ZEZINHO E A MERITOCRACIA

Zezinho mora na zona rural. Tem dezessete anos de idade, e desde os sete trabalha na lavoura, para ajudar no sustento da família. Ele madruga todos os dias, pelas quatro da matina já está de pé. Após tomar o café, ainda antes de o sol nascer, lida na ordenha do rebanho da fazenda.

Os primeiros raios de sol apontam no horizonte e Zezinho já está na roça. Ele sabe tudo de roça. Trabalha com carinho e dedicação. Mesmo adolescente, Zezinho é o empregado de confiança do fazendeiro, que tem ele como um verdadeiro conselheiro. Zezinho conhece os segredos da terra, sabe do que ela necessita, como deve ser preparada, tem a noção exata da melhor época para semear.

Zezinho também conhece todos os tipos de defensivos agrícolas, é perito no assunto, e orienta sempre o patrão quanto ao produto melhor recomendado para cada tipo de cultura. Inteirou-se, sozinho, quanto às legislações ambientais, sobre o que é legal e o que não o é. Por conta de seu conhecimento e de seu trabalho, o patrão de Zezinho sempre faz boas colheitas, e obtém grandes lucros.

O que é produzido na fazenda onde Zezinho trabalha e coordena gera prêmios para o fazendeiro, que tem muitos troféus relacionados com controle de qualidade; alimentos com baixa incidência de agrotóxicos nocivos à saúde humana. Nem é preciso repetir que Zezinho é o braço direito do patrão.

Zezinho não se importa com o baixo salário que recebe, não liga que seja descontado de seu salário o aluguel da choça em que vive, bem como não lhe incomoda o fato de ser-lhe cobrado o leite que ele tira das vacas para seu próprio sustento. Ele recebe um salário mínimo mensal já com os referidos descontos. Zezinho, na verdade, quer ser agrônomo, este é o seu maior sonho. E por isso se esforça demais. Ele cursa o terceiro ano do ensino médio, que irá concluir este ano.

Na hora da refeição, Zezinho pega sua marmitinha e senta-se embaixo de uma figueira, no alto de um pequeno morro, de onde observa aquela imensa plantação, que mais parece uma selva, toda cheia de vida, e se sente orgulhoso por ser aquela plantação fruto do seu conhecimento, do seu trabalho. Ele imagina o dia que se tornará agrônomo, e a felicidade que dará a seus pais. Ele chega a suspirar e ergue uma das mãos para o alto, onde ele imagina ser o céu; em seguida tira seu chapéu, em sinal de agradecimento e confiança de que seu sonho um dia se realizará.

Assim sendo, Zezinho tem esperança de que, no futuro, seu conhecimento prático, que o coloca em igualdade de capacidade com qualquer profissional formado, lhe retorne uma vida melhor, mais justa. Zezinho nada deve em conhecimento a qualquer agrônomo. Aprendeu tudo que sabe com a vida. O profissional contratado pelo patrão apenas assina os papéis. Quem dá as cartas e comanda é Zezinho.

Zezinho estuda em uma escola da zona rural. Já extremamente cansado por conta de seu trabalho pesado, que o tirou da cama logo de manhãzinha, volta pra casa, toma um banho e sai sem jantar. É o melhor aluno da classe. Dedicado, responsável, esforçado. Um exemplo de estudante, adorado por todos os professores, pela direção da escola e pelos funcionários. Prestativo, ajuda sempre seus amigos que têm dificuldades.

Contudo, a realidade de Zezinho não lhe permite que se dedique mais aos estudos, ele faz o que é possível. Ele faz mais que o possível. Nem teria como fazer mais, pois Zezinho também trabalha boa parte dos sábados. O mínimo tempo que lhe sobra é o que resta do final de semana. E ele aproveita as migalhas do tempo. Entrega todas as tarefas para os professores, feitas a mão; não possui computador, mas tem uma caligrafia e uma escrita invejáveis. Toma emprestados os livros da biblioteca e, mesmo exausto, faz suas leituras aos domingos. Um aluno brilhante.

Zezinho é aluno do ensino médio rural, período noturno. Tem ótimos professores, que entendem perfeitamente suas possibilidades e valorizam seu esforço. Zezinho é pobre. As suas realidades social e política não lhe permitem fazer mais. Ele faz o que pode, o que está dentro de suas possibilidades e realidade.

Zezinho prestou vestibular. Não passou. Zezinho não será engenheiro agrônomo.

Por: JOÃO PAULO DA CUNHA GOMES – Professor da Rede Estadual Paulista

Acessem nosso Blog: http://www.socialistalivre.wordpress.com

Anúncios

Sobre socialistalivre

Esse Blog está a serviço da Luta pelo Socialismo. Defendemos a plena liberdade do ser humano, mas somos radicalmente contra a liberdade de explorar, como a burguesia faz, e contra a liberdade de oprimir como os machistas fazem, os racistas fazem, os homofóbicos fazem, os praticantes de bullying fazem, os preconceituosos fazem, os possessivos fazem e os autoritários de plantão fazem. Assim, defendemos que cada corpo-consciência deve ter liberdade de ser o que ESCOLHE SER, desde que esta liberdade não oprima e explore os outros! Defendemos a plena liberdade de postura crítica e a plena democracia operária, todos devem ter o direito de expressar o que pensam! Defendemos a Revolução Socialista e a necessidade de libertação da classe trabalhadora do jugo do capitalismo. No entanto,somos contra comandos de hierarquias políticas ou de figuras públicas mais poderosas no seio dos lutadores que travam a batalha pelo socialismo. Defendemos que cada militante deve ousar pensar por si mesmo, cada militante deve ter o direito de concordar, mas também de discordar daquilo que julga equivocado, por isso nos definimos como Socialistas Livres e esse Blog está a serviço dos que desejam militar de acordo com essa concepção. Convidamos a todos a conhecerem nosso jeito diferente de entender e de praticar a política socialista, com liberdade, democracia operária, direito de crítica e respeito ao diferente. Saudações Socialistas Livres.
Galeria | Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado . Guardar link permanente.

12 respostas para ZEZINHO E A MERITOCRACIA

  1. João Paulo da Cunha Gomes disse:

    Obrigado, professor Gílber. Fiquei muito feliz em ter publicado meu escrito aqui no seu blog.

  2. Eddy disse:

    A HISTÓRIA DO POLITICAMENTE CORRETO
    Dos anos 90 pra cá a cartilha do politicamente correto tem sido a bíblia dos neo-carolas idiotas úteis. Da onde surgiu isso e quais as verdadeiras intenções por trás de todo esse pé no meu saco?

    Lembrando sempre que, depois de sua missão terminada [total subversão da ordem social], o idiota útil normalmente faz parte do primeiro grupo a ser fisicamente eliminado pelas mesmas entidades que eles serviram, como explica Yuri Bezmenov, ex-KGB, logo abaixo:

    Assista também o dissidente soviético esclarecendo ponto-a-ponto o processo e compare com o que tem visto acontecer ultimamente no Brasil e na América Latina:

    • Aviso aos leitores-comentadores!
      A opção do blog http://www.socialistalivre.wordpress.com não é pelo uso de vídeos. Há milhares e milhares de espaços na internet, em que o uso da mídia áudio-visual é utilizada como forma de divulgação de discursos políticos. Nós, entretanto, nunca postamos vídeos nesse blog, porque achamos que a sociedade carece de reflexão através da leitura da linguagem escrita, às vezes, mais árdua, mas tão necessária em uma sociedade que valoriza o macarrão instantâneo e o fast-food. Portanto, desde a criação dessa página, sempre solicitamos aos leitores-comentadores que limitem seus comentários em forma de argumentos escritos: alguns leitores-comentadores nos respeitam, outros não respeitam, outros chegam pela primeira vez e não conhecem nossa política de NÃO postar vídeos e já postam um vídeo, etc. De qualquer modo, para deixar as coisas claras, avisamos aos leitores-comentadores que, de hoje em diante, 22-12-2013, todos os links postados em forma de vídeos, assim que detectados pelo gerenciamento do blog, serão automaticamente excluídos. Jamais censuramos e vamos censurar nesse espaço os argumentos de quem quer que seja, mesmo os comentários dos nossos opositores críticos os mais ferozes, mas todas as críticas, de hoje em diante, em coerência com a opção de LINGUAGEM desse espaço, deverão vir através da ESCRITA. Por antecipação, agradecemos aos que sempre compreenderam nossa opção pela LINGUAGEM ESCRITA.

      Por: Gílber Martins Duarte – Socialista Livre – Conselheiro do Sind-UTE-MG e diretor da subsede do Sind-UTE em Uberlândia – Professor da Rede Estadual de Minas Gerais – Doutor em Análise do Discurso/UFU – Membro da CSP-CONLUTAS.

  3. Padre Miguel Fernandez Cunha disse:

    O FIM DA PL 122 (Lei da Homofobia)

    Vitória! acabamos de aprovar no Senado Federal o requerimento que apensa a PL 122. Mais um gol pela família, que os marxista querem destruir. A todos obrigado pelas orações.
    Senador Magno Malta comemora o fim do PL 122

    • Padre Miguel Fernandez Cunha disse:

      “Se os fiéis de Cristo, que declaram abertamente a doutrina materialista e anticristã dos comunistas, e, principalmente, os defendam ou a propagam, “ipso facto” caem em excomunhão. (DECRETUM CONTRA COMMUNISMUM – Decreto do Santo Ofício de 1949 – Papa Pio XII)

      • Como a fanatismo religioso é burguês! Usa da religião para fazer política, atacando os socialistas em nome de Deus e acha que isso tem alguma coisa a ver com religião. Política travestida de religião, ideologia pura.

      • Padre Miguel Fernandez Cunha disse:

        Espera-se de um crítico feito o professor Gílber o mínimo: que tenha conhecimento do que crítica. Só assim ele pode analisar padrões, curvas, fluência, ritmo, técnicas e expor de forma clara se o resultado final do produto criticado funcionou dentro do contexto para alcançar ou não o objetivo proposto. Diferente disso faz um espectador comum que comenta as coisas apenas de acordo com a expectativa do seu gosto puramente pessoal.

        Me lembro de uma crítica recente em que um jornalista elogiou muito o filme Juiz Dredd por sua realização técnica, ritmo, cadência e emoção da narrativa. Ele disse que o filme realmente fora bem realizado e deveria agradar quem é fã da versão em quadrinho ou quem quisesse simplesmente ir pro cinema buscando entretenimento e diversão de qualidade. Mas o jornalista concluiu que jamais poderia classificar aquilo como um filme bom e que não recomendava que assistissem ao filme porque o protagonista era “fascista” (!) É esse o tipo de amadorismo que se vê por aqui. Crítica profissional baseada em “achismos” e gostos pessoais. Não me espanta se já já disserem que Psicose é péssimo porque o protagonista é um assassino e matar pessoas que tomam banho é feio. Ou quem sabe até já saiu alguma crítica dizendo que Meryl Streep está perfeita, que a direção é impecável, mas que não devemos assistir ao filme Dama de Ferro, pois o crítico não aprova que Margareth Tatcher tenha sido liberal-conservadora.

        Que por toda eternidade cada um tenha suas opiniões pessoais e egocêntricas! E compartilhe com seus amigos em mesas de bar e rodas de conversas. Raros momentos são tão divertidos como esses. Mas poucas coisas são tão patéticas quanto um crítico profissional tentar vender como verdade absoluta, resultante de uma ponderação “profissional” e “imparcial” sua simples e média opinião pessoal de espectador comum.

        Eu geralmente nunca respondo a uma crítica, seja negativa ou positiva. E já recebi muitas (arrisco dizer que negativa na maioria das vezes). Aqui, portanto, não se trata de responder alguém por ter me desagradado ou “magoado”. Se costumasse agir assim, faria isso sempre que saísse algo ruim a respeito do meu trabalho (ou seja, quase toda semana). As questões são outras. E quando a crítica é tão amadora que mais parece a opinião de um espectador médio em vez da opinião de um profissional? Quando nitidamente o problema não é o trabalho feito e sim o ego do crítico que não foi satisfeito? E quando o problema não é que você fez errado o seu trabalho e sim que não militou pela causa pessoal do jornalista? Quem critica o crítico? Quem vigia o vigilante? Marxistas!!!!

    • Aviso aos leitores-comentadores!
      A opção do blog http://www.socialistalivre.wordpress.com não é pelo uso de vídeos. Há milhares e milhares de espaços na internet, em que o uso da mídia áudio-visual é utilizada como forma de divulgação de discursos políticos. Nós, entretanto, nunca postamos vídeos nesse blog, porque achamos que a sociedade carece de reflexão através da leitura da linguagem escrita, às vezes, mais árdua, mas tão necessária em uma sociedade que valoriza o macarrão instantâneo e o fast-food. Portanto, desde a criação dessa página, sempre solicitamos aos leitores-comentadores que limitem seus comentários em forma de argumentos escritos: alguns leitores-comentadores nos respeitam, outros não respeitam, outros chegam pela primeira vez e não conhecem nossa política de NÃO postar vídeos e já postam um vídeo, etc. De qualquer modo, para deixar as coisas claras, avisamos aos leitores-comentadores que, de hoje em diante, 22-12-2013, todos os links postados em forma de vídeos, assim que detectados pelo gerenciamento do blog, serão automaticamente excluídos. Jamais censuramos e vamos censurar nesse espaço os argumentos de quem quer que seja, mesmo os comentários dos nossos opositores críticos os mais ferozes, mas todas as críticas, de hoje em diante, em coerência com a opção de LINGUAGEM desse espaço, deverão vir através da ESCRITA. Por antecipação, agradecemos aos que sempre compreenderam nossa opção pela LINGUAGEM ESCRITA.

      Por: Gílber Martins Duarte – Socialista Livre – Conselheiro do Sind-UTE-MG e diretor da subsede do Sind-UTE em Uberlândia – Professor da Rede Estadual de Minas Gerais – Doutor em Análise do Discurso/UFU – Membro da CSP-CONLUTAS.

  4. Pensar é coisa séria.

    Não se deixe impressionar pela palavra dessa ou aquela pessoa.
    Ainda que essa pessoa diga que te ama muito e está falando mal para o seu bem.
    Antes de mais nada, use o seu poder de reflexão.
    Deixe de lado essa forte emoção, e por alguns momentos,
    reflita usando a razão.
    Você insiste nessa situação porque tem uma certeza que é o seu desejo,
    ou é o orgulho que anda te cegando e deixando sem visão?

    Muitas vezes queremos porque queremos tal coisa,
    apenas para não deixar o gostinho de derrota ou fracasso na boca.
    Somos orgulhosos demais para levar um não para casa.
    Ensinamos até caminho errado só para não dizer que não conhecemos tal endereço.
    Imagine quando se trata de amor, de paixão?

    Apaixonados por uma “visão”, por uma idealização, somos vítimas de nós mesmos.
    Nos vendemos barato. Nos entregamos por nada.
    Caímos em ciladas tão tolas, que depois de um tempo, ficamos até com vergonha.
    Por isso, a razão é aquela amiga que cutuca e fica forçando uma atenção.
    Pense!

    Use o cérebro, coloque no papel.
    Converse com outras pessoas.
    Não acredite nessa besteira de que sabemos tudo ou que podemos tudo.
    Devemos ir até onde a dor seja pelo menos suportável.
    Porque depois de errar, chorar é o que menos resolve.
    Pense!

  5. Monsenhor Friedrich disse:

    Parabéns FAB! E tem gente desviando verbas das Forças Armadas para fazer campanhas de reeleições… Como o maior exemplo A Dilma Rousef! Esse vídeo mostra que o Brasil é muito maior que tudo que hoje o afligem. Vamos salvar nossas instituições que os marxista estão destruindo, principalmente a família.

    • Aviso aos leitores-comentadores!
      A opção do blog http://www.socialistalivre.wordpress.com não é pelo uso de vídeos. Há milhares e milhares de espaços na internet, em que o uso da mídia áudio-visual é utilizada como forma de divulgação de discursos políticos. Nós, entretanto, nunca postamos vídeos nesse blog, porque achamos que a sociedade carece de reflexão através da leitura da linguagem escrita, às vezes, mais árdua, mas tão necessária em uma sociedade que valoriza o macarrão instantâneo e o fast-food. Portanto, desde a criação dessa página, sempre solicitamos aos leitores-comentadores que limitem seus comentários em forma de argumentos escritos: alguns leitores-comentadores nos respeitam, outros não respeitam, outros chegam pela primeira vez e não conhecem nossa política de NÃO postar vídeos e já postam um vídeo, etc. De qualquer modo, para deixar as coisas claras, avisamos aos leitores-comentadores que, de hoje em diante, 22-12-2013, todos os links postados em forma de vídeos, assim que detectados pelo gerenciamento do blog, serão automaticamente excluídos. Jamais censuramos e vamos censurar nesse espaço os argumentos de quem quer que seja, mesmo os comentários dos nossos opositores críticos os mais ferozes, mas todas as críticas, de hoje em diante, em coerência com a opção de LINGUAGEM desse espaço, deverão vir através da ESCRITA. Por antecipação, agradecemos aos que sempre compreenderam nossa opção pela LINGUAGEM ESCRITA.

      Por: Gílber Martins Duarte – Socialista Livre – Conselheiro do Sind-UTE-MG e diretor da subsede do Sind-UTE em Uberlândia – Professor da Rede Estadual de Minas Gerais – Doutor em Análise do Discurso/UFU – Membro da CSP-CONLUTAS.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s