43 anos depois, A VERDADE!

Diz o ditado popular, a verdade tarda, mas não falha. Depoimento de militar, na Comissão da Verdade – comissão que investiga os crimes da ditadura militar no Brasil – finalmente, revelou A VERDADE sobre o real paradeiro do escritor, jornalista e deputado Marcelo Rubens Paiva (PTB), na época da ditadura militar, logo após sua prisão política, em 1971: o cemitério clandestino.

O coronel reformado Raymundo Ronaldo Campos revelou, em depoimento, na comissão da verdade, que cumpriu ordens apressadas de forjar uma “bela mentira” para dizer que foram grupos de guerrilheiros que resgataram o deputado, depois de este ter supostamente fugido do quartel. A VERDADE, entretanto, verdadeirinha, nua crua, sem tirar nem por, finalmente apareceu 43 anos depois e até a Rede Globo, emissora que apoiou o golpe, teve de reconhecer: o deputado foi assassinado pelos carrascos do exército. Todos nós, lutadores marxistas socialistas, já sabíamos disso, é claro, mas, lamentavelmente, quando um poder político-repressivo está instituído, A VERDADE também está proibida de aparecer. A ditadura militar no Brasil foi um período de trevas, mortes e mentiras. Não havia espaço para nenhum tipo de liberdade política, nenhum tipo de liberdade de expressão, nenhum tipo de liberdade de crítica, nenhum tipo de liberdade de organização operário-sindical, nenhum tipo de liberdade de imprensa. Tudo o que nós, socialistas livres, defendemos, estava proibido no governo da ditadura militar.

E como veio à prova, na grande mídia, essa semana, o depoimento do coronel Raymundo Ronaldo Campos, explicando que teve de incendiar um carro para justificar um suposto “desaparecimento de um prisioneiro”, de forma a esconder o real assassinato do deputado, fica a prova cabal de como todo tipo de assassinato político realizado pelos ditadores foi todo floreado com “belas mentiras”, com o aval da imprensa pró-golpe de então.

No Brasil de hoje, fruto da luta dos movimentos sociais, da luta dos partidos democráticos, mesmo que com coloração burguesa, e das pressões da classe trabalhadora que se organizou para derrubar o governo da ditadura militar no Brasil, podemos ter todo o tipo de miséria, todo o tipo de corrupção, o que obviamente tem de ser exterminado por completo, mas uma grande vantagem hoje nós temos: A VERDADE não está proibida de aparecer. A VERDADE não está condenada a ficar 43 anos sepultada por conta dos órgãos de poder e governo instituídos. Por essas e outras, o povo brasileiro tem de aprender de uma vez por todas: ditadura militar, nunca mais. Que A VERDADE não esteja condenada a viver nos bastidores de governos exploradores-opressores, como o foi no tenebroso governo da ditadura militar. Um pequeno exemplo para a geração atual de jovens: se vivêssemos ainda na época da ditadura militar, o blog http://www.socialistalivre.wordpress.com sequer poderia existir. Não existia liberdade de expressão, não existia liberdade de imprensa, não existia liberdade política, muito menos liberdade de crítica.

Por: Gílber Martins Duarte – Coletivo Socialistas Livres – Conselheiro do Sind-UTE-MG e diretor da subsede do Sind-UTE em Uberlândia – Professor da Rede Estadual de Minas Gerais – Doutor em Análise do Discurso/UFU – Membro do Movimento Nacional dos Educadores Organizados pela Base (MEOB) – Membro da CSP-CONLUTAS.

Acessem nosso Blog: http://www.socialistalivre.wordpress.com

Anúncios

Sobre socialistalivre

Esse Blog está a serviço da Luta pelo Socialismo. Defendemos a plena liberdade do ser humano, mas somos radicalmente contra a liberdade de explorar, como a burguesia faz, e contra a liberdade de oprimir como os machistas fazem, os racistas fazem, os homofóbicos fazem, os praticantes de bullying fazem, os preconceituosos fazem, os possessivos fazem e os autoritários de plantão fazem. Assim, defendemos que cada corpo-consciência deve ter liberdade de ser o que ESCOLHE SER, desde que esta liberdade não oprima e explore os outros! Defendemos a plena liberdade de postura crítica e a plena democracia operária, todos devem ter o direito de expressar o que pensam! Defendemos a Revolução Socialista e a necessidade de libertação da classe trabalhadora do jugo do capitalismo. No entanto,somos contra comandos de hierarquias políticas ou de figuras públicas mais poderosas no seio dos lutadores que travam a batalha pelo socialismo. Defendemos que cada militante deve ousar pensar por si mesmo, cada militante deve ter o direito de concordar, mas também de discordar daquilo que julga equivocado, por isso nos definimos como Socialistas Livres e esse Blog está a serviço dos que desejam militar de acordo com essa concepção. Convidamos a todos a conhecerem nosso jeito diferente de entender e de praticar a política socialista, com liberdade, democracia operária, direito de crítica e respeito ao diferente. Saudações Socialistas Livres.
Galeria | Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , , , . Guardar link permanente.

46 respostas para 43 anos depois, A VERDADE!

  1. Mario Endlich Feurig disse:

    Só houve o contra golpe militar seu babaca, porque esses que estão no poder hoje os ditos marxistas queriam o poder para implantar essa ideologia do capeta. Eram esses que se diziam feito você os salvadores da pátria. Nunca antes nesse pais se roubou tanto. Nunca antes nesse pais…….
    Roger Moreira, vocalista do Ultraje à Rigor em Carta publicada no jornal Diário de São Paulo

    ”Lutei contra a ditadura, sim! Tomei borrachadas, engoli gaz lacrimogênio, corri da cavalaria na Av. São João em direção à Praça Antonio Prado e à Praça da Sé.
    Participei das perigosas assembléias dos sindicatos, onde milicos escondidos na massa guardavam na memória o rosto dos mais exaltados.
    Arrisquei o emprego, pichei muro com o slogan “Abaixo a Ditadura”.
    Distribui panfletos.
    Morri de medo.
    Chorei quando anunciaram a devolução do poder ao povo: eu e mais alguns milhões.
    Hoje, vendo pessoas morrendo em filas de hospitais, bandidos matando por R$ 10, pessoas andando feito zumbi nas ruas por causa das drogas, adolescentes que não sabem quanto é 6 x 8, meninas de 14 anos parindo filhos sem pais, toda a classe política desse país desfilando uma incompetência absurda, a polícia corrompida, o nosso país sendo ridicularizado por tantos escândalos…
    Eu peço perdão ao Brasil pela porcaria que fiz…
    Deveria ter ficado em casa.”
    Quem sabe teremos o repeteco de 64!

    • É só criticar a política de um ditador e vem seus apoiadores e descem do salto.

      • Mario Endlich Feurig disse:

        Quem apoia ditadura aqui seu panaca? Quem apoia um regime que matou mais de 100 milhões de pessoas que é seu comunismo de merda? Fica evidenciado que você apoia a Dilma e seu bando de terroristas no seu texto acima. Evidente que teve mortes no regime militar, principalmente pelos justiçamentos empregados entre os próprios marxistas desertores. Também quantas pessoas foram mortas com os atos de terrorismo deles? No governo da terrorista e guerrilheira Dilma morre muito mais em 24 horas pessoas por irresponsabilidade governamental do que em 21 anos de governo militar. Se realmente fosse implantado o regime do partidão, nas primeiras 24 horas com certeza era mais de um milhão de pessoas que iriam perder a vida. Sim porque mais de noventa por cento apoiavam os militares. PASSOU DA HORA DE SE TER UM REPETECO DE 64. VAMOS SALVAR O PAIS DESSA DESGRAÇA VERMELHA QUE ESTA SAQUEANDO O NOSSO SOFRIDO POVO.

      • Mario Endlich Feurig disse:

        Vote na Dilma e ganhe, inteiramente gratis, um José Sarney de presente agregado ao Michel Temmer.
        Mas não é só isso, votando na Dilma você também leva, inteiramente grátis (GRÁTIS???) um Fernando Collor de presente.
        Não pense que a promoção termina aqui.
        Votando na Dilma você também ganha, inteiramente grátis, um Renan Calheiros e um Jader Barbalho.
        Mas atenção: se você votar na Dilma, também ganhará uma Roseana Sarney no Maranhão, uma Ideli Salvati em Santa Catarina e uma Martha Suplício em S.Paulo.
        Ligue já para a Dirceu-Shop, e ganhe este maravilhoso pacote de presente: Dilma, Collor, Sarney pai, Sarney filho, Roseana Sarney, Renan Calheiros, Jáder Barbalho, José Dirceu, DelúbioSoares, José Genoíno, e muito, muito mais, com um único voto.
        E tem mais, você também leva inteiramente grátis, bonequinhos do Chavez, do Evo Morales, do Fidel Castro ao lado do Raul Castro, do Ahmadinejad, do Hammas e uma foto autografada das FARC´s da Colombia.
        Isso sem falar no poster inteiramente grátis dos líderes dos bandidos “Sem Terra”, Pedro Stedile e José Rainha, além do
        Carlos Minc com uniforme
        de guerrilheiro e sequestrador.
        Ganhe, ainda, sem concurso, uma leva de deputados especialistas em mensalinhos e mensalões. E mais: ganhe curso intensivo de como esconder dinheiro na cueca, na meia, na bolsa …, ministrado por Marcos Valério e José Adalberto Vieira da Silva e José Nobre Guimarães.
        Tudo isto e muito mais..

      • Professora Carmilta Castro disse:

        Com tanta bandalheira ocorrendo no Brasil, e esse energúmeno revanchista comunista, fala de algo que nem vivenciou. No mínimo ele queria a mesma mortandade de Cuba aqui no Brasil. Era para isso que vocês queriam o poder?
        O que você precisa entender, mentecapto, é que o capital não deveria ser propriedade do governo. Então, não tem que rolar papo de “socialização do capital”.
        Acho que quem quer que o capital seja socializado, deveria socializar o seu próprio.
        As oportunidades são iguais nos países livres, basta ver os meninos pobres que chegam no topo nos EUA, isso não acontece em países socialistas que os donos do estado não deixam.

      • Geraldo Almendra disse:

        QUE PORRA É ESSA?

        Desculpem mas essa é única forma que posso escrever meus comentários a seguir.

        No momento que autoridades públicas trocam o Hino Nacional pelo da Internacional

        Socialista em plena sede OAB, entidade espúria que emite carteirinhas para essa escória de diplomados no corporativismo e no relativismo que transforma a Justiça do pais em um instrumento de opressão para os inimigos do sistema político sórdido em que vivemos, mas garantidores da impunidade nos corredores sub-reptícios dos tribunais, inclusive os superiores, para os cúmplices da transformação do país em uma Corruptocracia Fascista, chegamos ao limite da compreensão racional do porquê as FFAA ainda não destituíram esse poder público Covil de Bandidos.

        Foram responsáveis diretas pela Fraude da Abertura Democrática e agora, ao que tudo indica, serão responsáveis pela transformação do Brasil em uma Cuba Continental?

        Algum idiota pode perguntar por que afirmo isso? – Ficará sem resposta já que é preciso ser muito imbecil-dois-neurônios para não perceber o que está acontecendo no país. Ou, então, simplesmente um cúmplice calhorda filho da puta que fica com cara de paisagem vendo o futuro de seus filhos e de suas famílias serem destruídos sem fazer nada.

        O uso de um coral de adolescentes de Petrópolis para essa absurda sacanagem na presença de uma ministra sórdida traidora de nossa pátria, não pode mais deixar qualquer dúvida de que o país precisa de uma Intervenção Militar imediata.

        Leiam uma frase da descrição desse evento comunista feita por um expectador surpreendido pela cerimônia, que lembra perfeitamente o tempo da formação da juventude nazista:

        “…Surpreendido, fiquei em estado catatônico. Adolescentes da plateia e adultos levantam-se, erguem os punhos cerrados e bradam a plenos pulmões o ode à esquerda. Fiquei envergonhado …”.

        Como já sabíamos a OAB já se tornou um instrumento desse poder público COVIL DE BANDIDOS juntamente com um Judiciário moralmente desconstruído e controlado por traidores da pátria vestidos de togados ou togados vestidos de traidores da pátria, melhor dizendo, canalhas vestidos de togados ou togados vestidos de canalhas, ou ainda, bandidos vestidos de togados ou togados vestidos de bandidos.

        Durante os desgovernos do PT foram muitas as oportunidades criadas pelos signatários da transformação do país em uma Cuba Continental, todas sendo usadas para fazer balões de ensaio para ver a reação das FFAA diante do golpe comunista que há mais de 25 anos vem sendo tramado pelo PT que vem comandando a sociedade com o instrumento de uma Corruptocracia Fascista assassina de mais de 80000 pessoas somente em 2013.

        A cada ensaio, nova decepção da sociedade dos patriotas vivos, pois nenhum sinal foi dado que as FFAA não estavam de acordo com o projeto de poder perpétuo-comunista do PT e seus cúmplices.

        CHEGAMOS AO LIMITE! Silenciar e se acomodar depois de tão hediondo ato é assinar em baixo do aceite do Brasil ser transformado em um Cuba Continental.

        A propósito, a juventude nazista formada por idiotas, imbecis e palhaços a serviço da destruição de seu próprio país já está formada e liderada pelos Black Bostas, que se vendem a preço de banana para agredir manifestantes, depredar o patrimônio público e assassinar cinegrafistas.

        E aí GENERAL? Por onde anda o tranco prometido?

        Já misturam nossa bandeira com a bandeira vermelha do PT e agora já começam a trocar nosso hino pelo da Internacional Socialista.

        O que os comandantes esperam mais para honrarem a farda que vestem e cumprirem sua pétrea missão de proteger o país do levante comunista, missão essa subtendida quando juraram defender nossa pátria?

        Está parecendo com a canalhice dos formandos em Direito que juram defender a Justiça mas depois entregam-se no ritual macabro de transformar os corredores dos tribunais em um submundo de proteção para corruptos, subornadores, prevaricadores, assassinos e muitos outros que estão cagando para os códigos legais em nome de um poder público Covil de Bandidos, que os mantém impunes em reciprocidade à lealdade com a desconstrução moral e ética das relações públicas e privadas.

        As mensagens da turma da reserva sem atos consequentes estão ficando ridículas e muita gente já acha que estamos sendo feito de idiotas, imbecis e palhaços, não somente pelo Circo do Retirante Pinóquio mas, também, pelos comandantes das FFAA lacaios do Covil de Bandidos que, através de interlocutores fantasiados de patriotas, nos iludem pedindo tempo para que a transformação do Brasil em uma Cuba Continental se efetiva sem resistência.

        O mundo acompanha tudo e não consegue entender como nossa sociedade, que parece ser majoritariamente de merda, permitiu e continua permitindo a transformação do Brasil em um Paraíso de Patifes, de narcotraficantes, de prostitutas que vivem das relações com os donos do poder, de empresários corruptos, de bandidos de todos as “castas”, e de todos os tipos de filhos da puta que traem o país em reciprocidade pela venda de suas almas sórdidos ao projeto de poder fascista do PT.

        COMANDANTES MILITARES! Já estamos todos os dias sofrendo com o tranco comunista no país! Quando vai acontecer o tranco das FFAA prometido pelos arautos da resistência militar que têm um discurso incompatível com a total ausência de atitudes para nos livrar do levante comunista, mesmo diante da troca do Hino Nacional pelo da Internacional Socialista? Não falta mais nada, ou para confirmar a traição ao país pelos comandantes lacaios do PT, ou mostrar à sociedade que as FFAA são, realmente, as instituições mais respeitáveis do país conforme a crença popular.

        Talvez, depois que o PT continuar no poder pela força de eleições estelionatárias e fraudulentas, ou pelo golpe nas ruas através de suas forças paramilitares que não têm qualquer medo das FFAA, humilhadas e perseguidas pelo PT há mais de 25 anos sem tomar qualquer atitude, tenhamos que olhar para trás e ter a confirmação de que as FFAA foram as responsáveis pela transformação do país em uma Cuba Continental depois de permitir a Fraude da Abertura Democrática.

        E aí vamos com a revolta que estaremos sentido declarar: que todos se fodam pela escolha de viver em um regime genocida que já matou milhões de pessoas em todo o mundo. Que os milhões de idiotas, imbecis e palhaços continuem trabalhando mais de 6 meses por ano para sustentar o Covil de Bandidos, uma Corruptocracia Fascista. Que o patrimônio privado seja estatizado pela Reforma Urbana e ninguém mais possa ter mais do que um quarto e uma sala para morar, etc. Evidentemente que essas regras não se aplicarão a menos de 5 % da sociedade que está transformando o resto em escravos lacais de um Estado Comunista de Direito e de Fato.

        Geraldo Almendra.

      • Geraldo Almendra disse:

        Erros foram praticados durante o regime militar, eram tempos
        difíceis. Claro que, no reverso da medalha, foi promovida ampla
        modernização das nossas estruturas materiais. Fica para o historiador
        do futuro emitir a sentença para aqueles tempos bicudos.
        Mas uma evidência salta aos olhos:
        a honestidade pessoal de cada um!
        Quando Castelo Branco morreu num desastre de avião, verificaram os herdeiros que seu patrimônio limitava-se a um apartamento em Ipanema
        e umas poucas ações de empresas públicas e privadas.
        Costa e Silva, acometido por um derrame cerebral, recebeu de favor o
        privilégio de permanecer até o desenlace no palácio das Laranjeiras,
        deixando para a viúva a pensão de marechal e um apartamento em
        construção, em Copacabana.
        Garrastazu Médici dispunha, como herança de família, de uma
        fazenda de gado em Bagé, mas quando adoeceu precisou ser
        tratado no Hospital da Aeronáutica, no Galeão.
        Ernesto Geisel, antes de assumir a presidência da República, comprou o Sítio dos Cinamonos, em Teresópolis, que a filha vendeu
        para poder manter-se no apartamento de três quartos e sala, no Rio.
        João Figueiredo, depois de deixar o poder, não aguentou as despesas do Sítio do Dragão, em Petrópolis, vendendo primeiro os cavalos e depois a propriedade. Sua viúva, recentemente falecida, deixou um apartamento em São Conrado que os filhos agora colocaram à venda, ao que parece em estado de lamentável conservação.
        OBS: foi operado no Hospital dos Servidores do Estado, no Rio.

        Não é nada, não é nada, mas os cinco generais-presidentes até podem ter cometido erros, mas não se meteram em negócios, não enriqueceram nem receberam benesses de empreiteiras beneficiadas durante seus governos.
        Sequer criaram institutos destinados a preservar seus documentos ou agenciar contratos para consultorias e palestras regiamente remuneradas.
        Acrescente-se:
        Nenhum deles mandou fazer um filme pseudo biográfico, pago com dinheiro público, de auto-exaltação e culto à própria personalidade!
        Nenhum deles usou dinheiro público para fazer um parque homenageando a própria mãe.
        Nenhum deles usou o hospital Sírio e Libanês.
        Nenhum deles comprou avião de luxo no exterior.
        Nenhum deles enviou nosso dinheiro para “ajudar” outro país.
        Nenhum deles saiu de Brasília, ao fim do mandato, acompanhado por 11 caminhões lotados de toda espécie de móveis e objetos roubados.
        Nenhum deles exaltou a ignorância.
        Nenhum deles falava errado.
        Nenhum deles apareceu embriagado em público.
        Nenhum deles se mijou em público.
        Nenhum deles passou a apoiar notórios desonestos depois de tê-los chamado de ladrões.

        BRASIL

        VOCÊ QUE SABE LER E ENTENDE O QUE LEU,
        COMENTE COM OS QUE NÃO SABEM.
        ELES PRECISAM SER INFORMADOS !!!

      • Olha os direitistas querendo acabar com a LIBERDADE POLÍTICA NO BRASIL.

      • Genivaldo da Silva disse:

        BOA TARDE, a todos brasileiros é nossos militares das forças armadas, é familiares, estamos todos unidos para afastar esta quadrilha marxista que tanto incomoda nossos brasileiros,som os 40 mil idosos, 35 mil medicos e familiares que este governo discriminou, trazendo medicos de cuba é pagando altos salarios, somos 5 milhoês de militares das forças armadas é familiares, juntos podemos mudar esta administraçâo,d este pais, um grande abraço a todos, É VAMOS PARA A VITORIA, GENIVALDO DA SILVA

    • Maria Justina disse:

      Realmente, este é um daqueles casos de que uma mentira repetida várias vezes termina adquirindo o status de verdade, tanto que a maioria das pessoas (onde eu me incluo) não percebeu que a principal premissa que levou a elaboração da teoria marxista (a exploração do trabalhador) não era totalmente verdadeira.

      • Maria Justina disse:
      • Aviso aos leitores-comentadores, não postamos vídeos nesse blog.

      • Evellyn disse:

        Estava na sexta serie estava na aula de geografia e já estava a tempos pensando sobre a “dita” exploração dos capitalistas sobre os trabalhadores ,quando veio a “descoberta” de tudo que esta escrito acima , eu sem nunca ter lido Marx e Smith . Eu falei sobre minha “descoberta” a todas as professoras que com a mediocridade típica dos funcionários públicos estaduais me ignoraram ou não entendiam mesmo o que estava falando . Quase rodei aquele ano faltei muitas aulas, minha mãe me perguntava pq não queria ir na escola eu não tinha resposta ,agora eu sei o pq ,é pq a escola não serve para educar e sim para formar cidadãos medíocres , para normatizar.
        Infelizmente o problema é bem grave, nem uma “reinvenção” no modo de dar aula resolveria; já que o problema está lá nos professores marxistas mal preparados a receber e discutir as ideias dos alunos.

      • Sim, a mentira repetida de que Rubens Paiva foi sequestrado por guerrilheiros passou como se fosse verdade durante 43 anos. Enfim, a verdade apareceu. Ele foi assassinado pelo governo militar. Vejam quanto o regime militar foi “democrático”, vejam quanto o regime militar foi adepto da “liberdade política”, da “liberdade de expressão”, da “liberdade de opinião”, da “liberdade de crítica”. Primeiro os militares cassaram um deputado eleito. Depois inventaram uma série de confabulações contra ele. Depois o prenderam. Depois o mataram. E inventaram “uma bela mentira” e o poder do governo militar repetiu essa mentira oficialmente durante 43 anos e finalmente A VERDADE aparece: Rubens Paiva foi assassinado pela ditadura militar. Você está certa, Maria Justina “uma mentira repetida várias vezes termina adquirindo o status de verdade”. Quanto à mentira repetida várias vezes pela burguesia de que “os trabalhadores não são explorados”, ah, essa´mentira também continua prevalecendo no mundo. É por isso que o PLANETA tem milhões de desempregados, milhões de miseráveis, milhões de pessoas sem casa, milhões de favelados. É que os trabalhadores ainda não entenderam que o MARXISMO está correto, o sistema explora os trabalhadores e os joga na miséria. Um dia essa MENTIRA BURGUESA será desmascarada e o socialismo livre será o novo sistema que deixará esses sistema pré-históricos como capitalismo, estalinismo na sombra dos tempos da história. Se em 43 anos a MENTIRA sobre um assassinato caiu e a VERDADE apareceu, talvez em 50 anos, 200 anos, 1.000 anos, a MENTIRA CAPITALISTA também caia e ninguém mais vai ser escravo da burguesia e da exploração de mais-valia e aí, pessoas do futuro, se forem amorosas, terão pena de quem, nesse momento de hoje, defenderam o retrocesso histórico. Ser contra o marxismo é apostar no retrocesso histórico, vocês não tem noção do quanto vocês são prejudiciais à democratização da vida humana. Vocês são responsáveis até pelos crimes que ocorrem no mundo atual, porque ao invés de lutar pelo socialismo, com direitos, igualdades e responsabilidades iguais para todos os vivos, vocês ficam alimentando o capitalismo com suas ideologias equivocadas e atrasadas, e o capitalismo com todas as suas exclusões sociais, o que gera é só mais violência e mais marginalidade e mais miséria e isso é um buraco sem fim, o capitalismo não vai melhorar, vai só piorar, as guerras vão somente acentuar, não vão diminuir enquanto houver capitalismo, exploração, escravidão, miséria de parte da população. Vocês partem de uma crítica correta ao estalinismo, mas daí concluem por defender um equívoco histórico tremendo, que é a manutenção do capitalismo selvagem, com sua meia dúzia de privilegiados. Vocês não tem sensibilidade para entender um marxista honesto, vocês são interpelados por ideologias atrasadas. A HISTÓRIA terá apenas piedade de vocês, porque a filosofia marxista vencerá, simplesmente porque é a mais verdadeira, a mais honesta, a mais justa, a única que poderá aplacar os conflitos sociais. Basta a MENTIRA cair. E ela cairá. Quanto anos? Não sei. Mas cairá. A verdade sempre aparece, mesmo que um monte de gente poderosa e rica e armada de fuzil tentem escondê-la.

      • Jurema de Lourdes Giordani disse:

        É ISSO MESMO VAMOS LÁ CONTRA ESSA MASSA ASSASSINA DO PT, PSOL, PSTU…ESTAMOS JUNTOS.

      • Jurema de Lourdes Giordani disse:

        OS MILITARES SÃO DO MAL?

        Até concordo um pouco com você, pois eles deixaram muitos BANDIDOS VERMELHOS VIVOS, aliás, praticamente todos, que hoje assaltam os cofres públicos!

        Se os militares fossem totalmente do bem, teriam feito o que o seu amiguinho FIDEL CASTRO fez em CUBA, eliminando praticamente toda a oposição, assim como ocorreu também nos demais regimes comunistas, SEU PTRALHA!

  2. General de brigada Paulo Chagas disse:

    O governo da guerrilheira marxista Dilma – Fiasco Histórico
    Ações da Petrobrás despencam mais de 10%, apesar do aumento dos Combustíveis. Empresa perdeu credibilidade de Investidores.
    Balança Comercial, pior resultado dos últimos 13 anos.
    Dólar dispara.
    Inflação, por mais que tentam maquiar, mostra-se fora de controle.
    Mercado mostra não acreditar mais nas medidas de Mântega.
    Mais acusados do mensalão na Cadeia.
    Genoíno não será cassado. Não devido ao esforço do Mano e do Presidente da Câmara. Aposentadoria descartada. Está sendo aconselhado a renunciar, para não sair humilhado mais uma vez. Questão de tempo.
    Assim não perde direitos políticos e mídia o deixa de mão.
    Paulo Abreu não sabe onde se esconder, depois da vergonha do salário anunciado, a ser pago para Zé Dirceu.
    CUT desmoralizada, depois de servir de faxada de emprego para Delúbio.
    Dinastia precisa liberar dinheiro, por ser ano de Campanha. Economistas apostam em caos, caso realize essa loucura.
    Governo terá de injetar mais dinheiro no Itaqueirão, para garantir entrega no Prazo.

    Militantes, a maioria Fakes, poluem Facebook afirmando ser o Período Dilma sucesso absoluto e fazem juras de amor eterno.
    O Pior que falam maravilhas, mas quando cobrados, não conseguem apontar realizações que baseiam seus elogios.
    Limitam-se a afirmar que é ótimo. É ótimo, porque é ótimo e ai daquele que questionar.
    A apelação vem e ofensas proliferam.
    De quebra colocam links mostrando falhas de Governos do Século passado.

    DINASTIA CORRUPTA E CRIMINOSA
    Mais uma vez o Governo Dilma defende os interesses da População.
    Aumentou desconto do fator previdenciário.
    Quem aposentar à partir de agora ganhará menos ainda.
    É o que eu digo.
    Militante Petista culpa FHC de tudo.
    Foi no Governo Tucano que surgiu o famigerado Fator, mas Dinastia Lula se encarregou de aperfeiçoá-lo, transformando-o em ainda mais desumano.
    Desafio um Militante a me desmentir.

    Único número que mostrou crescimento no Ranking é o da Corrupção.
    Indices do Governo mostram apenas quantidade. Qualidade detalhe irrelevante.

    Hotel Saint Peter, o novo Patrão de Zé Dirceu, Maracutaia da grossa.
    Claro que o Nada Sei Nada Vi não tem nada com isso.
    Dilma nunca ouviu falar nesse Hotel e Dirceu encontrou a vaga pelo Jornal.
    O salário do Zé seria maior que o do presidente da Empresa.
    Militantes dirão ser obra da Direita raivosa e culpa de FHC.
    Daqui a pouco podemos descobrir que tem gente que queria se empregar, para administrar o que lhe pertence…Tudo é possível nesse Universo chamado Brasilia/Panamá.
    Só não entendo porque não Cuba, já que é tão próximo?
    Então tá então.
    Fica o dito pelo não dito e ninguém mais fala no assunto.

    O PAÍS PAROU. FATO.

    GOVERNO DILMA, FIASCO HISTÓRICO E EM TENDÊNCIA DE QUEDA.
    AÍ APARECE IBOPE E FALA EM AUMENTO DE POPULARIDADE.
    NEM CRIATIVOS MAIS CONSEGUEM SER. IMAGINAM PODER DIRECIONAR CRENÇA DA POPULAÇÃO,COM DADOS VISIVELMENTE FORA DA REALIDADE.

    • Jurema de Lourdes Giordani disse:

      AGORA ALGO BEM ÚTIL:
      VAMOS ENVIAR NOSSO PEDIDO DE SOCORRO POR EMAIL PRA ELES.

      “O BRASIL PEDE A INTERVENÇÃO MILITAR URGENTE. SOS FORÇAS ARMADAS”

      Envie seu email para: webmaster@ccomsex.eb.mil.br

      Uma amiga guerreira enviou e recebeu resposta agradecendo o email en[!!!].
      Vamos todos nós enviar esta frase:
      “O BRASIL PEDE A INTERVENÇÃO MILITAR URGENTE. SOS FORÇAS ARMADAS”
      para o endereço acima.
      Boraaaaaaaaaaaa Brasil é nossa única solução para o país se livrar do PSOL e PT.

  3. General de brigada Paulo Chagas disse:

    Era para isso que esses marxistas lutaram?
    Dinastia marxista divorciada da Moral. Caso antigo com a farsa.
    Fins justificam os meios. Sodoma e Gomorra o objetivo. Instalar o caos.
    Mentira e corrupção transformados em estilo de vida e forma de Governo.
    Mais uma prática manjada em andamento.
    A certeza da Impunidade atrofia criatividade.
    A Pornografia do Prostituir Pesquisas instalada sem o menor Pudor.
    Prelúdio do P. Partido Político em Paralelo com a Putaria.
    Ministério Público e Policia Federal precisam Investigar.
    Está tão claro, que passa a ser atestado de insanidade fazer de contas que nada sabem.
    Prioridade fiscalizar quantos Cidadãos são realmente entrevistados em cada Pesquisa.
    Não é de hoje que tenho alertado.
    Impossível, diante da deterioração de Imagem, Movimentos nas ruas e revolta generalizada, que popularidade de Dilma e do PT estejam em alta.
    Números apresentados contrariam o bom senso.
    Cidadão comum os ignoram, acreditando que serão repudiados pela População.
    Não é assim que acontece e o 13º Reich sabe.
    Tática de Guerrilha de Lenin.
    Repetir uma mentira de forma incansável a transforma em verdade com o passar do tempo.
    Tentam criar Atmosfera de nada atingir Dilma e minimizar efeitos da Podridão que emerge e do sucateamento do País. As pesquisas são o principal instrumento.
    O valor pago é astronômico. Monopolizaram setor. Hoje existem poucos Gigantes e estes estão na Folha de pagamento.
    Como funciona?
    – Determinar resultado desejado.
    Ex: Dilma 48% – Aécio 21% – Eduardo 10% – 21% Brancos Nulos.
    – Instituto coloca centenas de Pesquisadores nas Ruas. Gente séria, que faz seu Serviço de Forma Profissional.
    No final 20 000 pessoas Pesquisadas. Fichas seguem para uma Central.
    – Separam documentos que interessam.
    963 Dilma/422 Aécio/204 Eduardo/425 Brancos – Nulos.Total 2014.
    Documentos registrados. Podem ser conferidos. Tem nomes, endereços e, se procurados, pesquisados confirmarão Informações.
    O restante é eliminado.
    Basta reparar:
    – O número de Pesquisados nunca é o mesmo.

    Objetivos Prováveis da Manipulação:
    – Brasileiro vota, da mesma forma que aposta em Corrida de Cavalos. Escolhe quem acredita que irá vencer.
    – A permanente dúvida sobre segurança das Urnas Eletrônicas. O absurdo de uma Eleição, sem possibilidade de conferir. Aberração Única no Mundo.
    Orgulho de Apuração Rápida. Apuração e Sexo não precisam ser rápidos e sim bem feitos.
    Fraude fácil de se realizar. Ocorre no transmitir os dados.
    A População passa meses vendo resultados de Pesquisas, que, havendo a fraude, o resultado será aceito.
    REPITO:

    PARA DAR CREDIBILIDADE ÀS PESQUISAS, FISCALIZAR O NÚMERO DE CONSULTADOS.
    CHEGA DE FRAUDE, PARA TENTAR PERPETUAR O PODER.

    Alguém pode afirmar. Acusação grave. Onde estão as Provas?
    Não acuso. Levanto a possibilidade.
    Se realmente o Brasileiro quiser passar o País a limpo, me apoiará.
    Investigação se torna necessária. Os principais interessados deveriam ser o Governo e os Institutos. Assim não deixarão dúvidas da lisura.

    Quem não deve, não teme.
    Hora de cobrar.

    Coisas de um Pais que virou uma coisa.
    Gente sem Valores, comandada por gente sem Valor.
    Isso é marxismo isso é Brasil.

  4. Tenente Büscher disse:

    Então, não nego a obra que eles fizeram na economia, que eles restauraram a economia brasileira. Hoje o Lula se gaba de ter tirado da miséria 30 milhões de pessoas! Foi esse exatamente o número de pessoas que, 20 anos (30?) antes o regime militar tirou da miséria, quer dizer, numa população muito menor e ninguém fica elogiando por causa disso! Então, não podemos deixar de reconhecer a obra econômica, mas a obra de deseducação política e de deformação estética que os milicos fizeram no Brasil foi uma coisa que deixou uma marca, quer dizer, ali foi o ato inaugural da imbecilização! Também, uma frase curiosa, e penso que certeira, do Elio Gaspari em sua obra A Ditadura Escancarada sobre o mesmo período: “O Milagre Brasileiro e os Anos de Chumbo foram simultâneos. Ambos reais, co-existiam negando-se. Passados mais de trinta anos, continuam negando-se. Quem acha que houve um, não acredita (ou não gosta de admitir) que houve o outro.” Outro autor, Larry Rohter, DEU NO NEW YORK TIMES, que fala que não tem nenhuma afeição ao governo militar, e que chegou a entrar em conflito com eles várias vezes, mas tem que se destacar que “um dos poucos méritos da ditadura militar foi que ela teve uma visão estratégica para o Brasil e, diferentemente de alguns governos pós-1985, sabia pensar a longo prazo.” E reconhece que algumas vezes houve falhas nessa visão, como é o caso do programa nuclear. Mas cita o Proálcool como um golpe de gênio, alem dos investimentos na Embrapa, Embraer, Petrobras e Fapesp casos de extremo sucesso! No livro HISTÓRIA DO BRASIL, do Boris Fausto, ele analisa o milagre sobre “aspectos”: Vulneráveis: excessiva dependência do sistema financeiro e do comércio internacional, além da necessidade cada vez maior de contar com produtos importados, sendo o petróleo o mais importante. Negativos: a natureza social – distribuição de renda, e abandono dos programas sociais pelo Estado. O autor, porém, destaca que no período de 69 a 73, o país cresceu a uma média de 11,2%, tendo chegado a 13% em 73!!! Mais adiante ele ressalta que os números brutos do governo Geisel apresentaram resultados satisfatórios, crescendo a uma média de 6,7% a.a. e ressalta como ponto negativo a crescente divida interna!
    As realizações do período militar ficaram diminuídas por causa do processo de vilanização da direita, ainda mais depois do escancarado apoio dos EUA. A esquerda, por outro lado, passou por um processo de vitimização que se transformou em capital político para a ascensão ao poder, inicialmente dos partidos de centro-esquerda, como o antigo PMDB e PSDB, e principalmente do PT de Lula. Talvez, se a revolução comunista se concretizasse no Brasil na década de 60, hoje a situação fosse invertida. A esquerda seria vilanizada não só pela tirania típica dos regimes comunistas, como também pelo fracasso do comunismo. A direita, por outro lado, poderia hoje ter o capital político de “heróis da resistência”, como, aliás, são vistos hoje os chamados “dissidentes” do regime cubano, os mesmos que Lula infelizmente comparou a criminosos comuns em sua visita a ilha de Fidel. Certamente vamos ter a oportunidade, ainda nesta série, de discutir um pouco mais também sobre este assunto.

  5. Gílber, todo regime totalitário é nefasto e funesto , seu socialismo livre com 100% de estado, também passa a ser totalitario, não tem como fugir disso.
    Tudo o que tenho lido sobre o movimento de 1964 divide-se nas seguintes categorias: (a) falsificação esquerdista, camuflada ou não sob aparência acadêmica respeitável; (b) apologia tosca e sem critério, geralmente empreendida por militares que estiveram de algum modo ligados ao movimento e que têm dele uma visão idealizada.

    Toda essa bibliografia, somada, não tem valor intelectual nenhum. Serve apenas de matéria-prima, muito rudimentar, para um trabalho de compreensão em profundidade que ainda nem começou.

    Para esse trabalho, a exigência preliminar, até hoje negligenciada, é distinguir entre o golpe que derrubou João Goulart e o regime que acabou por prevalecer nos vinte anos seguintes.

    Contra o primeiro, nada se pode alegar de sério. João Goulart acobertava a intervenção armada de Cuba no Brasil desde 1961, estimulava a divisão nas Forças Armadas para provocar uma guerra civil, desrespeitava cinicamente a Constituição e elevava os gastos públicos até as nuvens, provocando uma inflação que reduzia o povo à miséria, da qual prometia tirá-lo pelo expediente enganoso de dar aumentos salariais que a própria inflação tornava fictícios. A derrubada do presidente foi um ato legítimo, apoiado pelo Congresso e por toda a opinião pública, expressa na maior manifestação de massas de toda a história nacional (sim, a “Marcha da Família com Deus pela Liberdade” foi bem maior do que todas as passeatas subseqüentes contra a ditadura). É só ler os jornais da época – os mesmos que hoje falsificam sua própria história – e você tirará isso a limpo.

    O clamor geral pela derrubada do presidente chegou ao auge em dois editoriais do Correio da Manhã que serviram de incitação direta ao golpe. Sob os títulos “Basta!” e “Fora!”, ambos foram escritos por Otto Maria Carpeaux, um escritor notável que depois se tornou o principal crítico do novo regime. Por esse detalhe você percebe o quanto era vasta e disseminada a revolta contra o governo.

    O golpe não produziu diretamente o regime militar. Este foi nascendo de uma seqüência de transformações – quase “golpes internos” – cujas conseqüências ninguém poderia prever em março de 1964. Na verdade, não houve um “regime militar”. Houve quatro regimes, muito diferentes entre si: (1) o regime saneador e modernizador de Castelo Branco; (2) o período de confusão e opressão que começa com Costa e Silva, prossegue na Junta Militar e culmina no meio do governo Médici: (3) o período Médici propriamente dito; e (4) a dissolução do regime, com Geisel e Figueiredo.

    Quem disser que no primeiro desses períodos houve restrição séria à liberdade estará mentindo. Castelo demoliu o esquema político comunista sem sufocar as liberdades públicas. Muito menos houve, nessa época, qualquer violência física, exceto da parte dos comunistas, que praticaram 82 atentados antes que, no período seguinte, viessem a ditadura em sentido pleno, as repressões sangrentas, o abuso generalizado da autoridade. O governo Médici é marcado pela vitória contra a guerrilha, por uma tentativa fracassada de retorno à democracia e por um sucesso econômico estrondoso (o Brasil era a 46ª. economia do mundo, subiu para o 8º. lugar na era Médici, caindo para o 16º. de Sarney a Lula). Geisel adota uma política econômica socializante da qual pagamos o prejuízo até hoje, tolera a corrupção, inscreve o Brasil no eixo terceiro-mundista anti-americano e ajuda Cuba a invadir Angola, um genocídio que não fez menos de 100 mil vítimas (o maior dos crimes da ditadura e o único autenticamente hediondo — contra o qual ninguém diz uma palavra, porque foi a favor da esquerda). Figueiredo prossegue na linha de Geisel e nada lhe acrescenta – mas não se pode negar-lhe o mérito de entregar a rapadura quando já não tinha dentes para roê-la.

    É uma estupidez acreditar que esses quatro regimes formem unidade entre si, podendo ser julgados em bloco. Na minha opinião pessoal, Castelo foi um homem justo e um grande presidente; Médici foi o melhor administrador que já tivemos, apesar de mau político. Minha opinião sobre Costa, a Junta Militar, Geisel e Figueiredo não pode ser dita em público sem ferir a decência.

    Negar suas realizações mais óbvias, como hoje se faz sem nenhum respeito pela realidade histórica, nem em ocultar por baixo de suas misérias os crimes incomparavelmente mais graves praticados por comunistas que agora falseiam a memória nacional para posar de anjinhos.

    • A entrevista do teórico do PT, Marco Aurélio Garcia, no Jornal da Tarde de 12 de janeiro, mostra que, por trás de uma tranquilizante fachada moderninha, esse partido não tem nada a propor senão o bom e velho comunismo.

      l. Segundo o entrevistado, o governo do PT não será socialista. Os ingênuos tomam esta promessa como uma garantia. Mas, prossegue Marco Aurélio, esse governo será uma “democracia popular” e constituirá “um aperfeiçoamento do capitalismo” com vistas a “um horizonte socialista” — um horizonte vago e indistinto o bastante para não alarmar o eleitorado. O que o eleitorado, novo e inculto, ignora por completo é que aperfeiçoar o capitalismo para chegar ao socialismo não é nenhuma proposta nova, mas sim a única estratégia de governo comunista que já existiu e a única que poderia existir, já que, segundo Marx, o socialismo não pode ser implantado antes que o capitalismo desenvolva suas potencialidades até o esgotamento. A função do governo de transição, “democrático-popular”, é acelerar esse esgotamento. Na Rússia, essa fase intermediária chamou-se NEP, Nova Política Econômica, implantada por Lênin logo após a tomada do poder pelos comunistas. Se o próprio Lênin, subindo ao poder no bojo de uma revolução armada, não implantou logo o comunismo, e sim apenas um “capitalismo aperfeiçoado”, por que o PT haveria de fazer mais, levado ao poder pela via gradual e pacífica do gramscismo?

      2. Marco Aurélio Garcia, prosseguindo na linha tranquilizante, assegura que os empresários nada perderão e terão tudo a ganhar no Brasil petista: “Se queremos desenvolver um grande mercado de massas, é claro que grande parte da burguesia vai tirar proveito disso.” Mas é exatamente o que dizia Lênin: não se pode fazer a transição para o socialismo sem que, na passagem, a burguesia ganhe um bocado de dinheiro com o incremento dos negócios. Nisto consistiu precisamente a NEP. Mas não se pense que os comunistas fiquem tristes com a súbita prosperidade dos seus desafetos. Ao contrário: acenando com a promessa de ganhos rápidos, o governo comunista faz trabalhar em favor da revolução a cobiça imediatista dos burgueses, cumprindo a profecia de Lênin: “A burguesia tece a corda com que será enforcada.” O truque é simples: com o progresso rápido do capitalismo, cresce também rapidamente o proletariado, base de apoio do governo comunista. Tão logo esta base esteja firme para sustentar o governo sem a ajuda dos burgueses, o governo puxa o laço. Em seguida os burgueses mortos ou banidos são substituídos em suas funções dirigentes por uma nova classe de burocratas de origem proletária ao menos nominal.

      3. Garcia diz que o PT quer um “Estado forte”, dotado de “mecanismos de controle do Parlamento, da Justiça, do Tribunal de Contas e das estatais”. Mas que diabo é isto senão o totalitarismo mais descarado? Nas democracias, a autonomia dos três poderes tem sido um mecanismo confiável e suficiente para o controle do poder. O que o PT advoga é que dois desses poderes sejam controlados por um terceiro, o Executivo, desde o momento em que este caia nas mãos do sr. Luís Inácio Lula da Silva. Nesta hipótese, dará na mesma que o Executivo policie os outros dois poderes diretamente, numa ditadura ostensiva, ou que o faça por intermédio de organizações autonomeadas representantes da sociedade civil — sindicatos, ONGs, grupos de intelectuais, grêmios estudantis — e controladas, por sua vez, pela facção política dominante, isto é, pelo PT: em ambos os casos, o que teremos será o crescimento hipertrófico do poder e seu absoluto descontrole.

      4. Interrogado sobre o destino que o governo petista dará às Forças Armadas, Garcia responde, com toda a clareza de quem diz exatamente o que pensa: mudar a Constituição, para que as Forças Armadas deixem de ter, entre suas atribuições, a de combater inimigos internos, e passem a se incumbir exclusivamente da defesa das fronteiras nacionais. Ora, mandadas para a fronteira, desligadas do combate a inimigos internos, as Forças Armadas estarão duplamente impedidas — pela obrigação constitucional e pela distância — de mover um só dedo contra o crime organizado, que, sob aplausos de uma certa intelectualidade esquerdista, já domina um Estado da Federação. Se, ampliando o que hoje acontece no Rio, uma aliança entre políticos e delinquentes atear fogo ao país inteiro, as Forças Armadas nada poderão fazer contra isso, porque estarão, fiéis ao dever constitucional, aquarteladas num cafundó amazônico, velando contra a iminente invasão boliviana ou talvez dando nos marines uma surra de fazer inveja ao vietcongue.

      Mas será estranho que um dirigente petista alimente esse projeto insano, quando seu partido também tem, entre seus principais quadros teóricos, um tal sr. César Benjamin, biógrafo-apologista do fundador do Comando Vermelho? Recordemos: escrito com a ajuda deste teórico petista, o livro em que o quadrilheiro William Lima da Silva faz a apologia do crime foi publicado pela Editora Vozes, da esquerda católica, e lançado, com noite de autógrafos e muita badalação, em cerimônia realizada na sede da ABI em 199l. Apesar do que dispõe o Art. 287 do Código Penal, ninguém foi processado. Alguns vêem em fatos como esse perigosos sinais de ligações entre as esquerdas e o crime organizado. Se há ou não aí uma aliança política subterrânea, é algo que só o tempo dirá. Mas que as esquerdas estão ligadas ao Comando Vermelho pelo passado comum e por uma profunda afinidade “espiritual” baseada no culto dos mesmos mitos e dos mesmos rancores, é coisa que está fora de dúvida. E como os senhores do crime não haveriam de sentir essa afinidade como um verdadeiro reconforto, diante da promessa petista de tirar do seu caminho o único obstáculo que ainda pode inibir suas ambições?

      A proposta petista de aumentar a dotação orçamentaria das Forças Armadas em troca de retirar delas a responsabilidade pelo combate ao inimigo interno é puro suborno, em que o PT veste implicitamente a carapuça de inimigo interno. Se ainda existe consciência estratégica entre os militares, a proposta indecente será repelida.

      5. Enfim, se Marco Aurélio Garcia procura aplacar o temor ante o espectro comunista dizendo que o regime petista não será socialismo e sim “democracia popular”, também nisto não há novidade alguma: todos os regimes comunistas se intitulavam “democracias populares”.

      O PT, seguindo a lição de Hitler, não se dá sequer o trabalho de ocultar o que pretende fazer: anuncia seus planos abertamente, contando com a certeza de que o wishfulthinking popular dará às suas palavras um sentido atenuado e inocente, sem enxergar qualquer periculosidade mesmo nas ameaças mais explícitas. Afinal, quanto mais assoberbado de males se encontra um povo, mais ansioso fica de crer em alguma coisa e menos disposto a encarar com realismo a iminência de males ainda maiores. Nessas horas, a maneira mais segura de ocultar uma intenção maligna é proclamá-la cinicamente, para que, tomada como inverossímil em seu sentido literal, seja interpretada metaforicamente e aceita por todos com aquela benevolência compulsiva que nasce do medo de ter medo. Quando Hitler prometeu dar um fim aos judeus, também foi interpretado em sentido metafórico.

      A predisposição da opinião pública para não enxergar o risco evidente nasce, por um lado, da própria hegemonia que as ideologias de esquerda exercem sobre o nosso panorama cultural, impondo viseiras psicológicas mesmo a pessoas que, politicamente, divergem da esquerda. A política é apenas uma superfície da vida social, e de nada adianta divergir na superfície se, no fundo — nas convicções morais, nos sentimentos básicos, nas atitudes vitais elementares — copiamos servilmente o figurino mental do adversário.

      Nasce, por outro lado, da ilusão de que o comunismo está morto. É um excesso de ingenuidade — ou, talvez, medo de ter medo — supor que o fracasso do comunismo no Leste europeu liquidou de vez as ambições dos comunistas em toda parte. O ressentimento move montanhas, dizia Nietzsche. Particularmente no Brasil, é muito profunda nas esquerdas a aspiração mítica de alcançar uma vitória local que, pelo seu próprio caráter inesperado e tardio, possa resgatar a honra do movimento comunista humilhado em todo o mundo. Permitir que o PT realize seus planos de “democracia popular”, sob o pretexto de que o comunismo é um cavalo morto, é arriscar-se a um coice que provará a vitalidade do defunto.

      Ademais, o movimento das idéias no Brasil não acompanha pari passu a evolução do mundo, mas fica sempre atrás. Em 1930, quando o positivismo de Augusto Comte já era peça de museu no seu país de origem, uma revolução tomou o poder no Brasil inspirada no modelo positivista do Estado. O espiritismo, moda européia que morreu por volta da Primeira Guerra sem nunca mais reencarnar, ainda é no Brasil quase uma religião oficial. Nossos intelectuais ainda estão empenhados no combate ao lusitanismo em literatura, quase um século depois de rompido o intercâmbio literário entre Brasil e Portugal. As velhas religiões africanas, que os negros de todo o mundo vão abandonando para aderir ao islamismo, aqui vão conquistando novas massas de crentes entre os brancos. Enfim, o tempo nesta parte do mundo corre ao contrário. Por que o comunismo, morto ou moribundo em toda parte, não poderá ressurgir neste país, fiel ao atraso crônico do nosso calendário mental? Pelo menos é o que nos promete a entrevista de Marco Aurélio Garcia: se depender dele, não falharemos em nossa missão cósmica de coletores do lixo refugado pela História.

      Homens de formação arraigadamente marxista, insensíveis durante toda uma vida a quaisquer outras correntes de idéias, simplesmente não podem, no breve prazo decorrido desde a queda do Muro de Berlim, ter feito uma revisão profunda e séria de suas convicções. Mudanças, se houve, foram epidérmicas, para não dizer simuladas. A força atrativa do messianismo comunista não acabou: refluiu para a obscuridade, de onde, vitalizada pelo apelo nostálgico e pela ânsia de um renouveau transfigurador, está pronta a ressurgir ao menor sinal de uma oportunidade. Declarações improvisadas de arrependimento nada significam, sobretudo em homens que, habituados por uma praxe do cerimonial comunista a utilizar-se de rituais de “autocrítica” como instrumentos de sobrevivência política, acabaram por assimilar profundamente o vício da linguagem dúplice, a ponto de torná-la uma segunda natureza. Um século de história do comunismo prova que nada iguala a capacidade da esquerda de tapar os próprios ouvidos à verdade, senão a sua habilidade de desviar dela os olhos alheios. A pressa mesma com que alguns próceres comunistas compareceram ante as câmeras de TV para declarar a falência do comunismo é suspeita, uma vez que em nenhum deles a desilusão foi profunda a ponto de fazê-lo desejar abandonar a política. Do dia para a noite, desvestiram a camisa soviética, vestiram um modelito novo, e sem mais delonga reapareceram, prontos para outra, com o maior vigor e animação, discursando com aquela certeza, com aquela segurança de quem jamais tivesse sido desmentido pelos fatos. Acredite nessa gente quem quiser.

      Da minha parte, não duvido de todos os comunistas. Acredito em Antonio Gramsci, quando diz que o Partido é o novo “Príncipe” de Maquiavel, e acredito em Bertolt Brecht, quando diz que para um comunista a verdade e a mentira são apenas instrumentos, ambos igualmente úteis à prática da única virtude que conta, que é a de lutar pelo comunismo.

      • Adelita Aguilar disse:

        Vemos tanta nojeira no Facebook, na TV, na sociedade… entrar num blog e encontrar várias pessoas debatendo com mente aberta, expondo seus conhecimentos…. fico muito feliz em ver isso… ainda num mundo em que sempre existiu meios de manipulação… e é isso devemos fazer a cada dia, abrir nossa mente, aprender com outras pessoas… pois estamos aqui para melhorar a cada dia! Só o conhecimento liberta! Estão de parabéns galera anti-comunismo e também o Gladimir que tem refutado esse Nazista/fascista! A propósito, depois que ele apareceu por aqui, não tem mais comentários de marxistas, somente de anti-comunismo.

      • Nós, socialistas livres, somos tão “nazistas-fascistas”, que permitimos a mais plena liberdade de expressão e liberdade de crítica às matérias que postamos em NOSSO BLOG. Tem gente que pensa do tanto de uma formiga mesmo, para falar o absurdo que Adelita Aguila acabou de falar. Gladimir, já que você é tão admirado pelos antimarxistas, inspire-os a pelo menos terem simancol e pararem de dizer tantas tolices.

      • Gílber, me deixa fora disso. Simplesmente sou radicalmente contrario a sua ideologia, não a sua pessoa. Você esta apelando. Pelo visto não sou bem vindo aqui em seu blog, Na real você tem me engulido, o que eu lamento. 😦
        Minha luta não é pessoal, apenas quero mostrar o outro lado negro do comunismo e do mais estado aos néscios.
        Suas fontes são confiável? Deve ser o conteúdo do site do Governo Federal e suas pomposas arrulhadas de pombo desastrado. Sendo arquiteto, cátedra baseada essencialmente na questão social, quando não técnica, fui obrigado a ler na faculdade tudo o que se pode imaginar sobre o socialismo e o comunismo, além de ouvir intermináveis opiniões de professores que lá estavam, numa faculdade particular, recebendo seu salário generoso dos capitalistas filhinhos de papai. E o que mais me impressionava era, no início dos anos 80, a quantidade de filhinhos de papai colegas de turma que achavam essas teorias lindas, e o início das Diretas Já uma luz no fim do túnel. Eu não tinha tempo pra ficar ruminando asneiras, tinha que trabalhar para pagar meus estudos. Escutava as ideias de Marx sem desdenhá-las, pois meu pai me ensinara a respeitar a opinião alheia. Pena, percebo que o mesmo não acontece com a grande maioria das pessoas, sejam elas de direita ou de esquerda, capitalistas ou socialistas, democratas ou liberais. Infelizmente (e isso falo intuitivamente, não sou cientista político tampouco sociólogo pra fazer tal afirmação) acho que o respeito ao pensamento do seu semelhante só existirá através da força, já que a abertura política e as liberdades filosóficas e de expressão que nos davam sorrisinhos amarelos ao final da ditadura visivelmente fracassou e criou uma geração de gente mimada que se joga no chão pra espernear quando são contrariadas. Não têm capacidade intelectual de buscar o conhecimento e a verdade, muito menos vontade de fazer algo que não seja buscar o maior conforto com o mínimo esforço. Para isso basta ingressar na carreira política.
        Democracia. Estado Livre, onde temos a opção de conquistar Direitos, com o cumprimento de Deveres.

        Coisa de um País que virou uma coisa.
        Vou ali roubar e já volto.
        E Assim o Mundo Gira e o brasil se Afunda

      • Conheço sua posição política, Gladimir. Também não concordo com sua posição. No entanto, como não somos fascistas, muito menos ditadores, você posta o que quer aqui, concordando ou discordando. Agora, certas pessoas vem aqui, nos acusarem de “fascistas”, em um BLOG DEMOCRÁTICO como o BLOG http://www.socialistalivre.wordpress.com, e acham que isso é coisa mais natural do mundo. Sinceramente, esses seus apoiadores tecem MENTIRAS que são de uma CANALHICE tão grande, que sinceramente, essa gente no PODER seria a pior desgraça para a humanidade. Primeira coisa, em um debate político, é o respeito por quem pensa diferente e, sobretudo, a verdade. São tantas acusações levianas e infundadas que são feitas, com palavras de baixo calão, que, sinceramente, me dá náusea de pensar que existem pessoas tão desonestas e sem educação no mundo. Se ser antimarxista é ser grosso, mentiroso, desonesto, desrespeitoso, torço e lutarei muito para que os trabalhadores fiquem sempre muito longe dessas pessoas que vomitam ódio e fazem calúnias a outros. Isso não é política, isso é baixaria. Credo! Você apoia essas pessoas que usam de todo tipo de calúnia e baixaria para atacar uma pessoa que pensa politicamente diferente, Gladimir? Estou sendo honesto? Não estou jogando, por que eu não sou disso? Você, como um homem público, um professor, um militar, você apoia isso, Gladimir? Pelo que você disse acima, você também acha que o debate tem de ser feito com base, pelo menos, em um mínimo de respeito. Por isso eu te disse, inspira seus seguidores a terem pelo menos educação e honestidade, do contrário, você estará alimentando um câncer maldito. Eu combato todo tipo de estalinismo na esquerda. Você, que se diz um capitalista democrático e livre, tem de combater o fascismo entranhado na mente de seus apoiadores. É disso que estou falando. E já sei que em seguida a esse meu comentário virá outro aqui vomitando ódio, achando que isso debate político. Quem apoia isso está ajudando a criar um monstro. Não vale tudo para ter poder, a moral do vale tudo voltará contra os próprios dirigentes que se utilizarem disso.

      • Adelita Aguilar disse:

        Nuss… o Gladimir acabou de me dar uma lição de como conversar. Tava aqui lendo sobre política e sem querer tomo uma lição de educação Obrigado por compartilhar um pedacinho da sua história. Estou aqui refletindo sobre como expor minha opinião de um jeito melhor ao marxista.

      • Alto lá Gílber! Não defendo nada disso que você esta sugerindo.
        Aos que, lido com este comentário, enxergarem no em minha pessoa um hidrófobo antipetista, advirto que votei em Lula para presidente e o faria de novo, com prazer, se ele tomasse as seguintes providências:

        l. Banir do seu partido o elenco de vedettes intelectuais que, formadas numa atmosfera marxista, e apegadas a ela como um bebê à saia da mãe, insistem em manter aprisionado nela o movimento socialista que anseia por novas idéias. Exorcizar de vez os fantasmas de Marx, Lênin, Débray, Althusser, Gramsci e tutti quanti, e permitir que a ideia socialista cresça livre de gurus e totens. Quando Lula diz que nossas elites viveram “com os olhos voltados para a França e a bunda voltada para o Brasil”, não percebe ele que isso é uma descrição exata da elite intelectual petista, e esquerdista em geral?

        2. Reprimir o uso de táticas de movimento clandestino e revolucionário, que são indecentes num partido que professa conviver democraticamente com outros partidos num Estado de direito. Infiltração, espionagem, delação, boicote moral podem ser necessários e inevitáveis a um movimento de oposição que queira sobreviver numa ditadura. Em regime de liberdade, são práticas intoleráveis, principalmente em políticos que posam de professores de ética. Quando os apóstolos da ética citam como um exemplo para o Brasil o que os americanos fizeram com Nixon após o caso Watergate, esquecem de dizer que Nixon não caiu por causa de um desvio de verbas, mas por causa da prática de espionagem. Se a corrupção é um crime, a espionagem é um ato de guerra, que destrói, pela base, o edifício democrático.

        Lula é um homem decente e, como disse Francisco Weffort, é alguém maior do que o seu partido. Se ele se utilizar da tremenda força do seu prestígio para exterminar esses dois vícios, o marxismo e o clandestinismo, o Partido dos Trabalhadores se transformará naquilo que seu nome promete, deixando de ser apenas o partido da nostalgia comunista.

    • Muito bom seus comentários, mas também tuas respostas, seu Gladimir. Se aceitares pode me adicionar no facebook, gosto de amigos inteligentes e que tem algo mais em argumentos para acrescentar e apoiar nosso movimento anti-comunista.

      • Onde se diz “movimento anti-comunista”, leia-se: MOVIMENTO DIREITISTA!

      • Professora Carmilta Castro disse:

        Canhoto, ou seria uma canhota, porque pelo visto gosta de um salto. Que seja Movimento de Direita. O fim é o mesmo, combater a implantação do comunismo no brasil. Pode ter certeza que o meu linguajar é menos maléfico aos alunos do que esse seu marxismo assassino.O comunismo é muito legal!!! Socializa a morte, a morte por fome o fuzilamento e outras atrocidades com aqueles que discordaram do regime. As vitimas dissidentes são apenas números (aproximadamente 100 milhões de mortos) que devem ser sacrificadas para o bem da sociedade comunista e anticapitalista.

      • Roberto Barricelli disse:

        Direita é o termo geralmente utilizado para designar indivíduos e grupos relacionados com partidos políticos ou ideais considerados conservadores (em relação aos costumes) ou liberais (em relação à Economia), por oposição à esquerda política.

        A direita é atualmente, e bem, associada a desenvolvimento econômico e social. Países como Japão, Estados Unidos da América, Alemanha, Inglaterra, Coreia do Sul, etc, são dos países mais desenvolvidos do mundo a todos os níveis (economia, sociedade, educação, condições de vida, mais emprego). O fato de serem os mais desenvolvidos do mundo é devido à esmagadora maioria das pessoas terem como ideologia política a direita, incluindo os políticos que os governam.

    • Professora Carmilta Castro disse:

      ESSE E O VERDADEIRO BRASILEIRO
      Guerrilheiro quando tortura é certo, Militar quando tortura é vilão.
      guerrilheiro quando fere e mata explica que era uma guerra e na guerra vale tudo: então por que a indenização? e por que para o outro lado não vale, se era a mesma guerra?
      Socialistas de merda.

  6. Marxismo e epicurismo parecem ir em direções opostas: este, fugindo do mundo, para fechar-se no jardim com a comunidade dos eleitos; aquele, para fora, para a ação coletiva que vai transformar o mundo. Mas é uma diferença de escala antes que de natureza: nos dois casos, trata-se de envolver seres humanos numa praxis absorvente e hipnótica, que os afastará para sempre da tentação da objetividade, não deixando margem para o recuo teorético e aprisionando todas as suas energias intelectuais num circuito fechado de autopersuasão retórica. Trata-se de neutralizar a inteligência humana, colocando-a no encalço de metas utópicas que, pela dialética infernal que transfigura cada derrota em sinal da vitória próxima, a absorverão tanto mais completamente quanto mais os resultados obtidos no esforço forem cair longe das finalidades sonhadas. É somente isto que explica o fenômeno de milhares de intelectuais se recusarem, durante quase um século, a enxergar os males do comunismo, ou, depois da queda do Muro de Berlim, a reconhecer qualquer conexão entre esses males e o ideal socialista. Não é realmente o efeito de um singular escotoma que a intelectualidade esquerdista veja em todo movimento de direita, mesmo tímido, a marca de um ressurgimento nazifascista, e de outro lado possa crer que o ideal socialista emergiu do Gulag isento de toda mácula? Não é uma estranha morbidade que a ideologia que reduz a ação dos indivíduos a mera expressão das correntes ideológicas profundas explique as sessenta milhões de vítimas de Stálin como resultado da maldade fortuita de um só homem, sem qualquer raiz na ideologia por ele professada? Que os defensores intransigentes do conceito da sociedade como um todo substancial, como bloco orgânico onde se fundem inseparadamente ideologia e prática, expliquem os crimes do governo soviético como desvios acidentais totalmente alheios à ideologia marxista? Não é mesmo demente a obstinação de manter a imagem de Karl Marx — ou mesmo a de Lênin — limpa de todo contágio com os crimes da ditadura soviética, quando nem mesmo Jesus Cristo deixou de ser responsabilizado pelas crueldades da Inquisição? Não é estranho que após tudo o que se revelou sobre a tirania comunista o socialismo ainda continue a ser um ideal respeitável, quando crimes de muito menor escala bastaram para manchar de sangue para sempre a imagem do fascismo italiano, do franquismo ou das ditaduras latino-americanas? Não é enfim uma anomalia intelectual que aquela filosofia que mais enfatizou o arraigamento histórico-social dos conceitos abstratos — condenando como “metafísica” toda admissão de essências a-históricas ou supra-históricas — apresente agora o socialismo como essência pura incontaminada por um século de experiência comunista? Como explicar a cegueira obstinada de filósofos, de intelectuais, de artistas, entre os mais notáveis do século, se não pela formidável potência ilusionista inerente à raiz mesma do marxismo, pela sua capacidade quase diabólica de transfigurar o quadro das aparências e levar as pessoas a verem as coisas diferentes do que são?

    Que Marx tivesse, pessoalmente, um tremendo senso do teatro, do fingimento, da prestidigitação, é coisa que os biógrafos já estabeleceram com certeza suficiente. Mas isto não bastaria para dar à sua filosofia tamanho poder de ludibriar as consciências. Quando, no entanto, notamos que o primeiro interesse acadêmico do jovem Marx foi devotado ao estudo do príncipe dos ilusionistas filosóficos, e em seguida constatamos ser idêntica, em Epicuro e nele, a mixórdia proposital e alucinógena da teoria na prática e da prática na teoria, então compreendemos a virulência inesgotável da herança epicurista, capaz de atravessar os milênios e ressurgir a cada novo empenho cíclico de instaurar em alguma parte do mundo o reinado da impostura. É isso velho…

    • Como a obra de Marx ficou na grelha da empulhação um pouco mais do que a de Lenin, chega à mesa do debate com menos sangue e disfarça a sua vigarice. Acreditem: a revolução da qualidade na educação, por exemplo, é mais uma questão de vermífugo ideológico do que de verba. O que me leva a este texto?
      Este país já se tornou indigno — ou incapaz — de ser examinado sob a ótica da filosofia política, que pressupõe, nos agentes do processo histórico, um mínimo indispensável de consistência, de realidade, de substancialidade. No Brasil de hoje tudo é simulação — numa medida jamais vista em qualquer outro lugar ou época da história –, e por isso os únicos enfoques possíveis para estudá-lo são o da psicopatologia social e o da criminologia: o primeiro porque as conexões entre os pensamentos e a realidade, entre a vida interior e exterior dos personagens, são puramente convencionais e imaginárias; o segundo, porque não há um só ato ou decisão dos agentes que não constitua de algum modo uma violação das leis do país, para não dizer dos princípios elementares da moralidade. No fundo, a simples existência de um país como esse já é uma imoralidade, talvez um crime.

      A vida pública no Brasil de hoje não pode sequer ser objeto de sátira, pois ela mesma é satírica, no sentido de que todas as falas e ações dos personagens têm duplo significado e os dois significados são igualmente ilusórios: aquele que o agente pretende impingir ao ouvinte ou espectador e aquele em que ele se baseia para se orientar no quadro daquilo que imagina ser a realidade.

      O atual enredo brasileiro é totalmente composto de auto-ilusões que se sustentam na base de ilusões secundárias criadas para ludibriar o próximo, mas que não raro acabam por persuadir o próprio agente, transformando-o em instrumento inconsciente daqueles a quem pretendia enganar.

      As ações aí obedecem rigorosamente à estrutura de um engano mútuo fundado num duplo auto-engano, multiplicando-se num efeito em espelho até a total impossibilidade de controlar — ou até de narrar — o fluxo dos acontecimentos.

      Nesse panorama, qualquer discussão de idéias, doutrinas ou programas de ação nunca é o que parece, mas também não é o que os produtores da comédia desejariam que parecesse, uma vez que eles não têm domínio suficiente da realidade para projetar um efeito previsível e acabam sendo eles próprios arrastados no jogo de fantasmagorias que criaram.

      É a apoteose da macaquice, que termina por macaquear-se a si mesma, na ilusão suprema de poder restabelecer contato com a realidade por meio de uma macaqueação de segundo grau.

      A coisa só não descamba em tragédia porque as ações são tênues, o território é grande e os contatos sociais são ralos e epidérmicos. Comprimido num espaço mais denso, esse jogo seria explosivo. O caos das consciências só não se transmuta em caos social porque os agentes são fracos demais para romper o quadro rotineiro da vida, que, na desorientação geral, continua o único guiamento possível e adquire uma autoridade quase divina, produzindo, como efeito colateral, o culto devoto da banalidade.

      O PT é, sim, gramsciano. Chegou lá? É o Moderno Príncipe, ainda que tropicalizado? Não. Luta para sê-lo e deu passos importantes nessa direção. Volto aos “ideólogos” de que fala Claudio de Moura Castro. A educação brasileira foi corroída pela tal perspectiva dita “libertadora” e anticapitalista. Ela não é ruim porque falta dinheiro, mas porque deixa de ensinar português e matemática e prefere libertar as crianças do jugo capitalista com suas aulas de “cidadania”. O proselitismo se estende ao terceiro grau e fabrica idiotas incapazes de ver o mundo fora da perspectiva do Moderno Príncipe.

  7. Professora Carmilta Castro disse:

    FAÇO MINHAS AS PALAVRAS DO GLADIMIR, POSTADA AQUI MESMO NESSE BLOG DO RETARDADO:
    Gílber, quando os militares deram o contra golpe comunista em 1964,os comunas foram todos para Paris, Londres, Santiago. Ninguém foi para Cuba,URSS,China. Foram curtir as benesses do capitalismo em países de primeiro mundo,porque ninguém é de ferro. Risos….

  8. Resumo da prosa:
    Todos os sistemas políticos e RELIGIOSOS em voga,dependem do princípio do altruísmo…
    o princípio do sacrifício forçado ou reprimido das vítimas,para os demais.

    O altruísmo (como misticismo bíblico)apoia o sacrifício,como bom em si mesmo,não obstante os meios (p.ex.,a força,a coerção,a fraude,a culpa,o engano,o carisma),não obstante os recebedores (p.ex.,os ditadores,os presidentes,os papas,os teólogos,os bem estar dos clientes) e ainda não obstante às vitimas (p.ex.,os mortos na guerra,os contribuintes,os negociantes,os fiéis.

    Todos, que na verdade se deixam enganar pela mentira e pela vaidade da própria ignorância e pela preguiça mental,do não uso do hábito salutar de pensar.

    Mas de todos os sistemas POLÍTICOS, de governo existentes,o menos malévolo é o SISTEMA DEMOCRÁTICO.
    O controle governamental sempre significa o controle dos indivíduos pela força.
    O comunismo,o fascismo,o socialismo,são sistemas políticos, que sobrevivem apenas, pela força,logro e opressão,dos indivíduos,pois sacrificam o individuo,pelo “bem” do coletivismo. São esses três últimos os maiores repressores do planeta.

    Com os terroristas, guerrilheiros e marxistas no comando do brasil de hoje.
    Coisa de um País que virou uma coisa.
    Vou ali roubar e já volto.
    E Assim o Mundo Gira e o brasil se Afunda.

  9. saulo disse:

    Amigo sua ideologia e uma causa nefasta… já matou gente demais… sai dessa faça um favor a sseus neto e filhos….

    • Evellyn disse:

      Saulo! Esse é uma bichona, fascista, não vai ter filhos muito menos netos.É um narcisista, que tem sede de poder. As guerras que só queriam roubar matérias-primas não são parte integrante do capitalismo e sim políticas estatais. No caso do comunismo o modo como ele se dá só pode gerar pobreza pois é insustentável. (não estou falando do comunismo que Karl Marx falava já que esse é utópico mais sim da ditadura que sempre ele inerentemente se torna). Desde que o mercado se globalizou as guerras só diminuíram pois quanto mais as econômicas se tornam entrelaçadas mais pacífica a política se torna. Os economistas citados foram grande pensadores diferentemente do Marx que só formulou teorias que ferraram com o progresso mundial vide “Mais Valia”. Economia não é um jogo de soma zero! Dominadores supra-capitalistas é balela.

  10. Adelita Aguilar disse:

    Quando países como Alemanha e outros da Europa eram protecionistas (o Reino Unido nunca foi) estes países eram pobres e subdesenvolvidos. A prova disso é que milhões de pessoas fugiram destes países para o Brasil. Prova que na época a qualidade de vida e as oportunidades pra quem vivia na Alemanha, Itália, Japão, etc. não era muito diferente da que existia no Brasil.

    O protecionismo era parte da mentalidade mercantilista e imperialista que tanto mal fez ao mundo. O protecionismo destes países é o responsável pela maior parte de pobreza e opressão que existe no mundo hoje.

    O ápice do protecionismo foram as I e a II Guerras Mundiais.
    Desde então o protecionismo caiu em desuso, estes países se tornaram de fato desenvolvidos e nunca mais houve guerra mundial.

  11. Só para lembrar do Grande Mudo… Ele continua trabalhando em silêncio, sem estardalhaço…

    Nossa Instituição sempre estará presente na vida nacional e sobreviverá aos pobres de espírito e de amor à Pátria, que não cultuam as tradições, os verdadeiros heróis e a grandeza da História do Brasil.
    Os atuais governantes parasitas e seus quadrilheiros, tal como uma febre malsã desaparecerão deixando ódio, destruição e nenhuma saudade.
    O Exército Brasileiro, ao contrário, é uma Instituição nacional permanente e indestrutível, leal à Nação e não a governos “de plantão” e saberá honrar seu passado e seus heróis, respondendo à altura aos que querem imobilizá-lo, a fim de levar adiante o projeto gramcista de domínio do Estado e da Nação.

    Clip do Exército Brasileiro

    Desde o estudante dos 12 Colégios Militares, passando pelas ações sociais, pelas ações de socorro emergencial, pelas tropas de montanha e aerotransportadas, pelas tropas de selva e caatinga e chegando às forças de paz em território estrangeiro.
    Tudo isto é um só Exército.https://www.youtube.com/watch?v=spJkc0MIfpw

  12. General de brigada Paulo Chagas disse:

    Muito cuidado, dona Dilma e marxistas:
    — Formiga que quer se perder cria asa.
    Corte enquanto pode as perigosas asas dessa tal Comissão da Verdade, com todas suas mentiras!
    Não sei o tamanho da vara da senhora; mas é muito, muito perigoso mexer leão com vara curta. Mostre sua brabeza com os fracos! — Brabeza com os fortes é muito perigoso.

    É muito fácil, muito fácil mesmo, minha querida presidente, colocar a culpa de tudo que acontece de errado, neste hoje tão errado Brasil , nos militares.
    — Nos “ditadores!”.
    — Nos “gorilas de 64”!
    – Mas veja bem:
    — Há mais de vinte anos estamos recolhidos nos quartéis, comendo o pão que o diabo amassou; de pires nas mãos!
    Fazendo das tripas coração!
    — Lembre-se que a senhora é a nossa Comandante-em-Chefe!
    — Chega de torturas!
    Chega de perseguições!
    – Hoje já perdemos quase tudo!
    Quase, pois ainda nos resta um pouco de coragem, de honra, de dignidade, de vergonha na cara!

    Não somos assassinos não!
    — Assassinos são esses que lhe acompanham e que deixaram centenas de famílias sem pais! Jovens sentinelas foram cruelmente assassinados nas guerrilhas urbanas, cujos delitos eram planejados, arquitetados, muito bem bolados por quem, hein, dona Dilma?
    — As Forças Armadas exigem respeito!
    — Somos o braço forte e amigo de todos os brasileiros!
    — Estamos cansados, putos da vida mesmo, com tantas humilhações, tantas sacanagens!
    Cansados de sofrer humildemente as censuras dos encastelados no poder, incapazes de compreender, de refletir e avaliar corretamente o que nós fizemos num passado recente por este Brasil tão grande, tão amado e hoje tão traído! O que fizemos,- e faremos novamente, se preciso for-, foi combater o que julgamos prejudicial ao Brasil, sem interesses individuais. Não nos locupletamos. Vocês, pelo contrário, fazem disso seu objetivo maior.

    Hoje vemos uma ditadura quiçá mais perversa, e por que não dizer, mais sangrenta (vide milhares de vidas inocentes ceifadas pela violência que V. Sas. não só permitem como promovem), e a troco de quê? A troco de objetivos inconfessáveis, do poder pelo poder, do enriquecimento ilícito individual e de “cumpanheiros”, o que comprova que estávamos certos em combatê-los no passado. Todos pensam em poder, em levar vantagem, em “se vingar”, mas ninguém pensa no Brasil.

    Mergulhados na indiferença, no desânimo, assistimos o circo pegar fogo.
    Olhando de longe o Brasil mergulhando na guerra civil, na corrupção, nas drogas, no caos.
    — Será preciso outra Revolução?
    — Não!
    — Lógico que não!
    — Embora haja muita gente – muita gente mesmo – cansada, de saco cheio de conviver com tanta esculhambação, tanta corrupção, tanta safadeza – achando que sim; achando que é preciso outra 64!
    — Achando que revolução mesmo é com sangue! Muito sangue! (sem “retornos”, sem “anistias”) Muitos “paredóns”, como fez Fidel Castro, a menina dos olhos dessas suas embriagadas, corruptas e alegres esquerdas.

    E não fazer como fizemos naqueles idos, passando panos quentes nas bundas desses seus amigos terroristas que estão aí, ratos soltos na buraqueira, comendo o queijo e bebendo o leite dos nossos famintos brasileiros, muitos dos quais recebendo injustas, polpudas e mal-cheirosas “bolsas-terrorismo” (com dinheiro meu, seu, nosso), rindo dos nossos esforços, rindo dos nossos mártires, rindo dos nossos companheiros mortos em combate (e sem direito a “reparações”), rindo da chamada “anistia” (que deveria ser recíproca), rindo dos “vencedores” que transformaram em “vencidos”, rindo do Brasil e dos brasileiros…Será que vai ficar assim?

    Cuidado, dona Dilma; muito cuidado com o pingo da gota d’água!
    Não nos acue!!! Esperamos não sermos obrigados nem impelidos pela população a intervir.
    Uma coisa eu garanto: se o fizermos, não haverá mais anistia para terroristas, ladrões e corruptos.
    Aprendemos a lição.

    Veja bem o que está acontecendo na Turquia ….

    • General de brigada Paulo Chagas disse:

      Caros Amigos.
      A chegada do PT ao poder e os dez anos de sua permanência na direção do País criaram, além do caos social, moral e econômico, a incerteza quanto ao futuro das instituições republicanas, uma vez que o partido não deixa de alimentar a intenção de transformar o Brasil numa República Socialista Bolivariana. A reação recente da sociedade nas ruas, em que pese o “show da guerrilha urbana” que tenta desvirtuá-la, mostra que o povo deu-se conta dos males que representam para seu futuro o aparelhamento do Estado, do primeiro ao último escalão; o domínio completo do aparato sindical; a concentração de meios, a logística, o treinamento, o dispositivo e o incentivo dados às ações e pretensões dos chamados “movimentos sociais”; a concentração de recursos financeiros, visíveis e invisíveis, nas mãos dos “corruPTos”; a cada vez mais evidente ligação do “ParTido” com o crime organizado; e a coordenação e o controle exercidos pelo Foro de São Paulo sobre os horizontes de seus associados.

      Todo este potencial reunido nos induz a considerar a possibilidade e a probabilidade de que grandes tumultos, demonstrações de força, quebra-quebras, greves ilegais e tudo o mais que compõe o repertório destrutivo da esquerda radical venham a ocorrer, se as pesquisas de opinião indicarem com clareza a derrota de Dilma no processo de reeleição. O primeiro objetivo do tumulto será inviabilizar o pleito e o segundo será fazer crer aos desavisados e aterrorizados cidadãos de bem que a situação da ordem pública e a “pacificação nacional” dependem da permanência dela e dos corruPTos no poder!

      Por imposição do partido, com o aplauso dos parceiros do Foro de São Paulo e com o apoio dos eternos oportunistas, no Congresso e fora dele, e dos “intelectuais orgânicos”, sempre a serviço da enganação, “as eleições serão adiadas até que haja clima favorável e seguro para realizá-las”! Esta conjectura, com certeza, alimenta as mentes insanas dos canalhas que, inebriados pela exacerbação da ambição e pela subestimação da tolerância do povo, imaginam ser possível, desta forma, a instalação definitiva da “ditadura do proletariado” em Terras de Santa Cruz! Tratam-se apenas de conjecturas, apocalípticas, é verdade, mas acreditar que haja qualquer tipo de honestidade nos propósitos dos homens e mulheres que integram e apoiam o atual governo, dentro e fora do País, é, também, fugir da realidade.

      Seja como for, vale o alerta e fica a imagem como válida também para depois do pleito, pois, se derrotados e contrariados em seus anseios, venderão caro a estabilidade e a governabilidade, como fizeram no Rio Grande do Sul durante a administração de Yeda Crusius. Por outro lado, caso sejam ainda vencedores, premidos pelo tempo e pela caótica situação produzida por sua incompetência e reconhecida vilania, tentarão, agravando a desordem e o desmando, consolidar as condições objetivas e, com elas, introduzir a componente subjetiva do golpe. Em todos os casos, imaginam que a circunstância adversa e a “disciplina” das Forças Armadas farão com que elas, para evitar uma guerra civil, aceitem e respaldem a “solução da casa”, ou, no mínimo, que se omitam diante do golpe. Ledo devaneio!

      Conhecendo e confiando em meus camaradas, sugiro aos que alimentam tais esperanças que façam uma avaliação melhor e mais realista do comprometimento das FFAA, porquanto, caso decidam pela quebra das estruturas legais da república, as encontrarão aliadas, como sempre, à democracia, ao seu dever constitucional e aos interesses daqueles de onde, legitima e legalmente, demanda o poder. Em nome deles, elas lhes negarão respaldo e, mais uma vez, frustrarão a traição!
      Que Deus nos proteja como protegeu o Papa Francisco durante sua estada no Brasil e que estas “conjecturas” não ultrapassem os limites da presunção!
      “O socialismo é o evangelho da inveja, o credo da ignorância, e a filosofia do fracasso.”

  13. “SOCIALISTAS LIVRES” SÃO NA VERDADE BURGUESES DEGENERADOS, LIBERASTAS, PEDERASTAS, PARASITAS E PANACAS TÍPICOS DO TERCEIRO MUNDO SUBDESENVOLVIDO!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s