Eleições 2º Turno: Reproduzir as relações de produção ou transformá-las? Por que nem o PSDB e nem o PT representam mudanças reais para os trabalhadores?

Quem acompanha-participa da luta política sabe, ou pelo menos deveria sabê-lo, que o que está em jogo, na política, na economia, na ideologia, nos discursos, nos aparatos jurídicos é a reprodução das relações de produção capitalistas versus a luta pela transformação-revolução das relações de produção. Essa é uma grande conquista teórica do marxismo que explica, de fundo, o que está em disputa na luta de classes. Quem se identifica com a luta socialista, com a luta dos trabalhadores, obviamente, luta pela transformação-revolução das relações de produção, quem se identifica com o capitalismo acha natural, normal, necessário, legítimo, eterno, inevitável reproduzir as relações de produção, baseadas na exploração, na opressão e na exclusão social.

Estamos, em algumas grandes cidades, em segundo turno das eleições municipais. Na maioria delas, temos a disputa entre os partidos dirigidos pelo PSDB versus os partidos dirigidos pelo PT. O que define as práticas políticas desses blocos aparentemente diferentes? Como distingui-los, levando em conta interesses de classe? Ora, os dois blocos falam que defendem o povo, falam que vão fazer as mudanças necessárias para o povo, eles não falam abertamente que vão governar somente para os ricos. Seus candidatos querem fazer transparecer que vão governar para todos. Ora, quando dizem que vão governar para todos, algo muito sutil começou a ser revelado. Omitem o fato de que o mundo é dividido em classes sociais e que, quando se governa também para a classe dos ricos, para a burguesia, para os empresários, não tem mais jeito de governar para os trabalhadores, os interesses dessas classes são opostos. No fundo, então, vão reproduzir as relações de produção capitalistas. Estão do lado da lógica de exploração-opressão que a classe burguesa dominante vem impondo sobre os trabalhadores.

Candidatos que defendem a transformação-revolução das relações de produção não titubeiam, não existe essa conversa falsa de governar para todos, porque somente é possível transformar-revolucionar as relações de produção, se for assumido um compromisso de governar para a classe trabalhadora, sem pactuar com a classe que nos explora, a burguesia. Transformar-revolucionar as relações de produção é enfrentar o capitalismo de conjunto. É reduzir a jornada de trabalho, sem reduzir salários, para gerar novos empregos. É estatizar as grandes empresas privadas para acabar com a extração da mais-valia, ou seja, o trabalho não pago a serviço de gerar imensos lucros para uma meia dúzia de ricos. É investir a totalidade dos impostos arrecadados a serviço da classe trabalhadora, em escolas públicas de qualidade, saúde pública de qualidade, transporte público de qualidade, moradia decente, saneamento básico decente, projetos culturais para envolver a juventude, tirando-a do mundo das drogas. É estatizar os latifúndios para se produzir alimentos baratos para o povo, sem destruir o meio-ambiente.

Os políticos que defendem a reprodução as relações de produção, contudo, costumam dizer que vão fazer mais e melhor para todos. Ou seja, se vão governar para todos, inclui respeitar a exploração-opressão dos ricos, logo não vão enfrentar-se com a estrutura burguesa que explora e oprime os trabalhadores e o meio-ambiente, simplesmente para se tornar mais e mais rica.

De que lado você está? Do lado da reprodução das relações de produção ou do lado da transformação, do lado da revolução? Eis a grande disputa política. Nós, socialistas livres, estamos do lado da transformação-revolução das relações de produção, por isso somente apoiamos os partidos políticos que defendem propostas de ruptura com a lógica capitalista, que defendem propostas socialistas. Nas eleições, então, no segundo turno, afirmamos, votar no bloco dirigido pelo PSDB ou no bloco dirigido pelo PT, no fundo, é iludir-se e dar mais um voto de confiança aos aliados dos capitalistas que, no fundo, seguirão explorando os trabalhadores, seguirão explorando e oprimindo o povo, em resumo, seguirão reproduzindo as relações de produção a serviço dos ricos.

Portanto, transformar-revolucionar as relações de produção é o lado político dos Socialistas Livres. Todos que estão desse lado e nessa luta são nossos aliados. O PSDB nunca foi desse lado e o PT, infelizmente, também já abandonou o barco independente da classe trabalhadora há muito tempo. Saudações Socialistas Livres.

Sobre socialistalivre

Esse Blog está a serviço da Luta pelo Socialismo. Defendemos a plena liberdade do ser humano, mas somos radicalmente contra a liberdade de explorar, como a burguesia faz, e contra a liberdade de oprimir como os machistas fazem, os racistas fazem, os homofóbicos fazem, os praticantes de bullying fazem, os preconceituosos fazem, os possessivos fazem e os autoritários de plantão fazem. Assim, defendemos que cada corpo-consciência deve ter liberdade de ser o que ESCOLHE SER, desde que esta liberdade não oprima e explore os outros! Defendemos a plena liberdade de postura crítica e a plena democracia operária, todos devem ter o direito de expressar o que pensam! Defendemos a Revolução Socialista e a necessidade de libertação da classe trabalhadora do jugo do capitalismo. No entanto,somos contra comandos de hierarquias políticas ou de figuras públicas mais poderosas no seio dos lutadores que travam a batalha pelo socialismo. Defendemos que cada militante deve ousar pensar por si mesmo, cada militante deve ter o direito de concordar, mas também de discordar daquilo que julga equivocado, por isso nos definimos como Socialistas Livres e esse Blog está a serviço dos que desejam militar de acordo com essa concepção. Convidamos a todos a conhecerem nosso jeito diferente de entender e de praticar a política socialista, com liberdade, democracia operária, direito de crítica e respeito ao diferente. Saudações Socialistas Livres.
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s