os ditadores, funcionários-amigos íntimos da classe burguesa dominante, acobertaram todo tipo de exploração e de opressão da classe burguesa reinantes no país e trataram a chumbo, torturas, prisões, extermínio, exílio, perseguições, todos aqueles que lutassem por liberdade política, que lutassem por democracia política, que lutassem por justiça social.

Foi um período de trevas na política brasileira. Depois de angustiantes 25 anos, o Movimento Diretas Já, felizmente, conseguiu, com forte apoio popular, derrubar a Lei da MORDAÇA da DITADURA MILITAR e voltamos a eleger os Presidentes e os Políticos que gerenciam o país. Hoje, continuamos ainda sendo governados pela lógica capitalista burguesa e ainda sofremos muitas repressões por defender e apoiar as lutas da classe trabalhadora, ainda explorada e ainda excluída da riqueza social produzida. Mas, no regime atual da democracia burguesa, pelo menos não estamos AMORDAÇADOS sem poder dizer o que pensamos da atual situação política.

Ditadura Militar é o regime da MORDAÇA. Não somos cavalos, bois, animais ou escravos para viver sob a LEI DA MORDAÇA e do CHICOTE, por isso dizemos, nesse dia 31 de março, que marca os 50 anos de Ditadura Militar Burguesa existente no Brasil: esse é um aniversário que não deve ser comemorado. Viva a liberdade de expressão, viva a liberdade política, viva a liberdade de imprensa, viva a liberdade de crítica. Ditadura Militar, NUNCA MAIS! Viva o SOCIALISMO LIVRE!

Por: Gílber Martins Duarte – Militante Socialista Livre do CSL/CAEP – Sind-UTE/Uberlândia/MG – Doutor em Análise do Discurso/UFU – Professor da Rede Estadual de Minas Gerais – Membro MEOB – CSP-CONLUTAS.

Acessem nosso Blog: www.socialistalivre.wordpress.com

cropped-w10003247_235356923332503_1987199304_n.jpg

Anúncios

Sobre socialistalivre

Esse Blog está a serviço da Luta pelo Socialismo. Defendemos a plena liberdade do ser humano, mas somos radicalmente contra a liberdade de explorar, como a burguesia faz, e contra a liberdade de oprimir como os machistas fazem, os racistas fazem, os homofóbicos fazem, os praticantes de bullying fazem, os preconceituosos fazem, os possessivos fazem e os autoritários de plantão fazem. Assim, defendemos que cada corpo-consciência deve ter liberdade de ser o que ESCOLHE SER, desde que esta liberdade não oprima e explore os outros! Defendemos a plena liberdade de postura crítica e a plena democracia operária, todos devem ter o direito de expressar o que pensam! Defendemos a Revolução Socialista e a necessidade de libertação da classe trabalhadora do jugo do capitalismo. No entanto,somos contra comandos de hierarquias políticas ou de figuras públicas mais poderosas no seio dos lutadores que travam a batalha pelo socialismo. Defendemos que cada militante deve ousar pensar por si mesmo, cada militante deve ter o direito de concordar, mas também de discordar daquilo que julga equivocado, por isso nos definimos como Socialistas Livres e esse Blog está a serviço dos que desejam militar de acordo com essa concepção. Convidamos a todos a conhecerem nosso jeito diferente de entender e de praticar a política socialista, com liberdade, democracia operária, direito de crítica e respeito ao diferente. Saudações Socialistas Livres.
Galeria | Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , . Guardar link permanente.

103 respostas para 50 anos da ditadura militar: um aniversário a não ser comemorado!

  1. Aldegunda Carames More disse:

    Somente quatro classes de pessoas não gostaram do governo militar:
    OS TERRORISTAS;
    OS MILITANTES MARXISTAS;
    OS POLÍTICOS CORRUPTOS e
    OS BANDIDOS.
    Viva o governo Militar
    Vejam como a Dilma e os terroristas agiam: https://www.youtube.com/watch?v=kVw_6zXvUkI

  2. Aldegunda Carames More disse:

    Ato insano de terroristas A Dilma comandou:

    • Rubia disse:

      Após largarem a luta armada a esquerda entrou em outra guerra, porém mais perigosa e silenciosa, sem bombas, armas,sequestros, a guerra cultural. Não é à toa que vivemos dias tão difíceis para quem prega moral e bons costumes, civismo, patriotismo.

      PARTE 1

      Entre parênteses está meu comentário.

      MARXISMO.

      O marxismo cultural imposto aqui na América Latina, é uma conspiração sofisticada, desenvolvida para infiltrar os valores e a moral ATÉIA da filosofia marxista pelo método GRAMSCIANO em nossa sociedade, para mudar nossa cultura por COMPLETO.

      (ateia porque o cristianismo é “opressor”, grupos como feminismo e gayzismo dizem em “mudar a cultura” porque são um braço do marxismo – gayzismo é um braço que após a revolução será amputado)

      Os adeptos da mentalidade revolucionária, seguidores das doutrinas de Karl Marx (marxistas), e aplicadores das estratégias de Lênin (ou Lenine), se valem do método criado pelo italiano Antonio GRAMSCI, fundador do Partido Comunista Italiano (PCI), que tem a meta de fazer a guerra cultural contra o mundo ocidental, uma revolução cultural por meio da INFILTRAÇÃO, conspurcação, inversão dos nossos bons costumes, com a finalidade de destruir nossas regras morais, nossos valores, hábitos, maneira de pensar e ver o mundo, nossa maneira de acreditar, etc…

      (Há infiltração em todos os lados, e em escolas públicas há anos, Ana Caroline Campagnolo é um professora de história que recentemente presenciou isso em uma reunião para construir o novo “plano de estudos” da escola. Há infiltração também na igreja católica, Olavo de Carvalho fala sobre isso.)

      Eles pretendem mudar TODA a nossa sociedade ocidental, por meio de tudo o que não presta, atacando a família, promovendo a promiscuidade, o adultério, o divórcio, a separação, desconstruir toda uma civilização erguida com alicerces Judaico-Cristãos, a promoção do homossexualismo, bem como do ateísmo militante, visando desacreditar a fé cristã.

      (K. Marx diz que a família é uma coisa burguesa, que é a base da opressão e desigualdade, e enquanto o “mito” da família tradicional não deixar de existir não terá igualdade – Está aí porque o feminismo e gayzismo atacam tanto a família, e tentam a todo modo abate-la, e junto com ela a igreja Cristã, que é a base da família tradicional. Por isso a importância e resistência do Cristianismo contra o comunismo, NÃO EXISTEM CRISTÃO COMUNISTAS)

      E fazem tudo isso para que eles possam implantar a realidade socialista deles, porque a filosofia marxista entra em choque com nossa cultura, com nossos princípios, valores, etc…

      De modo que, para eles conseguirem esse objetivo, eles precisam mudar uma civilização inteira, para que possam tornar o socialismo aceitável, e assim, possam em seguida implantar o comunismo, e o mantenham sustentável pelo tempo que eles quiserem.

      (Sim, para conseguirem seu objetivo tem que haver toda a DESCONSTRUÇÃO, da sociedade atual. Qual já estão avançados, note em relação a anos atrás, a família era muito mais próxima, aumento da promiscuidade e descaradamente por parte do sexo feminino, desvalorização da mulher, etc. Grande parte disso graças ao movimento feminista, que dizem representar as mulheres (todas), aí eu lanço essas perguntas: elas te representam? Representam sua mãe? Sua irmã? E você vai ficar parado? #KCS

      Texto do Confrade Major Lobo Honrado, do Fórum: Mundo Realista.

  3. Mario Endlich Feurig disse:

    Só houve o contra golpe militar, porque esses que estão no poder hoje os ditos marxistas queriam o poder para implantar essa ideologia do capeta. Eram esses que se diziam feito você os salvadores da pátria. Nunca antes nesse pais se roubou tanto. Nunca antes nesse pais…….
    Roger Moreira, vocalista do Ultraje à Rigor em Carta publicada no jornal Diário de São Paulo

    ”Lutei contra a ditadura, sim! Tomei borrachadas, engoli gaz lacrimogênio, corri da cavalaria na Av. São João em direção à Praça Antonio Prado e à Praça da Sé.
    Participei das perigosas assembléias dos sindicatos, onde milicos escondidos na massa guardavam na memória o rosto dos mais exaltados.
    Arrisquei o emprego, pichei muro com o slogan “Abaixo a Ditadura”.
    Distribui panfletos.
    Morri de medo.
    Chorei quando anunciaram a devolução do poder ao povo: eu e mais alguns milhões.
    Hoje, vendo pessoas morrendo em filas de hospitais, bandidos matando por R$ 10, pessoas andando feito zumbi nas ruas por causa das drogas, adolescentes que não sabem quanto é 6 x 8, meninas de 14 anos parindo filhos sem pais, toda a classe política desse país desfilando uma incompetência absurda, a polícia corrompida, o nosso país sendo ridicularizado por tantos escândalos…
    Eu peço perdão ao Brasil pela porcaria que fiz…
    Deveria ter ficado em casa.”
    Quem sabe teremos o repeteco de 64!

  4. Geraldo Almendra disse:

    Erros foram praticados durante o regime militar, eram tempos
    difíceis. Claro que, no reverso da medalha, foi promovida ampla
    modernização das nossas estruturas materiais. Fica para o historiador
    do futuro emitir a sentença para aqueles tempos bicudos.
    Mas uma evidência salta aos olhos:
    a honestidade pessoal de cada um!
    Quando Castelo Branco morreu num desastre de avião, verificaram os herdeiros que seu patrimônio limitava-se a um apartamento em Ipanema
    e umas poucas ações de empresas públicas e privadas.
    Costa e Silva, acometido por um derrame cerebral, recebeu de favor o
    privilégio de permanecer até o desenlace no palácio das Laranjeiras,
    deixando para a viúva a pensão de marechal e um apartamento em
    construção, em Copacabana.
    Garrastazu Médici dispunha, como herança de família, de uma
    fazenda de gado em Bagé, mas quando adoeceu precisou ser
    tratado no Hospital da Aeronáutica, no Galeão.
    Ernesto Geisel, antes de assumir a presidência da República, comprou o Sítio dos Cinamonos, em Teresópolis, que a filha vendeu
    para poder manter-se no apartamento de três quartos e sala, no Rio.
    João Figueiredo, depois de deixar o poder, não aguentou as despesas do Sítio do Dragão, em Petrópolis, vendendo primeiro os cavalos e depois a propriedade. Sua viúva, recentemente falecida, deixou um apartamento em São Conrado que os filhos agora colocaram à venda, ao que parece em estado de lamentável conservação.
    OBS: foi operado no Hospital dos Servidores do Estado, no Rio.

    Não é nada, não é nada, mas os cinco generais-presidentes até podem ter cometido erros, mas não se meteram em negócios, não enriqueceram nem receberam benesses de empreiteiras beneficiadas durante seus governos.
    Sequer criaram institutos destinados a preservar seus documentos ou agenciar contratos para consultorias e palestras regiamente remuneradas.
    Acrescente-se:
    Nenhum deles mandou fazer um filme pseudo biográfico, pago com dinheiro público, de auto-exaltação e culto à própria personalidade!
    Nenhum deles usou dinheiro público para fazer um parque homenageando a própria mãe.
    Nenhum deles usou o hospital Sírio e Libanês.
    Nenhum deles comprou avião de luxo no exterior.
    Nenhum deles enviou nosso dinheiro para “ajudar” outro país.
    Nenhum deles saiu de Brasília, ao fim do mandato, acompanhado por 11 caminhões lotados de toda espécie de móveis e objetos roubados.
    Nenhum deles exaltou a ignorância.
    Nenhum deles falava errado.
    Nenhum deles apareceu embriagado em público.
    Nenhum deles se mijou em público.
    Nenhum deles passou a apoiar notórios desonestos depois de tê-los chamado de ladrões.

    BRASIL

    VOCÊ QUE SABE LER E ENTENDE O QUE LEU,
    COMENTE COM OS QUE NÃO SABEM.
    ELES PRECISAM SER INFORMADOS !!!

  5. Jurema de Lourdes Giordani disse:

    OS MILITARES SÃO DO MAL?

    Até concordo um pouco com você, pois eles deixaram muitos BANDIDOS VERMELHOS VIVOS, aliás, praticamente todos, que hoje assaltam os cofres públicos!

    Se os militares fossem totalmente do bem, teriam feito o que o seu amiguinho FIDEL CASTRO fez em CUBA, eliminando praticamente toda a oposição, assim como ocorreu também nos demais regimes comunistas, SEU PTRALHA!

  6. Jurema de Lourdes Giordani disse:

    Não deixe que a mídia e os marxistas continue enganado você com suas mentiras:

  7. Jurema de Lourdes Giordani disse:

    Dar honra à quem tem honra, ninguém pode esconder o legado dos militares que elevaram o Brasil à uma condição nunca antes vista.E o PT? O PT constrói em Cuba!

  8. José Almeida Padua disse:

    Relembrar é viver, a época de ouro do Brasil!”A paz queremos com fervor, a guerra só nos causa dor, porém se a Pátria amada for um dia ultrajada lutaremos sem temor…”
    Viva os militares que nos salvaram da maior ditadura comunista responsável por mais de 150 milhões de mortes

  9. Russell Kirk disse:

    Uma Empresa criada durante o Regime Militar entre tantas,enquanto em nossos dias a pergunta é: Quantas empresas o PT consegue quebrar?

  10. Russell Kirk disse:

    Obras que o PT só faria em Cuba. Salve 31 de Março.
    O Presidente Costa e Silva assinou decreto em 23 de Agosto de 1968, autorizando o projeto de construção da ponte rio-niteroi, idealizado por Mário Andreazza, então Ministro dos Transportes, sob a gestão de quem a ponte foi iniciada e concluída. A obra teve início, simbolicamente, em 9 de Novembro de 1968, com a presença da Rainha da Grã-Bretanha, Elizabeth II e de Sua Alteza Real, o Príncipe Filipe, Duque de Edimburgo, ao lado do ministro Mário Andreazza. As obras tiveram início em Janeiro de 1969

    • Beatriz disse:

      obrigado Marechal, para um povo burro, ignorante de um país onde a TV educa e sobrevive-se de medidas assistencialistas, ainda se passarão varias décadas ate que sua memória seja reverenciada como deve, é uma pena em outros países seria equivalente a CHARLES DE GAULLE, hoje é só a lembrança na nota do falido Cruzeiro

  11. Russell Kirk disse:

    E agora cadê os marxistas e defensores do governo porque não saem em defesa,estão todos caladinhos enquanto o PT destrói o Brasil. Onde estão os petistas “intelectuais” e artistas? Não são a favor do governo? Por que não saem nas ruas e nos jornais defendendo o governo que amam? Estão com medo? Estão todos caladinhos!

  12. General de brigada Paulo Chagas disse:

    Só pode torturar quem se opõe ao PT?
    Quem inicia uma guerra não pode falar em mortes e torturas.
    Quem sequestrava, não torturava suas vitimas????
    Salvamos o Brasil de ser uma Cuba que matou mais de 33 milhões contrários ao comunismo.
    Ten. Alberto Mendes Júnior torturado e morto
    Foi brutalmente torturado à coronhadas e assassinado o Tenente da PMSP no Dia das Mães.
    Vamos falar de direitos humanos e Comissão da verdade PT?
    CAI POR TERRA A MAIOR MENTIRA JÁ CONTADA NO BRASIL, QUE SERVIU PARA ELEGER OS LARÁPIOS DO PT.

    ” Falsificar o passado é o método que a esquerda usa para tirar proveito do futuro.”
    Vejam: https://www.facebook.com/photo.php?v=420097834801420

  13. Carlos Pereira Souto disse:

    Você Sabia?

    Bem Antes da contra revolução de 64 (vulgarmente chamada de golpe), no Manifesto de Agosto de 1950, Marighela (terrorista de esquerda) já pregava a luta armada, conduzida por um Exército de Libertação Nacional. Como membro da Executiva chefiou a primeira delegação de comunistas brasileiros à China, em 1952. Ao voltar, passou a trabalhar as massas para preparar a futura revolução comunista no país. Insistiu na tese da luta armada e na formação de um exército de libertação nacional, tendo como modelo as idéias de Mao Tsé-tung (um dos mais cruéis e sanguinarios ditadores) e o Exército Popular Chinês, que promoveu a revolução de 1949.

    • Evellyn disse:

      Só Babaca que não estuda, ou estuda só o que é conveniente, apoia e relembra esses lixos, faz memorial, se orgulha desta bosta, bando de ladrões de banco, assassinos, ditadores, comunistas, pior especie de lixo

  14. Olmira Piana S disse:

    Nada devemos à esquerda armada, além de mortes,terror e uma geração de alienados comunistas.
    Pesquisa revela que os brasileiros querem que a os terroristas da esquerda sejam punidos.Nada mais justo!

  15. Cel Mascarenhas de Moraes disse:

    Major fala a causa e efeito da criminalidade no país, é anarquia, caos plantado, leis para mimar bandido e ele gostar do que faz,o policial prende a lei é frouxa, detona essa corja que está no poder ,abaixo o PT ou estaremos fritos porque cada bandido na rua é um soldado do sistema.https://www.youtube.com/watch?v=75O4wiBThZE#t=20

  16. Professora Bernadina disse:

    Salve 31 de Março, só os fortes entendem!

    NA CHINA, EM CUBA, NA CORÉIA DO NORTE E NA VENEZUELA A DEMOCRACIA E OS DIREITOS HUMANOS NÃO EXISTEM! É ISTO QUE OS COMUNISTAS QUEREM PARA O BRASIL! QUE OS MILITARES NOS DEFENDAM MAIS UMA VEZ!

  17. Padre Miguel Fernandez Cunha disse:

    Pelo bem da verdade, não podemos engolir goela abaixo o que esses doentes por poder querem.Que esse dia possa ser lembrado e conhecido à todas as gerações de brasileiros!

    PELA VERDADE: (com Carlos Bolsonaro)

    Grande parte da Câmara dos Deputados mobilizou-se nos últimos dias no sentido de que seja cassada a palavra do deputado federal Jair Bolsonaro no próximo dia primeiro de abril onde, em sessão solene, o 31 de março de 1964 será lembrado, apenas pela esquerda, que aqui queria impor a ditadura cubana.

    Além de disponibilizar um vídeo sobre a verdade dos fatos (em breve), com personagens de esquerda que, desassombradamente, confessam execuções sumárias, assaltos a bancos e sequestros, Jair Bolsonaro estendeu faixa nas escadarias da Câmara Municipal desafiando quem quer que seja a debater com ele sobre o atual momento político nacional que se encontra em situação semelhante ao pré 1964.

    Em afronta à liberdade de expressão, a Câmara Municipal do Rio de Janeiro negou a afixação de faixa ao lado de outra que faz apologia à mentira oficializada pelo governo com sua Comissão da Verdade.

    Ass: Deputado Federal Jair Bolsonaro (PP-RJ)

    • Chemin De Saint Jacques disse:

      È lógico!! apoio total aos Militares!! os comunistas fizeram a maior baderna aqui no Brasil naquela época!! o que q esses extrema esquerdistas vagabundos oportunistas corruptos estão pensando? q pode ir tocando o terror no País assim q num vai dar nada. é? Intervenção Militar já!! não vamos deixar baixar a temperatura vamos todos juntos continuar atacando esse maldito MARCO CIVÍL DA INTERNET!!!

    • Frederico Baggio disse:

      Isso eles fazem a qualquer um,conheço pessoas que já sofreram atentados, escaparam por pouco, o ex-prefeito Celso Daniel foi assassinado porque sabia demais, blogueiros, ativistas, muitas pessoas já foram tiradas do caminho desses bandidos.

      AMEAÇAS DOS COMUNISTAS CONTRA A VIDA DE BOLSONARO.
      ISSO JÁ É UM FATO BASTANTE CORRIQUEIRO. AQUI MESMO NA PÁGINA SURGEM PERFIS FALSOS QUE NOS AMEAÇAM DE MORTE E NOS XINGAM DE TUDO. PENA QUE ESSES VERMEZINHOS SÓ TEM CORAGEM DE FAZER ISSO, POR TRÁS DE UM PC E NÃO SERIAM HOMENS DE FAZER ISSO NO “CARA À CARA”. COISA MESMO DE COMUNISTAS. FAZEM ISSO POIS NÃO SUPORTAM A VERDADE DOS FATOS, DAS PROVAS CONCRETAS. COMO VIVEM DE JOELHOS SOB A MENTIRA, ELES JAMAIS AGUENTARÃO VIVER NA VERDADE.

    • Frederico Baggio disse:

      Gostaria de saber porque a Polícia Federal não investiga esses fatos. Isto é uma ameaça de morte direta a um dos melhores Deputados Federais. A um dos poucos Deputados Federais que não se corrompeu e que não tem medo de bater de frente seja com quem quer que seja.

  18. Chemin De Saint Jacques disse:

    Que LIBERDADE DE EXPRESSÃO E ESSA que dá direito a somente UMA DAS PARTES SE MANIFESTAR ? e o direito DADO em nossa CONSTITUIÇÃO QUE NOS GARANTE PLENA DEFESA QDO SOMOS atacados de qq forma ? isso e uma AGRESSÃO MORAL AOS NOSSOS MILITARES que merecem TODO O NOSSO RESPEITO esses comunistas tiveram o que mereceram PENA que os trouxeram de volta, o lugar deles deveria ser o ETERNAMENTE EXILADO !

  19. Frederico Baggio disse:

    Cuidado, elemento de alta periculosidade, crime de tentativa de assassinato da liberdade de expressão!

    http://www.politicanarede.com/2014/03/deputada-representa-contra-rachel.html

  20. Frederico Baggio disse:

    CONTINUA A LUTA CONTRA O COMUNISMO NA VENEZUELA. MANIFESTANTES SOFREM BRUTAL REPRESSÃO. HÁ CIDADES TRANSFORMADAS EM CAMPOS DE GUERRA!

    http://aluizioamorim.blogspot.com.br/2014/03/agitacao-continua-na-venezuela.html

  21. Frederico Baggio disse:

    Porque odeiam tanto os militares e fazem de tudo para denegrir a imagem do Exército? Eis aqui uma resposta à essa realidade,e não é por causa de 1964…
    http://www.revoltabrasil.com.br/corrupcao-2/2958-em-critica-jornalista-diz-que-nao-usam-o-exercito-para-construir-estradas-porque-nao-da-para-superfaturar.html

  22. kiko disse:

    Ainda chamam esse governo de democrático?Tudo junto, demissões, ameaças, marco civil, o PT não um partido que chegou ao poder, é uma organização criminosa, que articula tudo o que pode e quando não pode faz na marra como eles mesmos dizem, este é o lema deles pelo poder absoluto.
    AMEAÇA DE ESTATIZAÇÃO POR DECRETO SURTE EFEITO.
    A ditadura está consolidada!
    Rachel Sheherazade, quem faltava, foi para o paredão também, junto com os verdadeiros jornalistas que não se venderam ou se intimidaram.
    Muitos outros nomes já foram também.
    A CONSTITUIÇÃO FOI DEFINITIVAMENTE RASGADA!
    Nossa internet – Facebook e Twitter – podem ser CAÇADOS a qualquer momento.
    Resta-nos somente o POVO.
    Os comunistas conseguirão caçar em torno de 190 MILHÕES de vozes?
    Na Venezuela não conseguiram e não conseguirão.
    Você está disposto(a) a se submeter a este paredão também?

    VAMOS TODOS PARA AS RUAS!!! è isso que esse Gílber defende

  23. Professor Vladimir Enko Korolenko disse:

    “A minoria tem que se curvar à vontade da maioria”
    Estudantes se revoltam com ocupação socialista na UFSC
    O GIGANTE ACORDOU (ao menos na UFSC). A Maioria Silenciosa botou a minoria barulhenta pra correr.
    Após três dias, bandeira do Brasil voltou ao lugar e arruaceiros foram obrigados a deixar o prédio.

    “O mal só triunfa quando os bons não fazem nada”

  24. Professor Vladimir Enko Korolenko disse:

    “Década de 1960: O Brasil mergulha numa era de desestabilidade econômica, militar e social.

    1961: Prestes se reúne com Nikita Kruschev em Moscou para planejar a “Revolução Agrária no Brasil”. Neste ano do governo Jânio Quadros, o PCB envia a Cuba dezenas de brasileiros para receberem treinamento de guerrilha de Fidel Castro, objetivando tomar o Brasil, através de guerrilhas urbanas e rurais.

    1962: Neste anos os chineses também recebem um contingente de brasileiros na Academia de Pequim, a fim de treiná-los para as guerrilhas na região do Araguaia. Francisco Julião Arruda de Paula, advogado pernambucano e cofundador do Partido Socialista Brasileiro, começou a organizar as Ligas Camponesas, vindo a receber ajuda financeira e armas de Fidel Castro, comprando terras no Acre, Goiás, Bahia e Pernambuco para funcionar como “centros de treinamento”.”

  25. Nikolaievitch Smirnov Sokolov Morozov Popov disse:

    Tenho opinião formada a respeito dos que aqui guerreiam contra os vermelhos: não basta falar aos amigos e nem participar de eventos, TEM QUE se manifestar em páginas do senado, câmara, tt da dilma, matérias jornalísticas, páginas de “presidenciáveis”, senadores e deputados.
    Não dá para ser apenas verde e amarelo, sem ser azul e branco também. Quer dizer: não dá para entrar até a metade no campo de batalha e depois bater em retirada, deixando que os demais tentem salvar a pele de todos.
    Ou o combate atinge TODAS AS FRENTES ou a rendição é o caminho.

  26. Nikolaievitch Smirnov Sokolov Morozov Popov disse:

    E quem começou com essa história de bolsa-terrorismo, foi o senil FHC, como uma das primeiras medidas do governo dele. Depois, ainda tem gente vagabunda e mentirosa igual ao Gílber que diz que FHC é de direita…

  27. Nikolaievitch Smirnov Sokolov Morozov Popov disse:

    VAGABUNDO VIVER ÁS CUSTAS DO ERÁRIO PÚBLICO.ELES QUE DEVERIAM PAGAR A TODOS OS BRASILEIROS O TEMPO PERDIDO POR 50 ANOS DE ATRASO,ABANDONO DAS ESCOLAS,HOSPITAIS, POSTOS DE SAÚDE SEM FUNCIONAMENTO,ESTRADAS HORRÍVEIS,INTERNET VAGABUNDA.TUDO ISSO DEVERIA SER RESSARCIDO AO POVO.MAS COMO O POVO NÃO SABE SEUS DIREITOS E ACHA TUDO UMA MARAVILHA,TOMA!

  28. Nikolaievitch Smirnov Sokolov Morozov Popov disse:

    “Poderemos, desde hoje, encarar o futuro confiantemente, certos, enfim, de que todos os nossos problemas terão soluções, pois os negócios públicos não mais serão geridos com má-fé, demagogia e insensatez.

    Salvos da comunização que celeremente se preparava, os brasileiros devem agradecer aos bravos militares, que os protegeram de seus inimigos. Devemos felicitar-nos porque as Forças Armadas, fiéis ao dispositivo constitucional que as obriga a defender a Pátria e a garantir os poderes constitucionais, a lei e a ordem, não confundiram a sua relevante missão com a servil obediência ao Chefe de apenas um daqueles poderes, o Executivo.”

    “Atendendo aos anseios nacionais, de paz, tranqüilidade e progresso, impossibilitados, nos últimos tempos, pela ação subversiva orientada pelo Palácio do Planalto, as Forças Armadas chamaram a si a tarefa de restaurar a Nação na integridade de seus direitos, livrando-os do amargo fim que lhe estava reservado pelos vermelhos que haviam envolvido o Executivo Federal.

    Este não foi um movimento partidário. Dele participaram todos os setores conscientes da vida política brasileira, pois a ninguém escapava o significado das manobras presidenciais. Aliaram-se os mais ilustres líderes políticos, os mais respeitados Governadores, com o mesmo intuito redentor que animou as Forças Armadas. Era a sorte da democracia no Brasil que estava em jogo.”

  29. Rodolfo Aurich Balzer disse:

    A Dilma proibiu….Mas a terrorista não nos representa… Então parabéns Militares de todo o Brasil por nos proteger do Golpe Comunista…

    Parabéns ao contra Golpe….

  30. Rodolfo Aurich Balzer disse:

    Viva o Brasil comunista
    Onde o ano inteiro
    É primeiro de abril

    • CONTRAREVOLUÇÃO DE 1964:

      1920: LENIN adota a filiação ao Partido Comunista e inicia amplas campanhas no Exército, não só na União Soviética, mas pelo mundo afora.

      25/março/1922: Nasce o PCB – Partido Comunista do Brasil, aceitando ordens diretas de Moscou. Ou seja, um partido sendo DIRIGIDO por estrangeiros para subversão do EXÉRCITO BRASILEIRO!

      1927: “Da Teoria à Prática”. Frente Única Operária (FUO) do PCB começa infiltração no Exército Brasileiro e março de 1931, o Capitão Luiz Carlos Prestes a adere ao comunismo.

      1935: Em abril de 1935, Prestes foi incumbido pela Internacional Comunista de promover um levante armado no Brasil, em NOME DE MOSCOU, para depor Getúlio Vargas! Liderados pela Aliança Nacional Libertadora – ANL.
      1935: 23 de novembro de 1935, soldados convertidos ao comunismo iniciam um levante em diversos quartéis no país. Isso fracassou, pois NÃO TEVE APOIO POPULAR, e o Exército derrotou os comunistas. Prestes é preso.

      1939-1945: Segunda Guerra Mundial. Com esse conflito mundial, e invasão da Rússia pelos nazistas, Stalin muda sua política e pede o apoio das outras nações democráticas. O PCB obedece e apoia Getúlio.

      1946: Eleito Eurico Gaspar Dutra, com apoio do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB). O PCB volta a agitar a as massas e provocar agitações.

      Década de 1950: Moscou, através de Nikita Kruschev inicia uma campanha para desestabilizar o mundo democrático ocidental, usando seus “satélites” espalhados pelo mundo. Muitas universidades ocidentais começaram a adotar e ensinar doutrinas esquerdistas, e os países do 3º. mundo começou a adotar ideias comunistas, como uma forma de fazer justiça social. Muitos dos intelectuais adotaram e espalharam essas ideias ao longo e até o final da década de 1950, com a vitória da revolução cubana de Fidel Castro. O PCB então passa a defender a luta armada como o único meio de resolver os problemas brasileiros. Na Rússia, milhões eram mortos. A Rússia vê então o Brasil com muito interesse, pois é um país continental e com fronteiras com quase todos os outros país, para implantar o comunismo e fazer frente ao mundo ocidental.

      Década de 1960: O Brasil mergulha numa era de desestabilidade econômica, militar e social.

      1961: Prestes se reúne com Nikita Kruschev em Moscou para planejar a “Revolução Agrária no Brasil”. Neste ano do governo Jânio Quadros, o PCB envia a Cuba dezenas de brasileiros para receberem treinamento de guerrilha de Fidel Castro, objetivando tomar o Brasil, através de guerrilhas urbanas e rurais.

      1962: Neste anos os chineses também recebem um contingente de brasileiros na Academia de Pequim, a fim de treiná-los para as guerrilhas na região do Araguaia. Francisco Julião Arruda de Paula, advogado pernambucano e cofundador do Partido Socialista Brasileiro, começou a organizar as Ligas Camponesas, vindo a receber ajuda financeira e armas de Fidel Castro, comprando terras no Acre, Goiás, Bahia e Pernambuco para funcionar como “centros de treinamento”.

      Período Jânio-Jango: Com a renúncia de Jânio Quadros em 1961, João Goulart, estava fora do Brasil numa visita de estado à China. Políticos e militares se opuseram a suas tendências de esquerda, sua política vacilante nacionalista e sua vontade de buscar estreitar as relações com países comunistas. A vice-presidência é declarada vaga e novas eleições seriam realizadas, sendo o Congresso relutante em reconhecer Goulart como Presidente. Assumiu a Presidência, mas com poderes limitados por um sistema de governo parlamentarista. Em 1963, o sistema de governo parlamentarista foi esmagadoramente rejeitado num referendo, e Goulart assumiu o poder presidencial. Jango promoveu o sindicalismo dos sargentos, quebrando a hierarquia e indisciplina nas forças armadas. Essa era uma clara tática de Stálin, como dito no início.

      Em 4 de outubro de 1963 chegou a solicitar ao Congresso o “estado de sítio” por 30 dias, o que foi repelido pelo Congresso. Ele então começou a estimular, com seu cunhado Leonel Brisola a implantação de um golpe totalitário de esquerda no Brasil através de uma “república sindicalista” no país, iniciando uma era de greves constantes. No Nordeste Miguel Arraes organizava milícias armadas e UNIFORMIZADAS com apoio de esquerdistas de dentro e de fora do Brasil. Foi a desestabilização total do país, política e economicamente, com inflação altíssima e radicalização política.

      Leonel Brisola une os esquerdistas e cria o “grupo dos 11 companheiros” (a exemplo da Guarda Vermelha da Revolução Socialista de 1917), com o objetivo de tomar o poder pela luta armada. Jango, sob oposição POPULAR E DAS FORÇAS ARMADAS, fortalece a aliança com Brisola e o PTB.

      De 28 a 30 de março de 1963, realizou-se em Niterói, na sede do Sindicato dos Operários Navais, um Congresso Continental de Solidariedade a Cuba, com a participação de delegações latino-americanas. Luiz Carlos Prestes manifestou o desejo de que o Brasil fosse a primeira nação da América do Sul a seguir o exemplo de Cuba, tornando-se a primeira nação comunista na região.

      1964: 13 de março de 1964. Comício de Jango na Praça Central do Brasil, Rio de Janeiro, com Miguel Arraes e Leonel Brisola – “Comissão das Reformas”… Participação de mais de 100.000 pessoas, pedindo a legalidade do PCB e entrega de armas ao povo. Foram realizados dois atentados em São Paulo, contra as residências do general Aloísio Miranda Mendes, comandante da II Divisão de Infantaria, e do general Durval Campelo de Macedo, chefe do Estado-Maior do II Exército. Neste discurso, o presidente e da UNE, José Serra, também fez um discurso no mesmo tom radical dos demais.
      Marcha da Família com Deus pela Liberdade: Em 19 de março de 1964 acontece essa Marcha, reunindo mais de oitocentas mil pessoas em oposição ao evento da “Comissão das Reformas”. O povo reagia contra os discursos de Arraes e Brisola e contra cartazes com a foice e o martelo por todo lado, com invasões de terras. A CGT – Central Geral dos Trabalhadores faz um ultimato ao Congresso, dizendo que “tomaria ações concretas se não houvesse reforma da Constituição”. Como resposta, em 22 de março, 71 generais da reserva lançaram um Manifesto assinalando “que um presidente da República que ostensivamente não defende e não cumpre a Constituição, antes a ofende, a descumpre, tem sua condição legal inexistente”.

      Em 27 de março de 1964, marinheiros e fuzileiros navais amotinados no Sindicato dos Metalúrgicos do Rio de Janeiro, foram presos pelo Exército, conduzidos ao Batalhão da Polícia do Exército, na Tijuca, e logo a seguir libertados por ordem do presidente da República. O objetivo da tentativa de golpe comunista compreendia duas ações preliminares: fechamento ou desmoralização do Congresso Nacional e desagregação das Forças Armadas. O golpe final para consumar a indisciplina e a desagregação das Forças Armadas foi uma reunião de sargentos, promovida pela Associação dos Sargentos e Suboficiais da Polícia Militar do Rio de Janeiro, realizada dia 30 de março na sede do Automóvel Clube. No dia seguinte, 31 de março de 1964, Jango foi deposto pelas Forças Armadas. Soube-se depois que o golpe de tomada do poder no Brasil pela esquerda estava fixada para 1 de maio de 1964, caso o Congresso não fizesse reformas à Constituição.

      Como dito por Carlos I.S. Azambuja, em Mídia sem Máscara: “Ao analisarmos a ação do Partido Comunista Brasileiro nos 10 anos que precederam a Revolução de 1964 observaremos que os comunistas, sempre na oposição, colocavam, após cada objetivo conquistado, um novo objetivo mais elevado, tornando-se a cada dia mais exigentes e audaciosos. As suas frentes legais e ilegais, como o CGT, PUA, UNE e centenas de outras organizações empreendiam uma constante e incansável mobilização das massas, como elementos de pressão sobre o governo e o Congresso Nacional, excitando o proletariado em suas angústias e, na área rural, os trabalhadores do campo agitavam-se com a promessa de uma reforma agrária, “na lei ou na marra”, prometida por Francisco Julião. Aos poucos foi se formando um verdadeiro exército. Esse foi o chamado “caminho pacífico da revolução” idealizado por Kruschev e encampado por Prestes”.

      Os comunistas, através de um sistema “socialista autoritário”, detinham o poder de seu bloco através de sistemas ditatoriais, enquanto os capitalistas mantinham o poder através do controle econômico, cuja estrutura também financiava ditaduras de direita, que também eram sistemas autoritários.

      Presidente Provisório: Em 2 de abril de 1964, com a saída de Jango do Brasil, o presidente do Congresso Pascoal Ranieri Mazzilli assume como presidente temporário. Em 11 de abril de 1964 o General Castelo Branco é eleito presidente, aclamado por boa parte da imprensa, da Igreja Católica, grandes líderes políticos, como Juscelino Kubitscheck e da sociedade brasileira.

      O Brasil tinha nova esperança. Mas a esquerda derrotada traria no futuro suas figuras mais conhecidas do terrorismo, Carlos Marighela, Carlos Lamarca e outros que hoje estão tentando “fazer voltar as rodas do tempo” e implantar o comunismo no Brasil, usando o termo “socialismo”.

      • Gostaria de dizer algumas coisas sobre o que aconteceu no dia 31/03/1964 e nos anos que se seguiram. Porque concluo, diante do que ouço de pessoas em quem confio intelectualmente, que há algo muito errado na forma como a história é contada. Nada tão absurdo, considerando as balelas que ouvimos… sobre o “descobrimento” do Brasil ou a forma como as pessoas fazem vistas grossas para as mortes e as torturas perpetradas pela Igreja Católica durante séculos.

        Mas, ainda assim, simplesmente não entendo como é possível que esse assunto seja tão parcial e levianamente abordado pelos que viveram aqueles tempos e, o que é pior, pelos que não viveram.

        Nenhuma pessoa dotada de mediano senso crítico vai negar que houve excessos por parte do Governo Militar. Nesta seara, os fatos falam por si e por mais que se tente vislumbrar certos aspectos sob um prisma eufemístico, tortura e morte são realidades que emergem de maneira inegável.

        Ocorre que é preciso contextualizar as coisas. Porque analisar fatos extirpados do substrato histórico-cultural em meio ao qual eles foram forjados é um equívoco dialético (para os ignorantes) e uma desonestidade intelectual (para os que conhecem os ditames do raciocínio lógico).

        E o que se faz com relação aos Governos Militares do Brasil é justamente ignorar o contexto histórico e analisar seus atos conforme o contexto que melhor serve ao propósito de denegri-los.

        Poucos lembram da Guerra Fria, por exemplo. De como o mundo era polarizado e de quão real era a possibilidade de uma investida comunista em território nacional. Basta lembrar de Jango e Jânio; da visita à China; da condecoração de Guevara, este, um assassino cuja empatia pessoal abafa sua natureza implacável diante dos inimigos.

        Nada contra o Comunismo, diga-se de passagem, como filosofia.

        Mas creio que seja desnecessário tecer maiores comentários sobre o grau de autoritarismo e repressão vivido por aqueles que vivem sob este sistema. Porque algumas pessoas adoram Cuba, idolatram Guevara e celebram Chávez, até.

        Mas, esquecem do rastro de sangue deixado por todos eles; esquecem as mazelas que afligem a todos os que ousam insurgir-se contra esse sistema tão “justo e igualitário”. Tão belo e perfeito que milhares de retirantes aventuram-se todos os anos em balsas em meio a tempestades e tubarões na tentativa de conseguirem uma vida melhor.

        A grande verdade é que o golpe ou revolução de 1964, chame como queira, talvez tenha livrado seus pais, avós, tios e até você mesmo e sua família de viver essa realidade. E digo talvez, porque jamais saberemos se isso, de fato, iria acontecer. Porém, na dúvida, respeito a todos os que não esperaram sentados para ver o Brasil virar uma Cuba.

        Respeito, da mesma forma, quem pegou em armas para lutar contra o Governo Militar. Tendo a ver nobreza nos que renunciam ao conforto pessoal em nome de um ideal. Respeito, honestamente.

        Mas não respeito a forma como esses “guerreiros” tratam o conflito. E respeito menos ainda quem os trata como heróis e os militares como vilões. É uma simplificação que as pessoas costumam fazer. Fruto da forma dual como somos educados a raciocinar desde pequenos. Ainda assim, equivocada e preconceituosa.

        Numa guerra não há heróis. Menos ainda quando ela é travada entre irmãos. E uma coisa que se aprende na caserna é respeitar o inimigo. Respeitar o inimigo não é deixar, por vezes, de puxar o gatilho. Respeitar o inimigo é separar o guerreiro do homem. É tratar com nobreza e fidalguia os que tentam te matar, tão logo a luta esteja acabada. É saber que as ações tomadas em um contexto de guerra não obedecem à ética do dia-a-dia. Elas obedecem a uma lógica excepcional; do estado de necessidade, da missão acima do indivíduo, do evitar o mal maior.

        Os grandes chefes militares não permanecem inimigos a vida inteira. Mesmo os que se enfrentam em sangrentas batalhas. E normalmente se encontram após o conflito, trocando suas espadas como sinal de respeito. São vários os exemplos nesse sentido ao longo da história. Aconteceu na Guerra de Secessão, na Segunda Guerra Mundial, no Vietnã, para pegar exemplos mais conhecidos. A verdade é que existe entre os grandes Generais uma relação de admiração.

        A esquerda brasileira, por outro lado, adora tratar os seus guerrilheiros como heróis. Guerreiros que pegaram em armas contra a opressão; que seqüestraram, explodiram e mataram em nome do seu ideal.

        E aí eu pergunto: os crimes deles são menos importantes que os praticados pelos militares? O sangue dos soldados que tombaram é menos vermelho do que o dos guerrilheiros? Ações equivocadas de um lado desnaturam o caráter nebuloso das ações praticadas pelo outro? Penso que não. E vou além.

        A lei de Anistia é um perfeito exemplo da nobreza que me referi anteriormente. Porque o lado vencedor (sim, quem fica 20 anos no poder e sai porque quer, definitivamente é o lado vencedor) concedeu perdão amplo e irrestrito a todos os que participaram da luta armada. De lado a lado. Sem restrições. Como deve ser entre cavalheiros. E por pressão de Figueiredo, ressalto, desde já. Porque havia correntes pressionando por uma anistia mitigada.

        Esse respeito, entretanto, só existiu de um lado.

        Porque a esquerda, amargurada pela derrota e pela pequenez moral de seus líderes nada mais fez nos anos que se seguiram, do que pisar na memória de suas Forças Armadas.

        E assim seguem fazendo. Jogando na lama a honra dos que tombaram por este país nos campos de batalha. E contaminando a maneira de pensar daqueles que cresceram ouvindo as tolices ditas pelos nossos comunistas. Comunistas que amam Cuba e Fidel, mas que moram nas suas coberturas e dirigem seus carrões. Bem diferente dos nossos militares, diga-se de passagem.

        Graças a eles, nossa juventude sente repulsa pela autoridade. Acha bonito jogar pedras na Polícia e acha que qualquer ato de disciplina encerra um viés repressivo e antilibertário.

        É uma total inversão de valores. O que explica, de qualquer forma, a maneira como tratamos os professores e os idosos no Brasil. Então, neste dia31 de março, celebrarei aqueles que se levantaram contra o mal iminente. Celebrarei os que serviram à Pátria com honra e abnegação.

        Celebrarei os que honraram suas estrelas e divisas e não deixaram nosso país cair nas mãos da escória moral que, anos depois, o povo brasileiro resolveu por bem colocar no Poder.

        Bem feito: Cada povo tem os políticos que merece!

      • Professor Paulo Ricardo disse:

        1º de Abril – Dia internacional dos Marxistas
        Parabéns pelo seu dia Socialistas Livres.
        Ainda bem que terminou o governo militar…Agora qualquer um entra pobre para a presidência e sai bilionário, pode transformar a maior empresa brasileira em sucata e sair ileso, podem transformar seus filhos de empregados assalariados em donos de empresas bilionárias..e viva a liberdade…a liberdade dos Bandidos

      • Professora Magda Wernersbach Ziemann disse:

        Olhem a democracia dos marxistas:
        O circo pegou fogo.Pra galera da esquerda a democracia é exclusiva deles e termina na vez do outro falar contrário aos seus anseios.
        A democracia só será plena,na hora que a discursão pelas partes for considerada,é chegada a hora desse congresso corrupto e ditatorial,ser observado pelo povo,e discriminado nas próximas eleições.Enquanto o revanchismo for mais importante que o estabelecimento do estado de direito,a democracia será enfraquecida.Aos deputados e senadores que deveriam colocar o país a limpo,implantando CPIs para apuração dos vários atos de corrupção e não o fazem,por serem corruptos e coniventes com o governo que ora está no poder,eu quero externar o meu repúdio.Parabéns ao Deputado Jair Messias Bolsonaro,pela demonstração de democrata que é,dizendo que faria seu pronunciamento,mesmo que os atuais ditadores estivessem de costas.Chegou a hora de repetirmos a frase : “BRASIL,AME OU DEIXE-O”

        Cinquenta anos do golpe militar: confusão e bate-boca na Câmara, em Brasília. http://glo.bo/1hvOFRD

      • Professora Leila de Souza Bastos disse:

        Democracia que apenas ESCUTAM e ENXERGAM quem lhes convém!
        Democracia “made in PT”!
        Escondem VERDADES de VOCÊ!
        Ao saber das últimas notícias e vê imagens de toda confusão no Congresso Nacional ainda pouco; é constatar essa triste verdade: o PT está minando com os alicerces dessa nação!
        Já falei e repito: essa corja quer VINGANÇA pelos anos de tentativas de subirem ao poder!
        Ainda mais, com essa possibilidade real e forte de deixarem o poder esse ano!
        Eles estão mais odiosos e baixos que nunca!
        Nunca vi essa data de 31 de março, ser tão desvirtuada do seu contexto original, como está acontecendo esse ano. Por pura manipulação do PT e todos seus COMPRADOS aliados!
        Ao ponto de terminar nessa imagem da foto em questão: uma senhora que exibia uma faixa ao favor dos militares. Pedindo respeito a essa classe de homens honrados. Foi impedida de exibir essa faixa, por uma outra mulher simpatizante das causas dos amigos “torturados” por eles.
        Sempre vou repetir, que respeito dores e perdas que aconteceram nessa época!
        Dores e perdas de AMBOS os lados!
        Sinto de verdade, por pais e amigos que perderam pessoas que amavam, que iludidas ou não, achavam que lutavam por algo de bom ou melhor nesse país.
        Jamais esqueçam o seguinte: salvo os enganados e sinceros nas suas convicções ideológicas. Os perseguidos dessa época, eram tipos os de Lula, Dirceu, Genoíno ou à própria Dilma!
        Ou sejam : ESCÓRIAS!
        Era uma situação de GUERRA!
        Pessoas que matavam e também torturavam, eram esses perseguidos!
        Por favor, o tempo PASSOU!
        Entre mortos, feridos ou torturados. Estamos TODOS aqui e agora!
        Que se contem todas verdades, que se desmascarem todas mentiras. Sempre será essencial para preservação da nossa verdadeira identidade!
        O que PT, Dilma e Lula desejam, NUNCA foi simplesmente contarem TODA verdade!
        Eles vive e sobrevivem de MENTIRAS!
        Todos eles desejam a volta desse clima de GUERRA!
        Essa imagem e outras idênticas a essa, que houve no dia de HOJE no Congresso Nacional. Em um espaço democrático e livre. Demonstra bem isso!
        Quando Bolsonaro subiu na Tribuna, base aliada e COMPRADA de Dilma, virou as costas .
        O Presidente dessa sessão interrompeu essa solenidade,por pura falta de condições em se levar adiante essa democrática e livre solenidade!
        Nunca esqueçam de algo: PT NUNCA irá combinar com DEMOCRACIA e LIBERDADE DE EXPRESSÃO!
        PT é DOUTRINAÇÃO!
        Ele deseja tão somente DOMINAR ESSA NAÇÃO!

      • Professora Leila de Souza Bastos disse:

        CONTRA FATOS NÃO HÁ ARGUMENTOS, OS GOVERNOS COMUNISTAS NÃO TEME OS BANDIDOS, TEME OS HOMENS DE BEM DISPOSTOS A MORREREM PELA PÁTRIA !!!

      • Rubia disse:

        VTNC petralhada comunistas dos infernos,seus malditos ROUBANDO e FALINDO o Brasil!!! Fora comunistas do caralho

      • Rubia disse:

        Sr. Gílber! Se estamos numa DEMOCRACIA por que não deixam o deputado falar a sua VERDADE???? https://www.facebook.com/jairmessias.bolsonaro/photos/a.250567771758883.1073741828.211857482296579/304142783068048/?type=1&theater

      • Rubia disse:

        Estava aqui pensando com meus botoes e surgiu uma pergunta: Alguem conhece alguem no brasil que fugiu para Cuba? Coreia do Norte? Venezuela talvez? por favor, eu gostaria de conhecer …. Viva o comunismo, mas com coca cola, com Armani, Adidas, Nike ehehehe

      • Rubia disse:

        Uma voz na Câmara dos deputados por uma nação que não quer comunismo.

        A VERDADE DITA POR 1 OFUSCA AS MENTIRAS DITAS POR 300: Sessão solene na Câmara dos Deputados, que relembraria os 50 anos do Regime Militar foi encerrada graças aos manifestantes que não aceitaram ouvir o contraponto de um solitário. Ignoram as leis e regimentos em detrimento do que tentam impor desde antes de 1964. Esses são o PT, PSOL e PCdoB que em pouco tempo calarão também as grandes mídias e internet. Cuidado Brasil! NÃO NOS CALARÃO. A VERDADE TORTURA!

      • Sargento Gílber de Souza Mattos disse:

        ACORDA BRASIL. A DITADURA JÁ CHEGOU.

        Hoje estava assistindo a TV Câmara e estavam homenageando os comunistas terroristas e descendo a lenha nos militares. E na galeria foi aberta uma faixa com os seguintes dizeres “Agradecemos ao militares, o Brasil hoje não uma Cuba”, foi censurada imediatamente e recolhida e com ameaças das pessoas serem retiradas do plenário.
        Vários deputados em seus discursos defenderam e elogiaram os comunistas terroristas e enaltecendo que hoje o Brasil vive em plena democracia, e pediram justiça contra os militares
        Quando chegou a vez do deputado Jair Bolsonaro falar a maioria virou as costas(petistas), exceto alguns, tumultuando o ambiente. O presidente da Sessão Solene que é petista disse que o deputado Bolsonaro não poderia falar enquanto estivessem de costas por que é contra o regimento e falta de respeito. Deu 5 minutos para o pessoal virar de frente ou quem não quisesse ouvir poderia se retirar, se não ele suspenderia a sessão solene. Como não viraram de frente e não saíram o presidente encerrou a sessão e o deputado Bolsonaro não pode discursar.
        Que democracia é essa? Esse pessoal do PT entende que democracia é somente para eles, para os outros ditadura.
        ACORDA BRASIL!!!

        Sgt Mattos

      • Sargento Gílber de Souza Mattos disse:

        Donos de imóveis na Venezuela são obrigados pelo governo a vender a seus inquilinos,continua votando no PT ou qualquer político de doutrina vermelha,depois não reclama!
        Os donos de imoveis na Venezuela são obrigados a vender os imoveis aos inquilinos.
        Imagino a que preço, se não puderam comprar antes, como fazem agora?
        Fonte, Leia mais: http://migre.me/iBenM

      • Sargento Gílber de Souza Mattos disse:

        Mais um golpe à vista, não é bastante estuprar o orçamento do trabalhador com impostos exorbitantes, agora querem confiscar diretamente no salário, com pretexto de empréstimo compulsório, é mole?Malditos socialistas, o deles não dividem com ninguém, mas os outros querem igualar na miséria.https://www.youtube.com/watch?v=Xv_CmUfE4RI&feature=youtu.be&app=desktop

      • Major Marco Aurélio disse:

        Dilma afirma que Brasil tem dívida com as vítimas do regime militar.
        Então pode começar indenizando a família do soldado Mario Kozel Filho… assassinado pela VAR-Palmares. Adivinhem quem era um dos líderes do grupo terrorista assassino?

    • Negrinha disse:

      A pior ditadura é aquela que vem disfarçada de ditadura. Assim é o Socialismo livre

      • Negrinha disse:

        Corrigindo, vem disfarçada de democracia

      • Chega de hipocrisia. Se os socialistas livres fossem ditadores, em nosso BLOG, os comentários que nos xingam seriam censurados. Quem gosta de censurar a opinião política das pessoas são os ditadores de plantão que, inclusive, ficam pregando ódio à esquerda nas redes sociais!

      • Negrinha disse:

        A pior ditadura é aquela que vem disfarçada de democracia, Isso mesmo”Santa do pau oco” esse socialismo livre não passa de um estado repressor. Você consegue enganar quem? A prova esta em seus comentários e artigos.
        Você defende esse governo que nada constrói,com sua comissão da inverdade, pois a primeira a sentar nos bancos dos réus é a Dilma. Quem sequestra não é tortura??? Quem coloca artefato explosivos em locais públicos é o que mesmo??? É MARXISTA!!! Esse governo assistencialista supera a todos em super faturamentos,tem moral pra falar da economia durante o Regime Militar? E você fala em mais estado, não tem moral em falar em liberdade e democracia.
        ESTA DEMORANDOOO …
        ESTA DEMORANDO DE MAIS !!! OS COMUNISTAS BANDIDOS ESTÃO SAQUEANDO O BRASIL DE MANEIRA DESCARADA ESSA VAGABUNDA QUE ESTA NA PRESIDÊNCIA DO BRASIL. ESTA FAZENDO O QUE BEM ENTENDE ROUBANDO O BRASIL . A “SANTA” VEM DESVIAR O FOCO COM HISTORINHAS QUE O PROFESSOR DE HISTÓRIA MENTIU PARA ELE. FICAR DEFENDENDO BANDIDO É FÁCIL , QUERO VER COMBATER OS HONESTOS, VAI PEGAR NUM CABO DE ENXADA, VAI…..

    • Sargento Gílber de Souza Mattos disse:

      Dar honra à quem tem honra, ninguém pode esconder o legado dos militares que elevaram o Brasil à uma condição nunca antes vista.E o PT? O PT constrói em Cuba!

    • Tento, em vão, compreender o desespero de alguns em efetuar um revisionismo histórico do Regime Militar Brasileiro. De outro, eu compreendo perfeitamente, pois lhes convém.

      Um dos maiores erros que o cidadão mediano comete ao falar sobre o Regime Militar é dizer que os que hoje estão no poder precisaram passar por muitas “provações”, torturas, etc, para que tenhamos a liberdade atual. Ora, cara pálida, qual liberdade? Um jornalista não pode expor suas opiniões sem que o governo faça pressão sob a emissora até que ele seja “realocado”. Uma âncora não pode comentar sobre fatos evidentes do país, sem que seja censurada descaradamente por políticos. E agora aprovaram o Marco Civil da Internet, institucionalizando a censura na internet e jogando a resolução de casos para o já moroso judiciário, que como está também aparelhado, não deve ser tão moroso dependendo dos interessados.

      A liberdade que dispomos hoje é a mesma que os que estão no poder desejavam “impor” na época do contra golpe de 1964, ou seja, nenhuma. Os militares tomaram o poder em 31 de março de 1964 com a missão de erradicar do Brasil o comunismo e impedir determinados grupos de implantarem uma Ditadura Comunista, ou como alguns preferem chamar, Ditadura do Proletariado. Quero saber apenas que proletários são esses que não sabem o que é trabalhar?

      Assumo que há pelo menos quatro anos escrevi um artigo criticando a expressão “Ditabranda” utilizada por um articulista na Folha de São Paulo. Se vergonha matasse, eu estaria sob sete palmos de terra. Faço esse mea culpa, com a certeza de quem se livrou do ranço comunista e hoje defende a liberdade.

      Leio em alguns veículos que “movimentos cobram justiça e punição de torturadores, em Brasília”, no entanto, não vejo nenhum dos ditos movimentos cobrar pela punição de José Genoíno, na época conhecido como Geraldo pelos demais guerrilheiros comunistas, pela participação na guerrilha do Araguaia, participar do grupo B da Gameleira (o mais perigoso) que matou o primeiro militar naquela guerrilha (o Cabo Odílio Cruz Rosa), cujo líder era Osvaldo Orlando Costa (o Osvaldão) e, principalmente, porque não cobram a punição de José Genoíno, pelo esquartejamento do garoto João Pereira, filho de Antonio Pereira, pelos “camaradas” do “soldado Geraldo”. O garoto tinha apenas 17 anos e Genoíno o “denunciou” aos comparsas por supostamente ser guia de membros das Forças Legais, que combatiam os guerrilheiros comunistas.

      Além dos registros sobre o ocorrido, há o depoimento do Coronel Lício Augusto, em sessão solene na Câmara dos Deputados em homenagem aos militares mortos no Araguaia, em 26/06/2005, e o relatório de Ângelo Arroyo, um dos chefes da Guerrilha do Araguaia, onde consta: “A morte desse bate-pau (João Pereira) causou pânico entre os demais da zona”. O relatório do Coronel Lício Augusto está no Centro de Instrução Especializada (segundo o Coronel).

      Porque não cobram punição aos guerrilheiros que capturaram o Tenente Alberto Mendes Junior, que foi castrado e obrigado a engolir os próprios órgãos genitais, pelos guerrilheiros comunistas? Será que só a vida de assassinos “revolucionários” tem algum valor? Obviamente que quando a história é contada pelos assassinos, o resultado não pode ser diferente de uma tentativa vergonhosa de revisionismo histórico. Porque não cobram a punição dos guerrilheiros responsáveis pelos crimes cometidos pelo grupo VAR Palmares? Responderei essas questões no próximo artigo desta série. Mas que fique claro! Nenhuma Ditadura é boa, contudo, devemos reconhece a importância do contra golpe de 1964 para impedir (pelo menos temporariamente) a instalação de uma ditadura comunista no Brasil. Os pontos ruins? Ora, devemos criticar como faríamos com qualquer governo.

      • Professor Paulo Ricardo disse:

        Um comentário excelente Gladimir!
        E ainda acrescento: socialistas muitas vezes usam uma moral reversa para atacar a Ditadura(ou regime, como quiser chamar) Militar: eles dizem que a ditadura foi ruim pois torturou e matou centenas de pessoas, sendo a maioria guerrilheiros. E o que esses guerrilheiros faziam? Atos terroristas, roubos e assaltos a banco, e também torturavam inocentes muitas vezes! Mas, por que eles não levam isso em consideração? Claro, claro, quando é para causa não é terrorismo, é ‘luta justa do proletariado’. Vemos essa estratégia em filmes ‘históricos’ que “mostram” o período da ditadura, especialmente Zuzu Angel (não sei se você assistiu, mas, se você quer ver um exemplo de moral reversa esquerdista, assista): Baseado em fatos reais, ele mostra a história do filho da estilista Zuzu Angel, esquerdista que no período da ditadura se tornou um militante do grupo MR-8, que, como o sr. deve saber, fazia assaltos a banco em nome da ‘causa revolucionária’. Numa das cenas, o filho dela é preso, não me lembro se numa das ações terroristas ou após alguma delas, e depois é mostrado ele sendo torturado, e mostrando ele como um ‘mártir’. Aí eu te pergunto: por que será que o foco ficou na tortura dele e na comoção da mãe dele ao saber da tortura de seu filho, mas não nos seus atos?
        Obviamente os militares eram maus por que eles torturavam guerrilheiros e terroristas em nome dos ‘burgueses fascistas opressores’, enquanto o ‘revolucionário’ cometia assaltos a banco e ataques terroristas em nome da ‘democracia e do proletariado oprimido’.

        PS: Prepare-se, tenho certeza que um monte de ‘left-lib’ vai vir aqui te chamar de neocon reaça fascista disfarçado de libertário.

      • Professora Bernadina disse:

        …interessante…os terroristas comunistas assaltaram centenas de bancos e empresas…sequestraram um monte de gente…mataram 220 brasileiros e queriam o que?? …- Levaram chumbo nos cornos!!

      • Major Marco Aurélio disse:

        Professor Paulo Ricardo, estamos esperando os idiotas virem aqui falar idiotices. E estamos preparados para eles. Pelo visto o “retardado racista” só atacou com sua fúria marxista a Negrinha e se deu mal.
        Cel Prof Gladimir, parabéns, pelas respostas. Certamente logo virá um socialóide ( um debilóide de plantão ), contestar o que está sendo colocado. Concordo, nenhuma ditadura é boa. Mas sera que vivemos em uma Democracia? Tenho certeza que não! Falo isso, pois durante 30 anos fui servidor público da área de segurança e, vi a transformação do Estado Necessário em um Estado Totalitário disfarçado de Democracia. Onde as liberdades são cerceadas em nome dos interesses de quem governa, quase que imperceptível mas são. Por outro lado: gostaria de que também fosse criada uma Comissão da Verdade para apurar as torturas e mortes de pessoas que diariamente são humilhadas, torturadas e mortas nas filas de um sistema de saúde caótico, a população atirada a própria sorte entregue a marginalidade, falta de investimentos em estradas, falta de saneamento básico, tudo isso pra quem não sabe: mata muita gente. Resultado da roubalheira descarada do dinheiro público ( nosso dinheiro ). Agora eu pergunto. Os responsáveis são os fantasma dos anos de chumbo? Acredito que não, são sim esse bando de sangue sugas que se apossaram do Poder, ludibriando a boa fé de pessoas de bem.

      • Não discuto com defensores de ditadura, muito menos com quem nos chama de ditadores. PONTO.

      • Negrinha disse:

        “Santa” a pior ditadura é aquela que vem disfarçada de democracia.
        Quem defende estatismo e a criação do socialismo livre em cima do marxismo, também mente em falar em democracia e liberdade e não merece o nosso respeito. Estado não passa de um grande aparelho repressor. Quem defende doutrina que preconiza a intervenção do Estado nos domínios econômico e social não tem moral para chamar os outros de ditadores. É isso que debatemos aqui nesse blog vermelho.

  31. Nikolaievitch Smirnov Sokolov Morozov Popov disse:

    Desde há muito que eu sei a verdade sobre o Gílber só fala Merda. É que ele não foi parido e sim cagado. Simples assim, pra um bom entendedor meia palavra basta, pra ficar sabendo a diferença entre parido e cagado. Partos e caganeiras. Fico por aqui. Até a próxima cagada dele. Fuiiiiiiiiiiiiii Rirrrrrrrrrrrrrrrrrr pra não chorar a falta que faz o repeteco de 64 com AI-6 e pena de morte para os lesas e traidores da pátria amada Brasil.

    • Rubia disse:

      O PT NÃO APERFEIÇOOU NEM CRIOU A CORRUPÇÃO !!
      O PT SIMPLESMENTE TRANSFORMOU A CORRUPÇÃO NO OBJETIVO CENTRAL DO PRÓPRIO GOVERNO COM VISTAS À CONSECUÇÃO DE UM PROJETO DE PODER TOTALITÁRIO !!
      SIM, A CORRUPÇÃO PTRALHA VAI MUITO ALÉM DO OBJETIVO DE ENRIQUECIMENTO PESSOAL DOS SEUS DIRIGENTES PARA SE TRANSFORMAR NUM INSTRUMENTO DE PODER TOTALITÁRIO ABSOLUTO !!
      EVIDENTE QUE OS CERCA DE 44 BILHÕES ROUBADOS APENAS DAS REFINARIAS DE ABREU E LIMA E PASADENA VÃO MUITO ALÉM DO ENRIQUECIMENTO PESSOAL DOS DIRIGENTES PETRALHAS !!
      É ESTE DINHEIRO QUE IRRIGA TODA A MÁQUINA DE COMPRA DA IMPRENSA, JORNALISTAS, PARLAMENTARES, JUÍZES, DELEGADOS, ENFIM, AZEITA O APARELHAMENTO DO QUE JÁ FOI UM ESTADO COM 3 PODERES E UMA IMPRENSA INDEPENDENTE !!

    • Rubia disse:

      É tanto escândalo neste país, que casos igualmente sérios, acabam temporariamente no esquecimento, para alívio dos envolvidos, como é o caso de josé genoino, por exemplo. Ele deveria ter voltado para a Papuda, em 19 de FEVEREIRO, mas até agora, ao que se sabe, enquanto tramita mais um recurso judicial, que requer pena domiciliar DEFINITIVA, continua confortavelmente “cumprindo pena” em casa, curtindo uma piscininha e um “churras” com amigos e familiares…Esse marxista vem com papinho de 1964, volte para o futuro sequelado, estamos em 2014;

  32. Professora Leila de Souza Bastos disse:

    Hoje com o coração mais leve e a razão me demandando a razão, agradeço a todas as pessoas que “grosseiramente”, discordam das minhas opiniões políticas e linha de pensamento de direita, pensamento este apregoado pelas leis da democracia. Por muito tempo julguei que ser de esquerda era uma saída de igualdade social, do olhar para o próximo com a dignidade passada pela Lei de Deus, “amar o próximo como a si mesmo”, estabelecendo condutas e procedimentos da melhor distribuição de rendas. Ajudar o pobre, como exemplo cito, não é o governo “me obrigar” doar parte das minhas terras conseguidas com meu próprio esforço físico e intelectual. Ajudar o pobre é conduzi-los no caminho do bem, auxiliando a vencerem a si mesmo e através do trabalho com dignidade, progredirem em todas as esferas da evolução humana. Acreditei na política do Lula e tenho que admitir que seu governo tem pontos positivos, acreditei no discurso de Dilma Rousseff, em campanha presidencial e a partir do mensalão, não mais, em nenhum dos dois. Mas essas minhas palavras não se destinam aos dois. Hoje, após algumas críticas a minha escrita e diretamente a minha pessoa, que realmente me abalaram por vir de onde vieram, depois dessa avalanche de ataques a Revolução de 1964 insistentemente chamada de golpe militar, me sinto mais leve, com a certeza de que a política de esquerda nos moldes que é sua base, “do politicamente correto”, desde que seja para o próximo efetuar o correto… jamais, enquanto o homem não for educado e evangelizado nas Leis de Deus, poderá ser um regime político progressista, de liberdade e avanço para a Nação.

  33. Sargento Gílber de Souza Mattos disse:

    Essa notícia não veicula nos meios de comunicação. Só o que é pertinente a fabula socialista é divulgado na mídia.DECLARAÇÃO DE PRAGA, IGUALA COMUNISMO AO NAZISMO.
    http://www.folhapolitica.org/2014/01/declaracao-de-praga-assinada-por.html?m=1

  34. Major Marco Aurélio disse:

    Os Militares de Hoje são inocentes, os GOVERNANTES NÃO.

    • Major Marco Aurélio disse:

      Já que o governo marxista e sua gangue prejudicam os militares de hoje pelos atos dos militares de ontem. É justo que os negros de hoje maltratem todos os brancos de hoje para se vingar da escravidão de seus antepassados. Comunistas de merdas não sabem o que é honra e amor a pátria.

  35. Capitão Pacheco disse:

    Esta petralhada com seus comparsas do PSOL/PSTU e Cia tem pacto com o Demo tantas outras desgraças virão no Brasil!!! Tudo isso depois do protesto em frente ao clube militar.
    http://extra.globo.com/noticias/rio/incendio-toma-conta-de-dois-edificios-no-centro-do-rio-12061207.html

  36. Capitão Pacheco disse:

    “Uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade” –
    “Por que somos um partido dos trabalhadores? Somos um partido dos trabalhadores porque vemos na vindoura batalha entre o mercado financeiro e o trabalho o fim da estrutura do século 20. E estamos do lado do trabalho contra o mercado financeiro. O dinheiro é a régua do liberalismo; trabalho e realização são as réguas do estado socialista. O liberal pergunta: O que é você? O socialista pergunta: Quem é você? Há um abismo entre eles.”
    Paul Joseph Goebbels (29 de outubro de 1897 – 1º de maio de 1945), foi o ministro da Propaganda de Adolf Hitler na Alemanha Nazista.

  37. Capitão Pacheco disse:

    Milton Pires … Arrasou de novo!
    POR QUE NÃO SOU PETISTA
    Milton Pires
    Eu não sou petista por que acredito:
    1. No Esforço; não na Inveja.
    2. No Trabalhador; não no Sindicato.
    3. Na Ciência; não no Aquecimento Global.
    4. No Ser Humano; não na Cor da Pele.
    5. Na Música; não na Obscenidade.
    6. Na Literatura; não na Autoajuda.
    7. Na Pintura; não na Esquizofrenia.
    8. Na Mulher; não na “Diferença de Gênero”
    9. Na Medicina; não nas Eleições.
    10. Na Filosofia; não no Fanatismo.
    Eu não sou petista, porque acredito que toda Caridade se faz em silêncio…que a verdadeira Justiça não é desse Mundo, e que longe de Deus não há Salvação…
    Porto Alegre, 14 de março de 2014

  38. Virginia disse:

    Por mais que um determinado repórter de Florianópolis ache um absurdo um oficial da PM comemorar a morte de bandido em confronto, eu sempre irei comemorar, pois certamente se o bandido não morrer, será o cidadão de bem ou o policial que irá morrer. Já diz o ditado:”SE TEM QUE CHORAR UMA MÃE, QUE CHORE A MÃE DO BANDIDO”. e BASTA DE HIPOCRISIA.

  39. Virginia disse:

    ESTUDANTES LANÇAM MANIFESTO À NAÇÃO E AFIRMAM QUE NÃO IRÃO SE RENDER.ATÉ A DERRUBADA DA DITADURA COMUNISTA DE MADURO .
    Venezuela jovens demonstram CORAGEM PARA DEFENDER SEU PAIS DA DITADURA COMUNISTA DE MADURO.
    Pena que aqui no Brasil alguns jovens maconheiros estão avermelhados com este crime Petista!!!

  40. Major Marco Aurélio disse:

    A verdade sufoca:

  41. Gilber, pela primeira vez concordo razoavelmente com um texto seu. Para alguém que, como eu, tem a democracia como valor fundamental, toda ditadura é nefasta. É neste ponto que reside nossa divergência fundamental. DEMOCRACIA é uma palavra muito utilizada, mas pouco compreendida. Por exemplo, há uma diferença enorme e inconciliável entre o que LIBERAIS e MARXISTAS entendem por democracia. Defendo a tese de que NÃO EXISTE DEMOCRACIA DE ESQUERDA. O assunto foi bastante aprofundado em uma série de artigos. Este último é o mais técnico deles: http://questoesrelevantes.wordpress.com/2014/03/12/quando-a-patrulha-ideologica-compromete-a-logica/

    • Negrinha disse:

      Questões Relevantes, a pior ditadura é aquela que vem disfarçada de democracia.
      Quem defende estatismo e a criação do socialismo livre em cima do marxismo, também mente em falar em democracia e liberdade e não merece o nosso respeito. Estado não passa de um grande aparelho repressor. Quem defende doutrina que preconiza a intervenção do Estado nos domínios econômico e social não tem moral para chamar os outros de ditadores. É isso que debatemos acima.

      • Negrinha, ou você não entendeu o que eu disse, ou simplesmente não leu nada. Mas embora minha posição seja oposta à do Gílber (e tenho tratado do assunto no campo teórico), uma coisa é inegável: neste blog há liberdade de expressão. Aqui, pratica-se um marxismo na linha Rosa Luxemburgo, o que já é um grande avanço.

      • Adelita Aguilar disse:

        Questões relevantes, evidente que estamos do mesmo lado, o recado foi para o Gílber, porém você esta enganado quando “Aqui, pratica-se um marxismo na linha Rosa Luxemburgo” o Gílber é radical também, leia bem os artigos dele. Tudo isso é um grande teatro. Nossa missão é árdua. Abraços

      • Adelita Aguilar disse:

        Caríssimo(a)… paz e bem…. Para o seu conhecimento, encaminho a fantástica palestra proferida por esse jurista admirável e íntegro, Dr Ives Gandra Martins, alusiva aos 50 anos da Revolução Democrática de 31 Mar 64. Essa palestra tem um relato histórico extraordinário, pois mostra a verdade dos fatos com equilíbrio e isenção. Penso que todos nós temos o direito de ouvir os dois lados. Vale a pena ouvir, refletir e , se você concordar, por favor, envie aos amigos para que eles também possam compartilhar a verdade dos fatos. Um abraço. Negrinha https://www.youtube.com/watch?v=PgLFBpaLsBU

  42. Questões Relevantes disse:

    CONVITE: MAIS DOIS PONTOS DE VISTA SOBRE OS 50 ANOS DO GOLPE MILITAR:
    http://questoesrelevantes.wordpress.com/2014/04/08/o-golpe-militar-e-o-retrovisor-da-historia/

    • Parabéns pelas suas colocações questões relevante,concordo que TODA DITADURA É NEFASTA.
      Professor Gílber, é grotesco confiar a função de guardião da moralidade pública ao mais extensivo (e, portanto, o mais imoral) grupo criminoso da sociedade — o estado.
      O Estado, ao meu ver, nada mais é do que o exercício de Poder do mais forte.
      O estado ao longo de toda a história, formado por grupos de homens que se autodenominaram “o governo” ou “o estado” tentaram — geralmente com sucesso — obter um monopólio compulsório do alto comando da economia e da sociedade. Particularmente, o estado arrogou para si próprio um monopólio compulsório sobre os serviços policiais e militares, a provisão da lei, a tomada de decisões judiciais, a casa da moeda e o poder de produzir dinheiro,as terras desabitadas (o “domínio público”), as ruas e estradas, os rios e águas litorâneas e os meios de entrega de correspondência. O controle da terra e do transporte há muito tem sido um método excelente de se assegurar o controle generalizado de uma sociedade; em muitos países, as rodovias originaram-se como um meio de permitir ao governo movimentar suas tropas convenientemente por todo o país sob seu domínio. O controle do suprimento de dinheiro é uma maneira de assegurar ao estado um rendimento fácil e rápido, e o estado certifica-se que não seja permitido a nenhum competidor privado invadir seu autoproclamado monopólio do poder de falsificar (i.e., criar) dinheiro novo. O monopólio do serviço postal foi por muito tempo um método conveniente de o estado ficar de olho em possíveis rebeldes e em oposições subversivas à sua lei. Na maior parte dos períodos históricos, o estado manteve também um rígido controle da religião, firmando normalmente com a Igreja Oficial uma aliança cômoda e mutuamente benéfica: o estado concede aos sacerdotes poder e riqueza, e, em troca, a Igreja ensina à população subjugada o seu dever divinamente proclamado de obedecer a César. Mas, agora que a religião perdeu muito de seu poder persuasivo sobre a sociedade, o estado está frequentemente disposto a abandonar a religião e se concentrar em alianças similares, porém não tão rígidas, com intelectuais mais profanos. Em qualquer um dos casos, o estado conta com o controle das rédeas da propaganda para persuadir seus súditos a obedecer e até a exaltar suas regras.
      Mas acima de tudo, o monopólio crucial é o controle do estado sobre o uso da violência: da polícia e dos serviços armados, e dos tribunais — o local do poder de tomada de decisões definitivas de disputas sobre crimes e contratos. O controle da policia e do exército tem importância fundamental para forçar e assegurar todos os outros poderes do estado, incluindo o todo poderoso poder de extrair seus rendimentos através da coerção.
      Pois há um poder crucialmente importante inerente à natureza do aparato do estado. Todas as outras pessoas e grupos da sociedade (exceto criminosos conhecidos e esporádicos, como ladrões de banco e assaltantes) obtêm seus rendimentos voluntariamente: ou pela venda de bens e serviços ao público consumidor, ou por doação voluntária (e.g., participação em um clube ou associação, legado ou herança). Somente o estado obtém sua receita através da coerção, através da ameaça da aplicação de terríveis penalidades se o rendimento não for disponibilizado. Esta coerção é conhecida como “imposto”, embora, em épocas menos regularizadas, ela fosse frequentemente chamada de “tributo”. Imposto é roubo, de maneira pura e simples, apesar de ser um roubo numa escala grande e colossal a qual nenhum criminoso popular pode jamais sonhar em igualar. Ele é uma tomada compulsória da propriedade dos habitantes ou súditos do estado.
      Mas o professor Gílber quer mais estado com o Socialismo Livre.

      • Professor Gílber!
        Uma sociedade que exclui os pobres é capitalista; uma sociedade que exclui os ricos é socialista; a sociedade que não exclui é apenas justa.
        Amigo aqui tem bons livros, É só baixar e ler!!! https://www.dropbox.com/sh/p1801j2nbbbuel6/H4zmmjOoFB

      • Contando piada de novo, Gladimir? “UMA SOCIEDADE que exclui os ricos”? A existência de pobres e ricos, no quesito financeiro, é fruto de uma sociedade exploradora e opressora. Mas ai que dó, o Socialismo Livre vai excluir os ricos de praticarem exploração. Vou rir, Gladimir, porque você sabe que eu tenho bom humor. Sou feliz só por estar participando da vida, embora jamais vou concordar com esse mundo capitalista atrasado, excludente e opressor, por isso lutamos pelo Socialismo Livre. Ass: Gílber.

      • Negrinha disse:

        Pelo visto os socialistas livres com seu silêncio na retorica reconhecem as falacias aqui escritas por eles. O Gílber com seus espantalhos desvirtua sempre um argumento para torná-lo mais fácil de atacar. Se utiliza do apelo à emoção tentando manipular uma resposta emocional no lugar de um argumento válido ou convincente. Vem com ladeira escorregadia faz parecer que o fato de permitirmos que aconteça A fará com que aconteça Z, e por isso não podemos permitir A. As vezes utiliza de ataques ad hominem. Sua linguagem é ambígua para apresentar a sua verdade de modo enganoso. É comum o emprego Ad populum apelo para a popularidade de um fato, no sentido de que muitas pessoas fazem/concordam com aquilo, como uma tentativa de validação dele.
        Então, Gílber se você não quer mais fazer o papel de “idiota” frente uma discussão, seja ela na Internet e no mundo real, tenha em mente: Na lógica e na retórica, uma falácia é um argumento logicamente inconsistente, sem fundamento, inválido ou falho na capacidade de provar eficazmente o que alega. Mas seu silencio já comprova que esta aprendendo algo. Aproveita o link que o Sr Gladimir repassou e leia os bons livros que ali existem. Já baixei alguns.

      • ESTADO vem do verbo ESTAR em Português. Ou seja, uma instituição que ESTÁ AÍ, com suas regras econômico-político-ideológico-jurídico-culturais. O ESTADO é o ESTABELECIDO. As classes de mais poder gerenciam o ESTADO a serviço de seus interesses. Sempre haverá interesses. Sempre haverá maiorias ESTABELECENDO como as coisas devem ser e como as coisas não devem ser. Logo, é uma utopia achar que um dia não existirá ESTADO. Que haja um ESTADO SOCIALISTA LIVRE. Porque o ESTADO CAPITALISTA BURGUÊS já conhecemos, é um caos. Estamos sob as rédeas desse ESTADO. Os ESTADOS STALINISTAS BUROCRATIZADOS também oprimiram tanto quanto O ESTADO BURGUÊS. Gladimir, quer fugir do problema CRIANDO O FALSO AXIOMA DO ABAIXO O ESTADO. Claro, se todos seguirem GLADIMIR, haverá outro ESTADO. O ESTADO BURGUÊS LIBERAL, onde os burgueses podem explorar e ganhar dinheiro à vontade, enquanto os trabalhadores e os pobres encherão as favelas do mundo. E de quem será a falha? Do indivíduo que não se adaptou ao NÃO ESTADO ESTABELECIDO, LOGO UM ESTADO, DE GLADIMIR. Como se vê, Gladimir não argumenta contra o ESTADO, porque é impossível não existir um ESTABELECIDO. O que Gladimir teme é o ESTADO SOCIALISTA LIVRE. Acho que não é por maldade. É por estar extremamente contagiado pela IDEOLOGIA BURGUESA. Sua ideologia do individualismo ao extremo, Gladimir, é a mais simplória das ideologias burguesas. Existe o indivíduo? Sim. Mas todo indivíduo está submetido ao coletivo, desde as regras coletivas do sinal de trânsito, as regras coletivas cumprir o lugar na fila, as regras coletivas da divisão de espaço de moradia, etc, etc, etc. Seu individualismo, Gladimir, é uma utopia oca. O SOCIAL sempre determinou e sempre vai determinar o individual. Nem o seu nome, Gladimir, você escolheu. A sociedade já te deu um nome, um registro de nascimento, um colégio para estudar, uma igreja para fazer a primeira comunhão, um mercado para você buscar mantimentos, etc. Esse é o ESTADO. E sempre haverá um ESTADO, sempre haverá um ESTABELECIDO sóci-econômico-jurídico-ideológico. Não é possível acabar com o ESTADO, mas é possível transformar o ESTADO EM SOCIALISTA LIVRE, onde todos possam viver bem, com igualdade de oportunidades, com igualdade de direitos e com igualdade de deveres, mantendo a paz social e individual. Fora isso é ilusão e sonho de burguês lunático que acha que o PLANETA É SÓ DELES. Quanto individualismo-egóico, e pior, sem noção. Leiam um pouco de Althusser e Michel Pêcheux e vão pelo menos ser burgueses com os pezinhos no chão. Não tenham vergonha de dizer: queremos oprimir os pobres, queremos explorar os trabalhadores, queremos um PLANETA só para a CLASSE BURGUESA. Pelo menos não é utopia. É ser de direita assumido, não enrustido. Já te falei, Gladimir, quem sabe um dia essa sua febre de 100 graus passa. Ass: Gílber.

      • Professor Gílber!
        Percebo que o amigo esta agressivo. Finalmente compreendeu o significado de estado, porém insiste com seu estatismo do Socialismo Livre.
        Amigo entenda que o sistema monetário dominante está no cerne da crescente desigualdade de renda que observamos na maioria dos países atuais. Não obstante, o estado continua aumentando seu poder com a desculpa de estar justamente domando o sistema de mercado que supostamente gerou esta desigualdade e este empobrecimento relativo criados pelo estado e seus aliados.
        Se aqueles que alegam estar falando em nome da justiça social nada fizerem para protestar contra isso, seu silêncio pode ser interpretado de apenas duas maneiras: ou eles não entendem absolutamente nada sobre como funciona o atual sistema monetário, o que significa que eles nunca se interessaram em pesquisar e estudar sobre o assunto; ou eles de fato leram, estudaram e entenderam perfeitamente bem, o que significa que eles estão ignorando de maneira cínica uma grande fonte de desigualdade e pobreza simplesmente porque provavelmente estão se beneficiando deste sistema.
        A desigualdade entre ricos e pobres é muito grande, vc acusa o capitalismo de ser o culpado. Logo pede por mais intervenção do estado no mercado. Ou seja é um pesadelo.
        Gílber vc vive tentando criar teorias reformuladoras do papel do Estado na sociedade. Karl Marx é um dos autores mais reformulados da filosofia, da política e da economia; parece mais uma colcha de retalhos. É incrível como alguns autores não resolvem considera-lo como “superado” e insistem numa tentativa hercúlea de reformular suas teorias e adapta-las aos novos tempos. Quando entrei em contato com os autores liberais, me senti na obrigação de buscar nos autores de esquerda, alguma tentativa tímida que seja, de considerarem minimamente a periculosidade da estrutura de poder estatal. Foi uma busca sem resultados, todos eles já partem do princípio de que o estado é somente mal administrado. E foi exatamente esta a conclusão que eu cheguei: a estrutura de poder estatal é um verdadeiro “playground” para a psicopatia e para o banditismo apoiados no princípio da legalidade.
        Gílber, estatismo, assistencialismo e imposições para caridade forçada e etc., IMPLICAM EM AUSÊNCIA DE LIBERDADE!
        Portanto, quem advoga O INICIO DA VIOLÊNCIA CONTRA INOCENTES seja lá sob que argumento ideológico for, NÃO PODE SER CONSIDERADO LIBERTÁRIO.
        Trata-se de um OXIMORO inaceitável, nem mesmo como metáfora é possível tal.
        Essa confusão é deliberada e conveniente tanto a conservadores que fofocam misturando libertários com esquerdistas que defendem o inicio da violência contra inocentes sob uma fajuta defesa do ALTRUÍSMO, bem como conveniente ao esquerdismo que acusa libertários de serem conservadores para a estes misturar as manias ideológicas conservadoras, igualmente defensora do inicio da violência sob pretextos altruístas e mesmo nacionalistas.
        Enfim, libertários NÃO SÃO COLETIVISTAS, defendem a liberdade igual para todos e que ninguém pode iniciar a agressão seja lá sob que pretexto for. SÓ ISSO PODE SER CONSIDERADO A DEFESA DA LIBERDADE.
        Portanto, conservadores e socialistas/esquerdistas jamais, sob hipótese alguma, poderão ser confundidos com libertários. Afinal possuem muitos pontos em comum entre si, mas nenhum ponto em comum com os que defendem a liberdade. Conservadores nem mesmo defendem um mercado livre, mas um mercado quase livre.
        A confusão promovida por FOFOCAS e muito dinheiro nos bolsos de defensores de intervenção, sejam conservadores ou esquerdistas (que se uniram contra as idéias liberais desde sempre) é favorável ao status quo, conservador-socialista.
        Aliás oque mais há são conservadores socialistas, defensores da intervenção em nome das tradições e do altruísmo compulsório.
        A exemplo do Prestes e Lamarca eu posso trocar de Exército, desde que o estado seja minimo possível. 😉

      • Professor Gílber!
        Estado! Eis aqui a mais mortal arma contra a liberdade, a mais nociva estratégia já planejada para destruir a liberdade.

        Instituições foram dotadas de plenos poderes para condicionar as mentes dos indivíduos a aceitar as virtudes da obediência e do auto-sacrifício. Aqueles que porventura resistirem a esta campanha são imediatamente rotulados de “egoístas”, “insensíveis” e “reacionários”, palavras que, para esta elite estatal, têm um único significado: “indivíduos que colocam seus interesses mesquinhos acima dos meus.

        Essa é a grande arma contra a liberdade, é a pressão moral motivada ideologicamente (por uma moral ideológica que justifica meios por alegados fins).

        Enquanto isso não for combatido, a liberdade não triunfará.
        Ou seja, conforme a história mostra, a liberdade é inevitável por conta da evolução e com ela o desprezo por misticismos ideológicos e valores morais baseados em ideologias farisaicas.

        …mas quanto antes isso acontecer, melhor.

        Primeiramente a questão dos adoradores do Estado é psíquica. Há uma tendência humana a cultuar entidades mágicas pretensamente superiores ao indivíduo.

        Incas, Maias, Astecas e demais primitivos ainda mais primitivos sempre inventaram entidades místicas para explicarem aquilo que desconheciam. O MEDO do DESCONHECIDO faz o humano desejar a existência de “entidades superiores” a protegê-lo. Infelizmente a fraqueza humana comparada a outros animais leva-o a ter um prazer mórbido pela ideia de Poder, o prazer de subjugar. Daí que caça e mata por esporte, daí que deseja a submissão a si e exatamente por isso essa mania de Poder. Logicamente que isso leva o homem a conceber que divindades gostariam de sacrifícios e humilhações perante si. Assim, não por acaso o homem criou deuses que se satisfazem com cultos a si mesmos, entidades que apreciam o sacrifício e a adoração a si como indicativo de superioridade.

        O homem cria entidades misticas caracterizadas por seus desejos de potência no sentido de Poder, ou de imposição sobre outros, como reflexo de sua frustração diante de sua fragilidade física perante demais animais.
        Assim, tem verdadeira adoração pelo Poder de subjugar e como reflexo disso inventa entidades super potentes as quais dedica culto e adoração motivado por suas próprias frustrações com suas limitações.
        Deuses e Estados são entidades místicas que representam o Poder máximo de subjugar, possuem uma potência realizadora que mitiga as frustrações do homem que em tais entidades se deseja representado, afastando de si a própria individualidade em nome da representatividade que atribui a estes MITOS. Ou seja, o homem não quer ser representante de si mesmo, ele deseja ser representado por MITOS SUPERIORES AO INDIVIDUO, pois assim pretende livrar-se da frustração com seus limites.
        Um mito representativo agregante é o “ser superior” que substitui a individualidade frustrada e pôr tal esses mitos que o homem inventa o torna ANTIPÁTICO VIOLENTO ante qualquer ameaça a “superioridade” destes mitos nos quais se deseja neuroticamente representado.

        Exatamente por isso as representações como TIMES DE FUTEBOL, ou times em geral, produzem paixões estúpidas que fazem com que TORCEDORES cheguem ao absurdo de se combaterem em nome do MITO em que neuroticamente se pretendem REPRESENTADOS. Anseiam por tornarem tais mitos hegemônicos. Assim os conflitos ideológicos com suas entidades representativas misticas, as guerras religiosas e as demais disputas ideológicas onde todas CULTUAM UMA ENTIDADE REPRESENTATIVA PRETENSAMENTE SUPERIOR AO INDIVÍDUO. …Assim surgem os coletivismos.

        O culto ao Estado não é diferente do culto a uma entidade mistica.
        O Estado como MITO exige a deferência ostensiva dos “representados” e igualmente SÍMBOLOS e IMAGENS foram inventadas para simbolizar e assim “concretizar” o MITO. Daí bandeiras, brasões e etc.. Daí também a devoção OSTENSIVA a SÍMBOLOS SAGRADOS do Estado, aos quais o homem se curva em ostentação de submissão e CULTO à “superioridade” do MITO representativo sobre o indivíduo.

        Posições de sentido, curvaturas e semblantes austeros, entre outras ostentações ridículas ante símbolos de MITOS representantes nestes representados, como abanação de bandeiras, ladainhas de louvo e etc., compõem o culto ostensivo à entidades místicas representativas.

        Eis aí uma irracionalidade que faz com que seja indesejável a supressão do Estado como “ENTIDADE SUPERIOR AO INDIVIDUO” e por tal com pleno direito, atribuído por seus cultuadores, sobre todos os indivíduos. Como se a “vontade do Estado” fosse a sabedoria suprema inquestionável. Afinal o Estado como mito representativo deve impor-se aos indivíduos e assim mitigar a frustração daqueles que cultuam o Estado como MITO REPRESENTATIVO superior tudo mais.

        Ou seja, para estes misticos contemporâneos a idéia de que o Estado mistico possa ser superado para o surgimento de grupos prestadores de serviços à população, sem uso de arbítrios impostos aos indivíduos, desfaz essa representatividade fantasiosa e põe por terra o desejo de representatividade “supeior”. É como se uma proposta para que os times não mais existissem como entidades, havendo então apenas competições como espetáculo e não mais como disputa de representações. Sem ter em que se fazer representado para sentir-se “superior” ao reles indivíduo, muitos cairiam em profunda depressão.

        Eis o mito do Estado, entre tantos outros, mitigando frustrações com a individualidade!!!
        Essa representação é um interesse psicológico que supera qualquer interesse material.

        Abs.

      • Gladimir, risos, bem que você poderia ser autor de “A DIVINA COMÉDIA”, de Dante Aleguieri, risos. Eu sua descrição literária do Céu, do Inferno e do Purgatório, risos. Você cria belas imagens ilusórias para definir o ESTADO como o INFERNO. O PROBLEMA é só um, GLADIMIR, sua descrição do INFERNO ESTATAL não passa de uma bela literatura. Na prática, eis você, eu e todos, submetidos a ESTRUTURA DA SOCIEDADE ESTABELECIDA EM UM ESTADO DOMINADO PELA CLASSE BURGUESA. Revolucionar esse ESTADO, transformá-lo em ESTADO SOCIALISTA LIVRE, eis a única possibilidade concreta de mudar o mundo para melhor. O PARAÍSO DO INDIVÍDUO ACIMA DE TODAS AS REGRAS SOCIAIS só existe na sua DIVINA COMÉDIA, Gladimir. Eu me divirto com suas ilusões também, risos. Não sou amargo, risos, me divirto com as ideologias burguesas utópicas. Penso, logo concluo! Ass: Gílber.

      • Puxa Gílber.,os socialistas livres já conseguiram provar cientificamente que Deus não existe?
        A circunstância de se ver obrigado a pertencer a um estado, contra a própria vontade, por meio de uma votação, não é menos penosa do que a circunstância de se ver obrigado a pertencer a esse estado em razão de uma conquista marxista.
        As pessoas demandam por estado. É um comportamento irracional do ser humano buscar uma autoridade para se submeter.
        É claro que tudo vai depender da fibra dos homens. Uma sociedade de bananas e frouxos que imploram para viver com uma bota sobre seus pescoços jamais viverá sem estado. Já uma sociedade formada por homens armados, valentes e de princípios jamais se deixará se submeter aos ditames de burocratas, a maior das humilhações.
        De resto, é óbvio que as pessoas têm horror a viver sem saúde e educação. Eu seria o primeiro a não querer viver em um local que não tenha saúde e educação. Isso mais parece uma aldeia de índios ou um país comunista. Quero um local com muita saúde e educação, tudo de primeira. E sei que a única maneira de ter isso é um local com ampla liberdade de mercado, no qual qualquer um possa empreender nessa área e ofertar seus serviços.
        Se um país então quer obrigar um estado a se manter subjugado a si, com objetivo de tomar seu dinheiro, qual o nome? Colonialismo? Socialismo Livre?
        O que eu defendo é o minimo de estado, a secessão de Brasília. Arranjos voluntários de uma sociedade baseada na propriedade privada seriam muito mais propícios à paz e ao império da lei do que o arranjo coercivo de um monopólio estatal parasítico.

      • Você defende um ESTADO BURGUÊS MÍNIMO. E uma ampla liberdade para a burguesia explorar e excluir os pobres. Compreensível. No mundo da propriedade privada capitalista liberal é assim: quem não tem que “se exploda”! Esse é seu ESTADO, seu desejo de ESTABELECIDO. Acontece que a classe trabalhadora não vai aceitar mais voltar aos primórdios da farra capitalista-burguesa. Mais direitos, essa é a palavra de ordem de todo trabalhador minimamente consciente de seu lugar social.

      • Gílber, no seu Socialismo Livre tem muita especulação teórica, análises hipotéticas, assunções de premissas fantasiosas. Pouco senso de realidade. Você estudou muito, talvez demais. Apenas se esqueceu de conhecer melhor o ser humano. Ironicamente, lembra-me a ingenuidade dos marxistas clássicos e do sonho de atingir uma sociedade com comunismo. Perante a um cenário de um pouco mais de liberdade, você se treme todo e já sai perguntando: “Oh, mas quem irá me defender?”
        Em uma sociedade mais livre, haveria troca de informações que afetariam reputações (que seria algo valiosíssimo) e equilíbrios de força, produzindo assim mecanismos de autocorreção social.
        Abraços

      • Bom dia Professor Gílber!
        Esse vírus capitalista esta afetando sua mente. Você necessita de um antivírus marxista urgente. Risos…. 😉
        Gílber, um dos trechos mais odiados e vilipendiados da literatura filosófica é aquele parágrafo da Política no qual Aristóteles afirma, sem pestanejar, que alguns homens são escravos por natureza: ainda que você os liberte e os cubra de direitos civis, pouco a pouco voltarão à condição escrava, pois nasceram com espírito servil e nada poderá curá-los.
        Que é isso? Mentalidade escrava. Inaptos para viver em liberdade, respeitam somente o chicote do estado, que obedecem quando está perto e celebram em prosa e verso quando está longe.
        As formas da inferioridade variam nas diferentes estruturas sociais, mas um mero instinto não pode escolher as vias específicas pelas quais vai se expressar conforme as circunstâncias variadas de momento e lugar. O mesmo impulso que leva à submissão num país induz à revolta em outro. É por isso que há mais rebeldes nas nações livres e prósperas do que nos países mais miseráveis, governados pelos tiranos mais sangrentos. Miséria e opressão raramente produzem rebeliões. Uma ascensão social parcial, suficiente para prover o indispensável mas não para aplacar todas as ambições e todas as invejas – eis a fórmula infalível para a fabricação de uma massa de fracassados odientos. Mas, por definição, é impossível satisfazer a todas as ambições, que mudam de conteúdo conforme o progresso gera novas formas de riqueza e, com elas, novos motivos de frustração e inveja. Por isso, o crescimento da previdência social não produz nunca um ambiente de gratidão e paz: produz ódio, inveja e rancor em doses centuplicadas. O simples fato de receber assistência estatal faz o sujeito espumar de ódio a quem não precise dela. Na mentalidade escrava, essa reação é praticamente incoercível. O indivíduo que, na sua miserável nação de origem, pedia esmolas de cabeça baixa, é o mesmo que, transplantado a um ambiente de liberdade, democracia e assistencialismo estatal, recebe como um chamamento dos céus a convocação dos demagogos para um bom quebra-quebra em nome da “justiça social”.
        Quando você ler num filósofo antigo alguma afirmação que choque as convenções modernas que você toma como verdades inabaláveis, refreie a pressa de explicá-la, com um reconfortante sentimento de superioridade, pelos preconceitos de uma época extinta. Verifique se não é você quem está projetando sobre ela uma interpretação anacrônica, colocando na boca do filósofo uma bobagem de sua própria invenção.
        Gílber, o senhor está um tanto agitado, é visível no seu comentário acima. Relaxa amigo hoje é sexta-feira, dia de comer uma lagosta com camarão e tomar vinho Frances 🙂
        Acho que o senhor, na ânsia de provar uma ideologia, está sendo precipitado no apontamento das reais causas dos problemas. O problema está justamente na existência daquele a quem você clama por solução o ESTADO.
        Tenha um ótimo final de semana!
        Abraços

      • Negrinha disse:

        Resumindo todos os comentários do Gladimir acima:
        O socialismo nada produz, só distribui as riquezas de acordo com a conveniência de seu gestor. Este sistema pune o competente e beneficia o incompetente no acesso as riquezas, cargos e vantagens da sociedade. Promove a corrupção através do mercado paralelo, inibe a descoberta de novos avanços em toda cadeia do conhecimento e sobretudo expolia as riquezas adquiridas pelo trabalho alheio. Felizmente o socialismo acaba quando termina o dinheiro dos outros.
        comunismo, keynesianismo, socialismo, nazismo, fascismo, nacionalismo etc. são DOENÇAS.

      • Nikolaievitch Smirnov Sokolov Morozov Popov disse:

        Que cabeça dura esse Gílber, é difícil esse retardado entender que o socialismo, de qualquer “tipo”, sempre leva à escassez. A diferença é em quanto tempo o caos toma conta.

  43. Pingback: A conspiração golpista na América do Sul | O jornaleiro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s