14 de Agosto – Sind-UTE convoca Paralisação com Assembleia Estadual

Nenhuma trégua ao Governo Anastasia / Aécio Neves (PSDB). Mesmo com as gigantescas mobilizações ocorridas em Belo Horizonte, durante a Copa das Confederações, exigindo, dentre outras bandeiras, mais investimentos na escola pública, até o momento o governo do estado de Minas Gerais não realizou nenhuma mudança significativa no setor educacional.

O governo tem chamado o Sind-UTE / MG para conversar, em reuniões conjuntas com outros sindicatos, mas não discute as questões centrais que poderiam valorizar de fato a educação pública em nosso estado. Em outras palavras, o governo apenas FINGE que está negociando com o Sind-UTE / MG para tentar amenizar, perante a população, sua péssima imagem histórica de governo que não negocia com a educação.

Enrolação é a melhor palavra para descrever a atitude política desse governo. As principais reivindicações da educação pública de Minas Gerais seguem sem ser atendidas. Queremos Piso Nacional atualizado anualmente, com carreira decente e com a manutenção dos direitos adquiridos, e o governo paga Subsídio. Queremos a volta de nossa carreira, com biênio, quinquênio, 22% por nível de escolaridade, e o governo impõe uma carreira pífia e congelada até 2016. Queremos posse para todos os concursados, em todos os cargos vagos, e o governo tem barrado a posse de companheiros e companheiras, usando de laudos médicos tendenciosos e sem critérios, para manter os contratos precários dos trabalhadores em educação. Queremos a volta dos profissionais de Educação Física e Ensino Religioso de 1o ao 5º ano e o governo segue impondo horas extras forçadas para os professores regentes. Queremos substituições, em caso de licença, para profissionais da secretaria e dos serviços gerais e o governo segue aumentando a carga de trabalho desses companheiros e companheiras. Queremos educação pública de qualidade para nossos jovens e o governo fica fingindo que está preocupado com a educação, inventando Dias D, no começo de agosto, como peça publicitária barata de seus projetos educacionais superficiais, tapando, assim, com a peneira, os buracos de seu próprio descompromisso com a escola pública.

Enfim, por essas e outras, é um erro dar qualquer tipo de trégua ao Governo Anastasia / Aécio Neves (PSDB). Participem desse dia de luta (14 de agosto) e de outros que virão. No dia 30 de agosto, também haverá um dia de Paralisação Nacional de todos os trabalhadores brasileiros. Estaremos construindo e participando dessas lutas. Você também precisa estar nelas. Só a luta conquista!

Por: Gílber Martins Duarte – Socialista Livre – Conselheiro do Sind-UTE / MG e diretor da subsede do Sind-UTE em Uberlândia – Professor da Rede Estadual de Minas Gerais – Doutorando em Análise do Discurso/UFU – Membro da CSP-CONLUTAS.

Anúncios

Sobre socialistalivre

Esse Blog está a serviço da Luta pelo Socialismo. Defendemos a plena liberdade do ser humano, mas somos radicalmente contra a liberdade de explorar, como a burguesia faz, e contra a liberdade de oprimir como os machistas fazem, os racistas fazem, os homofóbicos fazem, os praticantes de bullying fazem, os preconceituosos fazem, os possessivos fazem e os autoritários de plantão fazem. Assim, defendemos que cada corpo-consciência deve ter liberdade de ser o que ESCOLHE SER, desde que esta liberdade não oprima e explore os outros! Defendemos a plena liberdade de postura crítica e a plena democracia operária, todos devem ter o direito de expressar o que pensam! Defendemos a Revolução Socialista e a necessidade de libertação da classe trabalhadora do jugo do capitalismo. No entanto,somos contra comandos de hierarquias políticas ou de figuras públicas mais poderosas no seio dos lutadores que travam a batalha pelo socialismo. Defendemos que cada militante deve ousar pensar por si mesmo, cada militante deve ter o direito de concordar, mas também de discordar daquilo que julga equivocado, por isso nos definimos como Socialistas Livres e esse Blog está a serviço dos que desejam militar de acordo com essa concepção. Convidamos a todos a conhecerem nosso jeito diferente de entender e de praticar a política socialista, com liberdade, democracia operária, direito de crítica e respeito ao diferente. Saudações Socialistas Livres.
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , , , . Guardar link permanente.

5 respostas para 14 de Agosto – Sind-UTE convoca Paralisação com Assembleia Estadual

  1. Lázara Aparecida Simões disse:

    É isso companheiro, não podemos desanimar nunca! Enfrentar essa política mineira da mentira quanto ao setor da Educação é um grande desafio. Que nossos colegas acordem e venham somar na nossa luta!
    Lázara

  2. Países de primeiro mundo como Reino Unido, Suíça, Estados Unidos e Alemanha, que possuem excelentes sistemas de ensino, gastam MENOS com educação do que o Brasil. O caso mais explícito é o da Coréia do Sul que gasta menos com educação, mas ostenta a posição de segundo melhor sistema de educação do mundo (Ranking do PISA), enquanto o Brasil, que gasta mais, tem o pior sistema de ensino entre os 30 países do mundo que mais gastam com educação, mantendo a posição 53 no ranking mundial… Pronto, os números não mentem.
    Qualquer gestor do setor privado sabe que primeiro é necessário potencializar ao máximo o aproveitamento dos recursos que já se dispõe para só então ser capaz de pleitear dos superiores ou dos financiadores recursos adicionais. Os números mostram que o Brasil está MUITO LONGE de estar aproveitando bem os recursos para a educação. Além disso, qualquer dona de casa sabe que um produto mais caro não significa necessariamente um produto melhor.
    De onde nasceu essa sanha para dobrar o gasto com educação??? O governo deveria estar preocupado e empenhado em melhorar a educação oferecida ao povo brasileiro, mas isso daria muito trabalho e poderia levar anos. É muito mais fácil tramitar um projeto desse tipo no congresso (cujo julgamento do mensalão provou que já foi COMPRADO pelo governo diversas vezes), assim passa a impressão que o governo está trabalhando pelo “bem do povo” e, de quebra, aumenta as verbas e as possibilidade de desvio das mesmas.
    O terreno foi preparado pela repetição massiva do slogan “o Brasil precisa investir mais em educação”. O governo lançou a ideia, os meios de comunicação a espalharam e a população a repete em transe hipnótico zumbi. Agora, a torneira está aberta e a única alteração é que ficará mais fácil desviar verbas, uma vez que estas serão maiores.
    As entidades de “movimentos sociais” que são usadas pelo governo como interface para convencer a população de que se trata de uma demanda da sociedade.
    Uma força para o “marxismo cultural”
    Há ainda outro problema adicional: o sistema de educação brasileiro está empestado de professores marxistas que disseminam ideias completamente fora da realidade para crianças que não possuem nem conhecimento, nem cultura, nem informação para julgar o conteúdo que estão recebendo.
    Assim, está claro que o que está por trás de todo esse frisson é, na verdade, o aumento do poder de doutrinar os alunos nos moldes marxistas com o objetivo de implantar o comunismo no Brasil, segundo a estratégia traçada por Antonio Gramsci e seguida pela agenda do Foro de São Paulo.
    Na república, a “verdade” é confundida com a opinião pública. É o velho ditado romano “vox populi, vox dei” levado às últimas consequências. Acontece que a opinião pública pode ser manipulada. Quem detém o controle sobre a opinião pública, dessa forma, passa a deter o controle sobre a “verdade” e, consequentemente, sobre o rumo da História.

    • Na Finlândia, por exemplo, a melhor educação do mundo, gasta-se 6% do PIB com a educação, mas o salário do professor é de 8.000,00 dólares e lá não existe escola privada. No Brasil, com uma dimensão territorial infinitamente maior, gasta-se 5% do PIB com a educação e paga-se uma miséria para o professor. Em Minas Gerais, estado do PSDB, o salário é R$ 1.380,00 para o professor, uma vergonha. A maioria trabalha dois cargos para sobreviver. Gladimir, você falsificou a história legal agora. Mas acho que entendi, sua política educacional ficou nas entrelinhas, você defende o ensino pago. E eu te digo, é essa política do ensino pago que desmoralizou a escola pública no Brasil, pagando salários aviltantes para os professores da escola pública, enquanto a classe média alta e a burguesia pagam escola para seus filhinhos. Este empreendedorismo de escola paga é uma crime com a classe trabalhadora. Não deveria existir ensino pago em nenhum país, escola tem de ser 100% pública, como na Finlândia, sem seleção de classe, a todos o mesmo conhecimento. Esse papo de escola doutrinando para o comunismo é outra coisa mais longe da realidade que você mencionou, Gladimir. Quem dera as escolas públicas estivessem lotadas de marxistas, pelo menos assim faríamos greves para colocar esses governos inimigos da escola pública na parede. Infelizmente, conhece-se muito pouco de marxismo na escola pública. Se houvesse mais conhecimento marxista, os professores da escola pública saberiam detectar melhor os verdadeiros inimigos da escola pública. O capitalismo, a escola paga, a burguesia que não tem o mínimo interesse em dar escola de qualidade para os filhos da classe trabalhadora.

      • Você não entendeu nada. Não é o aumento de verbas que vai resolver o problema, basta não desviar em todos os níveis a verba destinada a educação, depois verificar se realmente é necessária mais verba, juntamente com uma reforma de ensino radical. Sou contra o ensino fundamental e médio particular, porém contra universidades públicas, com criação de bolsas aos necessitados, investimento do estado em pesquisas. Razões inúmeras…..

      • Acordo em não desviar verbas. Mesmo assim ainda seria insuficiente para mudar a realidade da escola pública. Acordo em não existir ensino privado no ensino fundamental e médio. Quanto à Unviversidade Pública, se houvesse vagas para todos os interessados em de fato cursar o Ensino Superior, não precisaria de Bolsas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s