O que é Socialismo Livre?

Quem somos? Somos radicalmente contra o CAPITALISMO. Somos rompidos com a cultura BURGUESA. Não somos independentes, um dia com o pé no capitalismo, outro dia com o pé no anarquismo, um dia do lado de uma corrente política, outra dia do lado de outra corrente política, um dia com o pé no socialismo, outro dia com o pé no comodismo. Ao contrário, não importa o lugar em que estivermos, somos uma filosofia política marxista, somos Socialistas Livres. Praticamos a luta pelo Socialismo com Liberdade, assumimos nosso lugar ao lado da classe trabalhadora, mas somos centralizados unicamente pelo projeto da revolução, somos unicamente centralizados pelo projeto de transformar o mundo. E somos livres nesse projeto, porque o escolhemos, rompemos com a burguesia, rompemos com o capital, essas práticas não nos atraem. Escolhemos lutar para construir o Socialismo Livre, uma organização social que julgamos superiora para a humanidade desfrutar a vida.

Praticamos, na medida do possível, e defendemos desde agora tudo o que achamos que tem de existir na prática econômico-jurídico-ideológico-discursiva do Socialismo Livre: democracia operária de verdade, com respeito pleno ao direito das minorias se expressarem; respeito pleno ao pluripartidarismo socialista; defendemos a estatização da produção das riquezas estratégicas da economia, pondo fim aos grandes monopólios privados, e organizando o planejamento coletivo da economia, para por fim à exploração de mais-valia que a burguesia faz, às custas, do tempo de vida do trabalhador, tudo em benefício de um enriquecimento individual excludente do próprio burguês; defendemos justiça social, dando a cada um segundo suas necessidades, desde que sejam respeitados os limites energéticos do planeta, ou seja, o consumo desnecessário e mal planejado não é a cultura dos socialistas livres.

Mas o socialismo que defendemos é o Socialismo Livre. Somos contra todo tipo de hierarquia dirigente colonizando a liberdade de expressão, a liberdade de crítica e a liberdade de ser das pessoas. Defendemos liberdade de escolha para todos, isto é, cada indivíduo deve decidir o que fazer com sua consciência e com o seu corpo, desde que não oprima e não explore ninguém: a) o corpo-consciência da mulher não é objeto do homem, a mulher decide, no seu aqui e agora, o que fazer com o seu corpo-consciência; b) o corpo-consciência do homem não é objeto da mulher, cada homem decide, no seu aqui e agora, o que fazer com o seu corpo-consciência; c) o corpo-consciência do homossexual não tem de ser constrangido pela prática de uma maioria heterossexual, cada homossexual decide, no seu aqui e agora, o que fazer com o seu corpo-consciência; d) o corpo-consciência do religioso não tem de ser discriminado pela vontade do ateu, cada pessoa escolhe, no seu aqui e agora, se vai praticar ou não determinada fé; e) o corpo-consciência do ateu não tem de ser constrangido pelos que são crentes, cada corpo deve ser livre, no seu aqui e agora, para praticar a sua total não fé; f) cada pessoa escolherá sua forma de viver a sua afetividade-sexual, ou seja, cada corpo-consciência escolhe se quer ser monogâmico ou se quer viver a liberdade afetivo-sexual com mais parceiros ou se quer ser celibatário: todos serão respeitados em sua liberdade de escolha afetivo-sexual, pois os corpos-consciências não são propriedades de ninguém, a não ser do próprio ser vivo individualmente; g) cada pessoa terá pleno direito de expressar sua ideologia-racial, sem ser discriminada ou humilhada por isso, o racismo será considerado crime; h) cada corpo-consciência terá pleno direito de expressar sua singularidade estética, extinguindo-se propagandas ideológicas discriminatórias que criam imagens de corpos ideais, oprimindo indiretamente os corpos considerados não ideais pelo sistema. Cada corpo-consciência deve ser respeitado e valorizado por sua natureza de ser e de estar vivo, assim, no Socialismo Livre não haverá Corpos-consciências Modelos, pois Todos os Corpos-consciências são Modelos Únicos, são amostra da diversidade da vida; i) cada ser humano terá pleno direito de ir e vir e de ser tratado com gentileza, porque reverenciamos a vida e a liberdade dos seres: bullying, racismo, machismo, homofobia, preconceitos diversos, posse afetivo-sexual de pessoas, são comportamentos frutos do atraso e do obscurantismo que devem ser superados desde agora rumo à construção de um mundo Socialista Livre.

Venha lutar conosco, venha lutar pelo Socialismo Livre. Não somos e não seremos um partido político, somos um movimento político que luta para mudar radicalmente o mundo. Junte-se ao movimento que luta pelo Socialismo Livre.

OBS: A Filosofia Socialista Livre pratica a plena liberdade de expressão e a plena liberdade de crítica. Nenhum comentário é censurado nesse blog, esse é o exemplo prático do Socialismo Livre que queremos construir, com plena liberdade de expressão, com plena liberdade de crítica, mesmo que não concordemos uma vírgula com o que é dito. Repudiamos, contudo, a liberdade de explorar e a liberdade de oprimir de quem quer que seja. Viva o Socialismo Livre! Acessem http://www.socialistalivre.wordpress.com

Por: Gílber Martins Duarte – Socialista Livre – Conselheiro do Sindute-MG e diretor da subsede do Sindute em Uberlândia – Professor da Rede Estadual de Minas Gerais – Doutorando em Análise do Discurso/UFU – Membro da CSP-CONLUTAS.

Anúncios

Sobre socialistalivre

Esse Blog está a serviço da Luta pelo Socialismo. Defendemos a plena liberdade do ser humano, mas somos radicalmente contra a liberdade de explorar, como a burguesia faz, e contra a liberdade de oprimir como os machistas fazem, os racistas fazem, os homofóbicos fazem, os praticantes de bullying fazem, os preconceituosos fazem, os possessivos fazem e os autoritários de plantão fazem. Assim, defendemos que cada corpo-consciência deve ter liberdade de ser o que ESCOLHE SER, desde que esta liberdade não oprima e explore os outros! Defendemos a plena liberdade de postura crítica e a plena democracia operária, todos devem ter o direito de expressar o que pensam! Defendemos a Revolução Socialista e a necessidade de libertação da classe trabalhadora do jugo do capitalismo. No entanto,somos contra comandos de hierarquias políticas ou de figuras públicas mais poderosas no seio dos lutadores que travam a batalha pelo socialismo. Defendemos que cada militante deve ousar pensar por si mesmo, cada militante deve ter o direito de concordar, mas também de discordar daquilo que julga equivocado, por isso nos definimos como Socialistas Livres e esse Blog está a serviço dos que desejam militar de acordo com essa concepção. Convidamos a todos a conhecerem nosso jeito diferente de entender e de praticar a política socialista, com liberdade, democracia operária, direito de crítica e respeito ao diferente. Saudações Socialistas Livres.
Galeria | Esse post foi publicado em exploração de mais-valia, Luta de Classes, Mais-valia e Análise do Discurso, Práticas sociais, Sem categoria, Socialismo e trabalho, socialismo livre e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

8 respostas para O que é Socialismo Livre?

  1. Professor :Paulo Henrique disse:

    Na passada 2ª-Feira o Secretário de Estado dos EUA John Kerry encontrou-se com o rei saudita Abdullah como forma de suavizar as relações entre os dois países. Depois do encontro, o príncipe al-Faisal (Ministro dos Negócios Estrangeiros da Arábia Saudita) disse que, “A verdadeira relação entre amigos baseia-se na sinceridade, na integridade e na franqueza.”

    Mas certamente que Kerry não foi sincero, íntegro e franco quando o assunto foi o tratamento brutal que as autoridades Sauditas infligem às mulheres. Segundo o New York Times, “Temendo inflamar as sensibilidades Sauditas, John Kerry evitou a questão do repórter quando este o perguntou se as mulheres sauditas deveriam conduzir, preferindo afirmar que este debate “‘deve ser resolvido pela Arábia Saudita.'”

    Mas a administração de Obama não teve a mesma timidez quando o país a ser atacado era Israel. No ano de 2011, a Secretária de Estado Hillary Clinton levou a cabo uma série de ataques contra os autocarros segregados das comunidades religiosas (para homens e para mulheres), apesar do facto desses autocarros só existirem nas comunidades ultra-religiosas.

    Ela atacou também os soldados israelitas que abandonavam os concertos onde havia mulheres a cantar (existem algumas interpretações da lei Judaica que proíbem os homens de ouvir as mulheres a cantar). Hillary comparou Israel com o Irão, bem como o Sul dos Estados Unidos antes do movimento dos direitos civis.

    Dar lições de “direitos humanos” a um país democrático como Israel é qualificado como “liberalismo”, mas atacar uma monarquia anti-mulher como a Arábia Saudita já é “imperialismo”.

    Portanto,
    Os esquerdistas são a favor do movimento homossexual no ocidente e nos países africanos, mas não nos países islâmicos (nem mesmo dentro das comunidades islâmicas na Europa).
    Os esquerdistas são a favor dos “direitos das mulheres”, e contra a violência dirigida às mulheres – excepto se esses “direitos” forem atacados nos países islâmicos ou quando quem age de forma violenta contra as mulheres é um homossexual.
    Os esquerdistas são a favor da liberdade de expressão, excepto quando são contra a liberdade de expressão.
    Os esquerdistas lutam contra as diferenças salariais entre os homens e as mulheres, mas eles mesmos pagam mais aos homens do que as mulheres.

    Os esquerdistas apoiam as mulheres “fortes e independentes”, excepto se essa mulher for conservadora.
    O esquediista quer uma sociedade mais igualitária com saúde grátis pra todo mundo – desde que seja outro que pague, e desde que ele não tenha que esperar meses para ser atendido.

    O esquerdista quer a liberação das drogas – desde que seu filho não seja um viciado e desde que os custos pela saúde que ele quer pública não subam astronomicamente em conseqüência.

    O esquerdista quer liberação de costumes – desde que seu filho não seja gay nem sua filha uma puta nem sua mulher uma devassa.

    O esquerdista elogia o sistema de Cuba e Venezuela – desde que sejam outros os que morem naquele paraíso de igualdade onde falta até papel higiênico.

    O esquerdista quer mais minorias e mais multiculturalismo – desde que eles morem em outro bairro e não venham fazer macumba ou barulho do lado da sua casa.

    O esquerdista quer mais direitos para os criminosos – desde que não seja ele o assaltado ou estuprado pelas pobres “vítimas do sistema”.

    O esquerdista quer “liberdade de expressão” – desde que seja para as suas idéias, mas não se importa se as opiniões contrárias à sua são censuradas, aliás prefere que o sejam.

    O esquerdista, em resumo, é um delinquente hipócrita filho da mãe que não deveria ser admitido no convívio com seres civilizados. Até tocadores de reggae jamaicanos são mais toleráveis.

    • Uma crônica que demonstra quão pouco a ideologia burguesa entende das concepções da esquerda socialista.

    • Questões Relevantes disse:

      Professor Paulo Henrique, não entendi muito bem como a administração Obama foi parar na esquerda. Nem para os padrões americanos, chega a ser esquerda. Quanto ao restante de suas observações, concordo com a maioria. Sobre a resposta dos socialistas livres a seu comentário, acredito ser oportuno lembrar Trotsky em “A moral deles e a nossa”. A leitura desta obra deixa claro que a esquerda não tem princípios, tem apenas conveniências. A História não pára de comprovar esta tese.

      • Professor Paulo Ricardo disse:

        Veja Isso questões relevantes:
        “Obama’s Disdain For The Constitution Means We Risk Losing Our Republic”

        http://www.forbes.com/sites/realspin/2013/11/19/obamas-disdain-for-the-constitution-means-we-risk-losing-our-republic/2/

      • Questões Relevantes disse:

        Acho um tanto quanto alarmista, mas obrigado.

      • Professor Paulo Ricardo disse:

        Questôes relevantes,
        Observa esta frase de Blaise Pascal: “Os homens jamais fazem o mal tão completamente e com tanta alegria quando o fazem a partir de uma convicção religiosa.”.
        Agora, troque o “religiosa” por “política”. Parece que a esquerda marxista incorporou esse dogma “religioso”, de que só eles tem moral e estão certos. Então, qualquer crítica que se faça a esse sistema, por mais racional, sensata, lúcida, coerente, é criticada e o seu autor acusado de conspirador, golpista, fascista, burgues, etc.,
        Quando puder fale sobre esse “dogma” que a esquerda marxista incorporou, a partir de Karl Marx, o pai da besta. Talvez por isso é tão difícil contra-argumentar um marxista.
        Para que todos percebam como essa ideologia da esquerda socialista livre não é coisa do passado… apenas foi adaptada ao contexto atual. E, na primeira oportunidade, eles voltam a aplicar seus “meios”…Afinal, democracia é coisa de burguês (só não vale admitir publicamente, ao menos não agora…Quem sabe depois da “revolução”.)

        Segundo Reinaldo:
        “Também eu, a exemplo de Trotsky, acredito que existam a moral “deles”, das esquerdas, e a “nossa”. Eles, porque se julgam líderes de um “projeto”, de um amanhã sorridente — ou que nome tenha assumido a vigarice revolucionária —, acreditam que todos os meios lhes são lícitos, permitidos, convenientes. Eu, pobrezinho, já tenho uma moral mais “burguesa”, sabem?, mais “idealista”, que advoga a universalidade de certos direitos e do bem de certos procedimentos. Não acho, por exemplo, que se deva condescender com a mentira, com a falsificação, com a traição, com o assassinato…

        E nem com o mensalão. Com o de ninguém. Quando dona Marilena Chaui e sua vassoura teórica inventaram que denunciar o mensalão do PT era golpe, estava apenas recorrendo à moral torta de que nos fala Trotsky, aquela, segundo a qual, se o “objetivo é revolucionário” (e os petistas acreditam mesmo que estão fazendo revolução), então todos os procedimentos, todos os meios, são válidos porque se tornam também revolucionários, já que imantados por aqueles propósitos grandiosos, cheios de amanhãs sorridentes.

        Eu, com a minha moral burguesa, acho que mensalão de Arruda é só um caso de polícia.

        Em suma, o fato de aqueles petistas não terem vergonha na cara não me convida a perder a minha vergonha também. Que eles defendam seus criminosos! Não tenho criminosos a defender!”

  2. Professor :Paulo Henrique disse:

    A educação e a cultura do país foram levadas à falência, fato esse totalmente comprovado por sucessivas avaliações internacionais do nosso desempenho escolar e universitário.

    A cultura do assistencialismo clientelista, em todas as suas formas, incluindo o sistema de cotas em todas as suas variações, colocou como escravo de um Estado corrupto mais da metade de nossa sociedade e o resto majoritariamente se acovardou ou virou cúmplice da destruição do futuro de seus próprios filhos e suas famílias.

    As Forças Armadas, de heróis, chamadas pela sociedade à intervenção em 1964, para conter o avanço comunista no país, foram e estão sendo sistematicamente humilhadas e covardemente perseguidas passando a serem tratadas como terroristas pelos que querem, com a “Comissão da Mentira”, concretizar da forma mais torpe a desforra contra os inimigos do comunismo.

    Gradualmente começam a tomar o lugar das Forças Armadas o poder das polícias civis, militares e federal para, junto com a Força de Segurança Nacional, que estão se prestando ao papel de milícias protetoras do fascismo-totalitário que já toma conta do Brasil. Um novo “exército” de proteção a esse poder vigente está se formando.

    • A ditadura já caiu! E se depender da luta do povo trabalhador, nosso país não mais viverá esse terror! Viva a liberdade de crítica, viva a liberdade de expressão, o que proibido na ditadura burguesa brasileira!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s