Teses de abril e os desafios da luta socialista presente!

Baseando-me nas teses de abril, de Lenin, tentarei, aqui, apontar certas considerações. O programa e as ideias socialistas não podem ficar em pequenos círculos. Devemos organizar um partido ou uma frente revolucionária para levá-las aos trabalhadores e ao povo em geral. E seus militantes revolucionários devem ser capazes de aproveitar o menor detalhe para expor diante de todos e todas, as suas convicções socialistas.

Em cada greve, mobilização ou reunião, deve ser plantada uma semente da revolução, pois qualquer greve, qualquer mobilização, é por si só uma pequena crise da sociedade capitalista. Entende-se que estas não são só para conseguir algum ganho salarial ou melhoras na vida diária.Somente com a luta consciente de classe, os trabalhadores poderão superar o regime social que os obriga a vender sua força de trabalho aos ricos, deixando de serem explorados e vilipendiados.

Entender isso determina que cada militante socialista é um educador político da classe operária, deixando claro a esta as contradições irreconciliáveis entre as duas principais classes sociais do capitalismo: de um lado a burguesia capitalista, exploradora-opressora, de outro lado a classe trabalhadora, explorada-oprimida-enganada. Isso só é possível se os trabalhadores mantiverem a sua luta política independente da burguesia e seus partidos, e, acima de tudo, a organização revolucionária dos próprios trabalhadores em forma de classe.

Só a luta educa os explorados, fazendo com que entendam a sua própria força, ampliando seus horizontes, aclarando sua consciência e forjando sua vontade de contrapor-se aos atrasos do capitalismo para construir outro sistema, que chamamos de socialista.

Nesse processo, devemos ter claro que a pujança da juventude também é muito relevante, já que ela sempre teve a rebeldia necessária para impor dinâmicas necessárias para a luta. Aos trabalhadores mais experientes, cumpre inspirar os jovens a se tornarem as lideranças do novo mundo, pois, mesmo sendo estes inexperientes, os acontecimentos os educarão, já que a práxis é determinante, e, alinhados com uma teoria marxista-revolucionária, superarão suas debilidades e dificuldades.

Assim os trabalhadores tomarão para si as ideias dos marxistas revolucionários. Mas temos que perceber que nesse processo, conforme Marx afirma, “a insurreição é uma arte”. Por isso temos que estudar e debater a maneira de como implantar essa arte para que quando o momento chegue, com toda a energia que possuímos, possamos corrigir os erros da luta no passado, para que nenhum descuido nos leve a erro, criando estados estalinistas, por exemplo.

Chegará o dia em que a luta se acirrará e teremos que reconhecer aliados e inimigos, segundo o princípio do antagonismo de classe, tomando partido pela política socialista e suas palavras de ordem, inclusive, nos organizando para nos defender dos assassinos que, com certeza, surgirão contra a revolução: os fascistas odeiam a classe trabalhadora organizada em sindicatos e em partidos, porque querem nossa classe aceitando a exploração e opressão como se fossem práticas eternas. Só o proletariado é capaz de assumir essa tarefa para si como força consciente revolucionária. Assumir o poder e garantir, a partir de sua organização própria, a construção do socialismo. A força reside nas mãos do proletariado. Só ele é capaz de organizado e detentor do poder, acabar com as guerras de rapina do capitalismo imperialista.

Sabemos que hoje os socialistas revolucionários são minoria no mundo e para que nossa luta se torne a luta de todo povo, é preciso explicar pacientemente a necessidade da tomada do poder pela classe trabalhadora, em cada canto, chega de ser governado pela classe e pela ideologia burguesa. Isso a conjuntura internacional tem nos propiciado. A crise do capitalismo está cada vez mais profunda e cada vez mais sem saída. E aqui tomo como minhas as palavras de Trotsky: “São três preceitos revolucionários: Desconfiar da burguesia, vigiar os chefes e não confiar mais que nas próprias forças”. Mas não podemos nos enganar, em achar que não haverá retaliações, perseguições, prisões, torturas e mortes.

Por todos estes motivos, esperar que o palco de nossa luta seja unicamente o parlamento, é, no mínimo, um erro, apontando mesmo para uma equívoca ideia de que é possível salvar o sistema ou melhorar o sistema apenas através do voto. Os grandes capitalistas não darão de mãos beijadas suas grandes fábricas, bancos, campos, comércios, corporações para a estatização… para que os trabalhadores assumam o controle da produção das riquezas que historicamente tem sido para engordar a classe dominante, à custa da exploração/opressão dos trabalhadores. Portanto, só uma multidão de lutadores socialistas organizados pode superar o capitalismo e implantar o Estado Socialista Livre. Juntem-se a nós, na construção da organização política da classe trabalhadora. Estas são verdadeiras lições leninistas das Teses de Abril aplicadas ao mundo presente.

Por: Mauro Nunes – Coletivo Socialistas Livres – CAEP – Centro de Atividades e Estudos Políticos

Anúncios

Sobre socialistalivre

Esse Blog está a serviço da Luta pelo Socialismo. Defendemos a plena liberdade do ser humano, mas somos radicalmente contra a liberdade de explorar, como a burguesia faz, e contra a liberdade de oprimir como os machistas fazem, os racistas fazem, os homofóbicos fazem, os praticantes de bullying fazem, os preconceituosos fazem, os possessivos fazem e os autoritários de plantão fazem. Assim, defendemos que cada corpo-consciência deve ter liberdade de ser o que ESCOLHE SER, desde que esta liberdade não oprima e explore os outros! Defendemos a plena liberdade de postura crítica e a plena democracia operária, todos devem ter o direito de expressar o que pensam! Defendemos a Revolução Socialista e a necessidade de libertação da classe trabalhadora do jugo do capitalismo. No entanto,somos contra comandos de hierarquias políticas ou de figuras públicas mais poderosas no seio dos lutadores que travam a batalha pelo socialismo. Defendemos que cada militante deve ousar pensar por si mesmo, cada militante deve ter o direito de concordar, mas também de discordar daquilo que julga equivocado, por isso nos definimos como Socialistas Livres e esse Blog está a serviço dos que desejam militar de acordo com essa concepção. Convidamos a todos a conhecerem nosso jeito diferente de entender e de praticar a política socialista, com liberdade, democracia operária, direito de crítica e respeito ao diferente. Saudações Socialistas Livres.
Galeria | Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado . Guardar link permanente.

38 respostas para Teses de abril e os desafios da luta socialista presente!

  1. Clenilza disse:

    Muita razão e precisão no texto acima, penso que você tem razão e assim que devemos nos comportar quando nos reivindicamos Marxistas. As manifestações estão aí e já existe uma grande resistência por parte da burguesia, querendo criar novas leis para oprimir as manifestações legítimas da classe explorada. A burguesia encontra-se bem organizada e unida e também nos precisamos nos auto defender e criarmos nossa organização de fato.

    • Com certeza, Clenilza e Mauro Nunes. Nós, trabalhadores, precisamos fortalecer nossas organizações, só assim poderemos de fato acabar com as explorações/opressões/atrasos do mundo. Ass: Gílber – Coletivo Socialistas Livres

      • Idilio disse:

        Bom dia, nos ajude a mudar o nosso BRASIL.

        http://chn.ge/1c1cluA

      • Dionisio disse:

        As oportunidades são iguais nos países livres, basta ver os meninos pobres que chegam no topo nos EUA, isso não acontece em países socialistas que os donos do estado não deixam.

      • Professora Benedita da Silva Moura disse:

        No Brasil um dos maiores problemas é que a juventude não tem cultura e é pobre em conhecimento. Facilmente dominada e enganada.
        Prato cheio aos comunistas de camisa Lacoste.

      • Negrinha disse:

        As transnacionais só fizeram diferença após a segunda guerra. Os EUA e outros países eram ricos antes e continuaram sendo ricos depois.
        pequeno detalhe, e que as empresas nao escravizam ninguem. Em sua maior parte, compram de empresas terceirizadas, que escravizam seus funcionarios, beneficiadas pelos governos de seus paises, provavelmente de ideario socialista, como na china. Quer responsabilizar alguem pela escravidao do sujeito que fabrica um iphone? responsabilize a empresa terceirizada que fabrica, e o governo chines, que deixa isso acontecer

      • Evellyn disse:

        O JORNAL GLOBO NÃO MOSTRA ATÉ QUE NÃO SURJA O PRÓXIMO MORTO

        RED BLOC (MST) É O BRAÇO ARMADO MAIS ANTIGO DO PT E DA ESQUERDA E, NA DESMORALIZAÇÃO AGORA DOS BLACKS BLOCS, ENTRAM PARA CONTINUAR O PROJETO DE DESMORALIZAÇÃO DA PM PARA IMPOR O CAOS E O TERROR COMUNISTA AQUI NO BRASIL A QUALQUER CUSTO. #ESQUERDACOVARDE #FORA !!! FORA PT !

    • Cel Mascarenhas de Moraes disse:

      Repararam que faz tempo que não aparecem as “pesquisas eleitorais”?
      Pois é. Com criminosos sendo pegos, apontando seus mandantes e mantenedores e comprovando o aliciamento de bandidos travestidos de “jovens protestantes”, por outros criminosos, também travestidos, só que de políticos, o momento não é propício para soltar as mentirosas pesquisas, não é?

    • Mario Endlich Feurig disse:

      Esta muito claro com o testo acima, quem realmente financia os black blocs E MST. São essas merdas de partidos com base no marxismo, PSOL, PSTU, PCO, PCB e PT.
      Esse MST que organização!!! Deve ter custado uma nota, todo mundo VERMELHO, boné, camisa,banho tomado,saudáveis.
      A criatura se rebelando contra o criador. agora aguenta guerrilheiros de arake.
      Eles realmente querem violência, querem revolução….encontraram. Ai esse babaca narcisista do socialismo livre vem falar do Rodolfo e de seu Fz. Hipócrita, mentiroso, bandido,safado……..

  2. Professora Bernadina disse:

    Prezado Gladimir, o verdadeiro patriota.
    Enquanto a Venezuela arruinada pelo socialismo se depara com manifestações em busca da liberdade de expressão e de uma economia mais capitalista, o Brasil que definha lentamente (por via deste sistema) é tomado por manifestações pró-socialismo. Para grupos anticapitalistas como Black Bloc, invasores de terra como MST e partidos de esquerda como PSOL, PSTU e PCdoB persistirem com vossa insanidade, não basta apenas o financiamento de políticos poderosos, mas também uma massa de manobra extremamente ignorante e desconexa com a realidade!

    • Professora Bernadina disse:

      50 TONS DE VERMELHO: PSDB, PT, PSOL, PSTU, PCO, PCdoB, PCB… e por aí vaí.

    • Professora Bernadina disse:

      Madurou pagou grupos de mascarados armados para conter as manifestações pacíficas da oposição que exigiam liberdade. Estima-se que no mínimo; trés pessoas foram mortas a tiros e que dezenas foram baleadas. http://g1.globo.com/mundo/noticia/2014/02/manifestante-e-morto-em-protesto-na-venezuela-dizem-testemunhas.html

    • Rodolfo Aurich Balzer disse:

      A Guerra Civil na Venezuela, ou será o futuro do Brasil? .LEVANTA, BRASIL E LUTE !!! Basta de esquerda! Basta de PT ! #Forahttps://www.youtube.com/watch?v=XCYcA1AlWZ0

    • Rodolfo Aurich Balzer disse:

      Com benção do PT do Lula , Dilma, A Venezuela alcança a inflação mais alta do mundo via

      http://brasil.elpais.com/brasil/2014/02/12/internacional/1392224609_187490.html

    • Professora Bernardina, no Brasil há todos os motivos do mundo para a população se rebelar contra o governo, mas as únicas manifestações de rebelião que aparecem são as que o próprio governo organiza e financia. O Brasil está MUITO mais doente do que a Venezuela.
      Não sei por que as pessoas se preocupam tanto com a Venezuela. A situação no Brasil é incomparavelmente pior. Vejam a força do protesto estudantil nas ruas de Caracas e perguntem se algo de parecido é possível no Brasil, onde o PT e as demais organizações de esquerda têm o monopólio total das manifestações de rua há pelo menos três décadas. Ouçam o discurso vibrantemente anticomunista de um Alejandro Peña Esclusa e me digam se alguém, na “direita” brasileira, tem garra para desobedecer a censura ideológica que estigmatiza como “retorno à guerra fria” toda tentativa de denunciar a guerra quente, o retorno sangrento da revolução comunista ao continente latino-americano. Vejam a organização, a disciplina solidária do empresariado venezuelano na defesa da liberdade, e comparem com o nosso panorama de subserviência geral, canina, abjeta.

      A Venezuela dolorida está viva. O Brasil anestesiado está moribundo.

  3. Rodolfo Aurich Balzer disse:

    BLACK BLOC : A CASA CAIU
    Eu falo e sempre falei isso, Black Bloc é braço armado DO PT PSOL E ESQUERDA, PAGO COM O NOSSO DINHEIRO.

    Políticos do PSOL/PT financiam VANDALISMO!!

  4. Rodolfo Aurich Balzer disse:

    A Quem interessa o caos e o terror dos Blacks Blocs?

    Para mim está tudo muito claro. Ao PT, PSOL e aos marxistas, interessa o caos para calar a voz do povo. Pois em junho/2013, a multidão tomou as ruas, motivado pela insatisfação do governo PTista. o PT e a esquerda viu isso e viu ali o seu projeto da ditadura comunista ameaçado. Logo, apropriaram-se das manifestações, usando o terror para afastar o povo das manifestações. Mas eu creio que o povo, embora hj fora das ruas, não mudou de ideia em relação ao PT e tão logo voltará a se manifestar não só nas ruas, MAS NAS RUAS,NAS URNAS E SEJA LÁ ONDE FOR, CONTRA ESSE PROJETO ENGANOSO E PATIFE DA ESQUERDA COVARDE E MENTIROSA. #PTNuncaMais ! #Basta ! #Fora PT e Fora arxista filhos de uma puta .

  5. Rodolfo Aurich Balzer disse:

    Para mim está tudo muito claro. Ao PT, PSOL, PSTU e AOS MARXISTA, interessa o caos para calar a voz do povo. Pois em junho/2013, a multidão tomou as ruas, motivado pela insatisfação do governo PTista. o PT e a esquerda viu isso e viu ali o seu projeto da ditadura comunista ameaçado. Logo, apropriaram-se das manifestações, usando o terror para afastar o povo das manifestações. Mas eu creio que o povo, embora hj fora das ruas, não mudou de ideia em relação ao PT e tão logo voltará a se manifestar não só nas ruas, MAS NAS RUAS,NAS URNAS E SEJA LÁ ONDE FOR, CONTRA ESSE PROJETO ENGANOSO E PATIFE DA ESQUERDA COVARDE E MENTIROSA. #PTNuncaMais ! #Basta ! #Fora PT e Fora Esquerda .

  6. Rodolfo Aurich Balzer disse:

    Eu diria: PT, PSOL, PSTU, coloca as pessoas contra tudo e todos, USANDO BLACKS BLOCS E ANONYMOUS COMO ARMA PARA IMPLANTAR A DITADURA COMUNISTA, POIS, VALE , PARA A ESQUERDA, A VELHA MÁXIMA : “DIVIDIR PARA REINAR” , NEH ! #FORA PT #FORAESQUERDALHA DO PODER JÁ !

  7. Rodolfo Aurich Balzer disse:

    BLACK BLOC, A CADA DIA A MÁSCARA CAI MAIS ! UMA GRANDE FRAUDE PTISTA/PSOL/PSTU E MARXISTAS PARA ENGANAR E AFUGENTAR O POVO VERDADEIRO DAS RUAS COM UM ÚNICO OBJETIVO: IMPOR A DITADURA COMUNISTA NO BRASIL. FORA ESQUEDOPATIA ! CHEGA DESSES ASSASSINOS!”

  8. Rodolfo Aurich Balzer disse:

    Só não vê que BBs são de partidos políticos esquerdistas (PT, PCdoB,PSOL, etc) para implantar a ditadura comunista quem não quer ver e ponto final. Black Bloc, cai de vez a máscara

  9. Rodolfo Aurich Balzer disse:

    Só não vê que BBs são de partidos políticos esquerdistas (PT, PCdoB,PSOL, etc) para implantar a ditadura comunista quem não quer ver e ponto final. Black Bloc, cai de vez a máscara.
    ENTÃO O CARA É PAGO PRA IR NAS MANIFESTAÇÕES, SE TORNA UM FORAGIDO, USA NOME FALSO E É TÃO INOCENTE QUE NEM SEQUER SABE O QUE É UM ROJÃO???
    COITADINHO DELE!!! #SÓQUENÃO #SQN

    É PRA RIR NÉ? AFINAL ISSO SÓ PODE SER PIADA!!!!

  10. Rodolfo Aurich Balzer disse:

    PRECISOU MORRER ALGUÉM PARA O BRASIL ACORDAR PARA OS FATOS. AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS SÓ COMPROVAM O QUE JÁ É REALIDADE HÁ MUITO TEMPO. O ENVOLVIMENTO DE POLÍTICOS E PARTIDOS NAS MANIFESTAÇÕES VIOLENTAS PRATICADAS NAS PRINCIPAIS CIDADES DO BRASIL, E O FINANCIAMENTO DE GRUPOS TERRORISTAS COMO OS BLACK BLOCS POR PARTE DE PARTIDOS DE ESQUERDA. PSOL E PT ESTÃO ENVOLVIDOS, ASSIM COMO A MILITÂNCIA DOS PARTIDOS DE ESQUERDA QUE QUEREM IMPLANTAR O COMUNISMO NO BRASIL. CAI A FARSA E A IMUNDÍCIE DA ESQUERDA, A MESMA QUE ESTÁ NO PODER HÁ 29 ANOS DESTRUINDO O BRASIL. OS “BUCHAS”, OS JOVENS QUE SÃO ALICIADOS PELA ESQUERDA, SÃO APENAS VÍTIMAS DOS COMUNISTAS, QUE AGEM DESTA FORMA, DESDE O REGIME MILITAR. USAM OS “BUCHAS” PARA O TRABALHO SUJO, ENQUANTO ELES, OS VERMES COMUNISTAS, ESTÃO EM SEUS GABINETES, VIVENDO COMO PARASITAS SOBRE O ESTADO BRASILEIRO, CONSPIRANDO, TRAINDO E GOLPEANDO A NAÇÃO DEMOCRATA PELAS COSTAS.

  11. Rodolfo Aurich Balzer disse:

    REVELAÇÃO BOMBA DO ADVOGADO DOS ACUSADOS DA MORTE DE SANTIAGO ANDRADE: PARTIDOS POLÍTICOS E OUTROS GRUPOS FINANCIAM O “TERRORISMO SOCIAL” QUE CONVULSIONA O BRASIL!

    “Eles recebem até uma espécie de ajuda financeira, de mesada, para participar dessas manifestações, com o intuito de terrorismo social”.

  12. Rodolfo Aurich Balzer disse:

    Isso é bom para calar a boca dos BBs que sempre afirmam que atuam por ideologia própria. Além do fato de estarem sempre pedindo provas de que os BBs são financiados, quando na verdade as provas só aparecem quando alguém importante morre e quando a investigação vai a fundo. Agora o Brasil não tem mais dúvidas, pois a declaração é de um BB ou vândalo que espero apodreça na cadeia ou que a população perceba que com esse governo petista estamos fabricando marginais, em função do arroxo financeiro do governo.

  13. Rodolfo Aurich Balzer disse:

    BLACK BLOC, A CADA DIA A MÁSCARA CAI MAIS ! UMA GRANDE FRAUDE PTISTA/ESQUERDISTA PARA ENGANAR E AFUGENTAR O POVO VERDADEIRO DAS RUAS COM UM ÚNICO OBJETIVO: IMPOR A DITADURA COMUNISTA NO BRASIL. FORA ESQUEDOPATIA ! CHEGA DESSES ASSASSINOS!

    Sininho,28 anos,não trabalha,tem 2 endereços no Rio-2 RGs,chamou policial de macaco,presa 2 vezes, quadrilha http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/a-fadinha-dos-black-blocs-sininho-28-nao-trabalha-tem-dois-enderecos-no-rio-um-em-copacabana-dois-rgs-ja-chamou-policial-de-macaco-e-foi/# ….

  14. Rodolfo Aurich Balzer disse:

    Criação do Black Bloc foi uma jogada de mestre para tirar o povo das ruas após manifestações de junho, que aniquilavam projeto do PT e PSOL em 2014

  15. Rodolfo Aurich Balzer disse:

    Perguntar não ofende! NÉ SEU FASCISTA SOCIALISTA LIVRE?

    Por quê o Black bloc só destrói São Paulo e Rio de Janeiro?

    Por quê o Black bloc não protesta contra o PT e seus corruptos?

    Por quê o Black bloc não protesta em Brasília, onde está a maioria de corruptos, no Senado e na Câmara?

    Por quê o Black bloc não protesta contra o aumento absurdo do IPTU, feito pelo petista Haddad em São Paulo?

    Por quê o Black bloc não protesta contra o Mensalão? Maior caso de corrupção do Brasil?

    Por quê o Black bloc não protesta contra a corrupção no Brasil, manifesta e vandaliza o Instituto Lula, os diretórios do PT, e base alugada, na frente das casas do Lula, Zé Dirceu, João Paulo, Delúbio, Genoino, casa da Rose, da Erenice, do Palocci e do Fernando Pimentel?

    Por quê o Black bloc não protesta contra a privatização do Pré-sal, entregue a amigos do PT quase de graça?

    Por quê o Black bloc não tira a máscara e mostra a cara?

    Por quê o Black bloc só protesta contra o governador Geraldo Alckmin?

  16. júnior Monteiro disse:

    Sem dúvida a classe trabalhadora precisa do trabalho educativo dos socialistas para que se libertem da mentalidade opressora e exploradora , assim todos entenderao que nenhum governo a serviço do capital atenderá as necessidades da classe trabalhadora muitos menos respeitara sua dignidade.

    • Cel Mascarenhas de Moraes disse:

      ESSE TEXTO É MAIS UMA DIARREIA. BITOLADOS FALAM DE BITOLAGEM. ASSASSINOS FALAM DE ASSASSINOS. O maior feito de Lenin foi a participação na construção do Estado policial autoritário nos primórdios da União Soviética, processo este que mais tarde foi seguido e aprimorado por Stalin. Nazistas, é isso que vocês são.

    • Rodolfo Aurich Balzer disse:

      É disso que esse júnior (j) Monteiro, fala. É disso: Assistam:http://www.youtube.com/watch?v=nQbOVqq93l4#t=16

    • Júnior, minha esperança é que os meus alunos, com o tempo, consolidem um genuíno estilo brasileiro de alta cultura: inseparavelmente popular e erudito, engraçado até ao ponto de matar de rir, com clarões de lucidez escandalosa que parecem loucura à primeira vista. Sem folclorismos veados. Profundamente cristão sob uma aparência enganosamente obscena. Aristóteles no programa do Alborghetti. Cogito ergo Mussum. Isso há de acontecer, se Deus quiser.
      Nada exemplifica mais nitidamente o analfabetismo funcional dos atuais estudantes universitários brasileiros do que sua tendência a interpretar TUDO o que lêem na clave da adesão integral ou da condenação inapelável. Não posso dizer sequer que é o mundo da terra plana, pois num plano há inumeráveis direções partindo de inumeráveis pontos, e isso é de uma riqueza infinita em comparação com a linearidade bidirecional onde você está sempre “conosco” ou “contra nós”. Mesmo em questões de ciência e filosofia os idiotas só conseguem raciocinar assim. Por exemplo, você é “contra” ou “a favor” da “ciência”? Você é “contra” ou “a favor” da “religião”? Tudo se resolve na dicotomia que, segundo Carl Schmitt, definia especificamente e exclusivamente a luta política, como diferenciada de todas as demais dimensões da vida e do conhecimento: a oposição schmittiana entre “amigos” e “inimigos”, excluídas todas as nuances, mediações, complexidades e proporções. Ao longo da minha vida já observei muitas modalidades de estupidez, mas essa que se tornou endêmica entre os universitários de hoje — inclusive nas áreas científicas mais sofisticadas em aparência — é algo que eu não podia prever. É algo que está AQUÉM do entendimento humano.
      Só por ter produzido e reproduzido em massa esse tipo de mentalidade, a universidade brasileira em geral — com exceções que devem existir embora eu as desconheça — já deve ser considerada uma entidade eminentemente criminosa.
      Simplesmente não é admissível sustentar com impostos uma entidade cuja meta primordial é animalizar a inteligência humana.
      O corolário desse tipo de raciocínio é que se você diz algo contra A você é partidário incondicional de Não-A. Por exemplo, digo que a prática médica é causa de muitas mortes, sou portanto um apologista da supressão completa da prática médica. É, com toda a evidência, um raciocínio maquinal, infra-humano, até mesmo infra-animal — e é o ÚNICO tipo de raciocínio que os estudantes aprendem nesses subputeiros que são as “universidades” brasileiras.
      Até mesmo urubus são capazes de reconhecer cinco objetos diferentes ao mesmo tempo. O universitário brasileiro só chega até dois.
      Quando digo que esse raciocínio maquinal é infra-animal, NÃO ESTOU BRINCANDO NEM EXAGERANDO.
      Chamen-se Tico e Teco, A e Anti-A ou Nós e Eles, as vias são duas e sempre duas.

      Entendem agora de onde vêm tantas objeções cretinas? Passarei a usar esta notícia como resposta-padrão.

      http://globotv.globo.com/rede-globo/dftv-2a-edicao/v/pesquisador-conclui-que-mais-de-50-dos-universitarios-sao-analfabetos-funcionais/2262537/

  17. Mario Endlich Feurig disse:

    Venezuela em Guerra! – A América Latina prestes a entrar em crise, em um colapso por causa dos comunistas?

    Que Dios bendiga a Venezuela.
    Que Dios bendiga a mi Brasil!

    Que todo el mundo sepa : Se acabou o medo do desgoverno Venezuelano, como um velho ditado diz : O povo não deve temer seu governo, o governo que deve temer seu povo.
    Se acabou o medo do desgoverno Venezuelano, como um velho ditado diz: O povo não deve temer seu governo, o governo que deve temer seu povo.

    O povo venezuelano permanecem em protesto em todo país.

    A Guarda nacional Bolivariana estão agindo com estrema violência, mas o povo reage e continuam os protestos.

    Em relatos nas redes sociais as denuncias contra o governo de Nicolás Maduro, roda esse alerta a população:

    Se estan metiendo en todo nuestro territorio… por los cuatro costados…. no lo permitamos…. venezuela no es un pais de asesinos… las farc pa cuba con los castros y los venezolanos traidores…. fuera de venezuela… Las FARC están en Amazonas. Lo grave es que ya han ocupado espacios de las comunidades indígenas. Las FARC, tienen un plan. Ocupar los espacios ideológicos de los indígenas y captarlos para su movimiento. Eso lo sabe el gobierno central. El informe cita nombres de los territorios ocupados en Amazonas.

    Estão entrando em todo território, pelos quatro cantos, não permitamos, a Venezuela não é um país de assassinos, mandem as Farc pra Cuba com os Castro e todos os venezuelanos traidores, fora da Venezuela. As Farc já está no Amazonas. E o mais grave é que já estão ocupando espaço nas comunidades indígenas. As Farc tem um plano. Ocupar os espaços ideológicos dos índios e captura-los para seu movimento. Isso o governo central já sabe. Os relatórios citam os nomes dos territórios no Amazonas. Alertou Marisol S. González da Venezuela.

    A ESTA HORA! URGENTE! CORTAN SERVICIO ELECTRICO EN SAN CRISTOBAL PARA Q NADIE SE COMUNIQUE, PUEBLO. LA CALLE!! PASA LA VOZ TACHIRA 350 YA

    Este foi um outro alerta, dizendo que cortaram o serviço de eletricidade de toda San Cristobal para que ninguém se comunique, e que o povo continuem nas ruas.

  18. Rodolfo Aurich Balzer disse:

    Nós pagamos a esses bandidos do PSOL, PSTU, PCO, PCB e PT os bonezinhos vermelhos as camisetas vermelhas, a comida e o transporte dessa canalhada para ir em ônibus fretado para brasília e pedir algo que não tem mais razão de ser. Alguém tem que ter CORAGEM e dizer com todas as letras que toda a reforma agrária que tinha que ser feita no Brasil já foi feita.
    Isso aí é um bando de espertinhos, não tem UM SÓ agricultor, querem terra para poder revender depois. Claro que há os idiotas úteis, lobotomizados nas “escolinhas” do professor Stédile E DESSE SOCIALISTA LIVRE DE MERDA, mas a maioria sabe muito bem que está ali a fim de MAMATA!
    A polícia tinha que ir de TANQUE pra cima dessa cambada. Como o próprio testo fala, eles querem revolução armada, são eles quem financiam tudo isso. A verdade esta aparecendo.
    Atacar ao PSOL, PSTU, PCO, PCB e PT todos farinha do mesmo saco podre, não é um ataque à toda classe trabalhadora brasileira. Pois o trabalhador de verdade não esta filiado a esses partidos assassinos, que financiam os black blocs e MST.

  19. Em vez de resolver um problema social, a classe governante legou um efeito devastador sobre o bem-estar das pessoas comuns, as quais se tornaram “um confuso rebanho de cordeirinhos esperando por um cão pastor que os conduza através do portão.” Ironicamente, ao alegar que o coletivo era superior, uma ínfima minoria passou a controlar a vasta maioria. Consequentemente, o “bem maior” passou a ser qualquer coisa que sirva aos interesses da classe governante.

    Mas este processo ainda pode ser revertido. É necessário “individualizar” o coletivo e a nação de modo que “vontade, consciência e discernimento” retornem a cada indivíduo.

    Quando isso ocorrer, a sociedade estará oferecendo às pessoas o mais nobre dos presentes e o maior dos benefícios: a sua própria responsabilidade individual.

  20. Se o governo, e somente o governo, tivesse o monopólio da fabricação de sapatos e fosse o dono de todas as revendedoras, como será que a maioria das pessoas iria reagir ao libertário que viesse advogar que o governo saísse do setor de calçados e o abrisse para empresas privadas? Sem dúvida nenhuma as pessoas iriam bradar: “Como assim? Você não quer que as pessoas, e principalmente os pobres, usem sapatos! E quem iria fornecer sapatos ao povo se o governo saísse do setor? Diga! Seja construtivo! É fácil ser negativo e desrespeitoso quando se trata do governo; mas diga-nos quem iria fornecer sapatos? Quais pessoas? Quantas lojas de sapato haveria em cada cidade? Em cada município? Como isso seria definido? Como as empresas de sapato seriam financiadas? Quantas marcas existiriam? Qual material elas iriam usar? Quanto tempo os sapatos durariam? Qual seria o arranjo de preços? Não seria necessário haver regulamentação da indústria de calçados para garantir que o produto seja confiável? E quem iria fornecer sapatos aos pobres? E se a pessoa não tiver o dinheiro necessário para comprar um par?”

    Essas perguntas, por mais ridículas que pareçam, e são, quando se trata do setor calçadista, são igualmente absurdas quando dirigidas ao libertário que defende um livre mercado para o setor de combate a incêndios, para o setor policial, para os correios, ou para qualquer outra operação governamental. O ponto principal é que o defensor da existência de um livre mercado para todas as áreas não pode fornecer antecipadamente um projeto “construtivo” de como seria tal mercado. A essência e a glória do livre mercado é que as empresas e os negócios individuais, quando competindo no mercado, fornecem uma orquestração contínua de bens e serviços cada vez mais eficientes e evolutivos: os produtos e os mercados estão sempre se aperfeiçoando, a tecnologia está sempre progredindo, os custos estão constantemente sendo diminuídos (ao contrário do que ocorre com o governo), e a inconstante demanda do consumidor está sempre sendo satisfeita da maneira mais rápida e eficiente possível. O economista libertário pode tentar mostrar umas poucas diretrizes sobre como os mercados poderão se desenvolver onde atualmente eles são proibidos ou restringidos; mas ele pouco mais pode fazer do que apontar o caminho para a liberdade: pedir que o governo saia do caminho da produtiva e sempre inventiva energia que emana dos indivíduos quando estes se envolvem nas atividades voluntárias do mercado. Ninguém pode prever o número de empresas, o tamanho de cada empresa, a política de preços, etc., para qualquer futuro mercado de qualquer serviço ou commodity. Apenas sabemos — da teoria econômica e de um discernimento histórico — que um livre mercado em qualquer área fará um serviço infinitamente melhor do que o monopólio compulsório de uma burocracia governamental.

    Como os pobres pagarão por serviços de defesa, proteção contra incêndios, correios, etc., pode ser respondido basicamente com uma contra-pergunta: como os pobres pagam por qualquer coisa que eles atualmente obtêm no mercado? (Pense nos telefones celulares). A diferença é que sabemos que um mercado livre e privado irá fornecer esses bens e serviços de forma muito mais barata, e em maior abundância, e com muito mais qualidade do que monopólios governamentais fazem hoje. Toda a sociedade iria se beneficiar, especialmente os mais pobres. E também sabemos que a enorme carga tributária para financiar estas e outras atividades seria tirada dos ombros de todas as pessoas, inclusive as mais pobres.

    Em resumo: enquanto o velho lema da iniciativa privada é que “o consumidor sempre tem razão”, a máxima implícita de qualquer atividade governamental é que o consumidor sempre é o culpado.

    É óbvio, os burocratas e políticos já têm uma resposta padrão para as crescentes reclamações a respeito de serviços ruins e ineficientes: “Os contribuintes precisam nos dar mais dinheiro!” Já não basta que o “setor público” — e a sua conseqüência natural, a taxação — tenha crescido no último século, e continue crescendo, bem mais rapidamente que a renda nacional. Também não basta que os defeitos e as chateações das atividades governamentais tenham se multiplicado junto com aumento do orçamento do governo. Todos nós devemos dar ainda mais dinheiro para aquele buraco sem fundo que é o estado!

    O argumento correto contra a demanda de políticos por mais dinheiro de impostos é a seguinte pergunta: “Como é que as empresas privadas não têm esse problema?” Como é que empresas de eletrônicos ou companhias de fotocópias ou empresas de informática ou qualquer outra não têm problema para encontra capital para expandir sua produção? Por que essas empresas não publicam manifestos denunciando o povo por não dar a elas mais dinheiro para que assim elas possam servir as necessidades do consumidor? A resposta é que os consumidores pagam por eletrônicos ou por serviços de fotocópia ou por computadores, e os investidores, como resultado, passam a ver que é possível ganhar dinheiro investindo nesses negócios. No mercado privado, as empresas que servem os consumidores com sucesso encontram facilmente capital para sua expansão; empresas ineficientes e sem sucesso, não — e eventualmente elas saem dos negócios. Mas para o governo não existe esse mecanismo de lucros e prejuízos que o induza a fazer investimentos em operações eficientes e que penalize as operações ineficientes e obsoletas, descartando-as. Não existe, para as atividades do governo, um sistema de lucros e prejuízos que induza tanto a expansão quanto a contração das operações. No governo, portanto, não há um real “investimento”, e ninguém pode garantir que operações de sucesso irão se expandir e as fracassadas irão desaparecer. Em contraste ao setor privado, o governo arrecada seu “capital” literalmente por meio de um assalto, que é a perfeita caracterização do mecanismo coercivo da taxação.

    Muitas pessoas, incluindo alguns funcionários do governo, acreditam que esses problemas poderiam ser resolvidos se o “governo fosse gerido como uma empresa privada”. O governo então criaria uma pseudocorporação monopolística, gerenciada pelo governo, que supostamente cuidaria dos negócios seguindo “princípios de mercado” — e isso foi feito, por exemplo, para os Correios e para a constantemente desintegrada e decadente New York City Transit Authority. Essas “corporações” seriam então obrigadas a acabar com seus déficits crônicos e autorizadas a lançar títulos no mercado de títulos. É verdade que os usuários diretos estariam assim aliviando um pouco da carga sobre a massa de contribuintes, que inclui tanto os usuários como os não usuários. Mas existem defeitos ruinosos inerentes a qualquer atividade governamental que não podem ser evitados por esse artifício pseudocorporativo. Em primeiro lugar, um serviço governamental sempre será um monopólio ou um semi-monopólio. Freqüentemente, como no caso dos Correios ou da Transit Authority, é um monopólio compulsório — toda ou praticamente toda a concorrência privada é proibida. O monopólio significa que o serviço oferecido pelo governo será bem mais caro, mais custoso, e de pior qualidade em comparação ao que seria no livre mercado. Empresas privadas obtêm seus lucros cortando custos o máximo possível. O governo, que não vai à falência e nem sabe o que é ter prejuízos, não precisa cortar custos; como ele está protegido contra qualquer concorrência e contra qualquer prejuízo, tudo o que ele precisa fazer é interromper o fornecimento dos serviços ou simplesmente aumentar preços. O segundo defeito ruinoso é que, por mais que se tente, uma corporação governamental jamais poderá ser gerida como uma empresa privada simplesmente porque seu capital continua sendo arrancado à força dos contribuintes. Não há como evitar isso; o fato de uma estatal poder vender títulos no mercado ainda depende do supremo poder de taxação do governo para poder resgatar esses títulos.

    Finalmente, há um outro problema crítico inerente a qualquer operação governamental. Uma das razões que faz das empresas privadas modelos de eficiência é porque o livre mercado estabelece preços, que é o que torna possível o cálculo por parte das empresas e permite que elas descubram quais são seus custos e, portanto, o que elas devem fazer para ter lucros e evitar prejuízos. É através desse sistema de preços, bem como a motivação para aumentar lucros e evitar prejuízos, newliberty.gifque bens e serviços são devidamente alocados no mercado, dentre todas as intrincadas ramificações e áreas de produção que fazem parte da moderna economia capitalista. E é o cálculo econômico que torna essa maravilha possível; em contraste, sob um planejamento central, tal como foi tentado no socialismo, é impossível fazer quaisquer precificações acuradas, e assim os burocratas não podem calcular custos e preços. Essa é a principal razão pela qual o planejamento central socialista se mostrou um grande fracasso quando os países comunistas se tornaram industrializados. E é exatamente pelo fato de um planejamento central não poder determinar preços e custos com qualquer acurácia que os países comunistas do leste europeu abandonaram rapidamente o planejamento central e foram correndo em direção a uma economia de livre mercado.

    Portanto, se o planejamento central empurra a economia para um incompetente caos calculacional, e para produções e alocações irracionais, o avanço de qualquer atividade governamental inexoravelmente introduz ilhas caóticas cada vez maiores na economia, e torna o cálculo dos custos e a alocação racional dos recursos produtivos cada vez mais difíceis. À medida que as operações do governo se expandem e a economia de mercado definha, o caos calculacional se torna mais e mais destruidor e a economia se torna crescentemente impraticável.

    O derradeiro programa libertário pode ser sumarizado em uma única frase: a abolição do setor público, com a conversão de todas as operações e serviços executados pelo governo em atividades realizadas voluntariamente pela economia de livre mercado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s